26 agosto 2019

Resenha: Querem nos calar - Org. Mel Duarte

em 26 agosto 2019

Comente aqui

A antologia Querem nos calar: poemas para serem lidos em voz alta reúne poesias de 15 mulheres slammers de todas as regiões do Brasil. Os chamados poetry slams chegaram ao Brasil pelas mãos de Roberta Estrela D’Alva, em 2008, e são batalhas de poesia falada com temática livre que tem como destaque temas como racismo, machismo e desigualdade social.

Com prefácio de Conceição Evaristo, o livro conta também com ilustrações de Lela Brandão e é organizado pela escritora Mel Duarte, autora de uma das performances de maior destaque da FLIP 2016 e integrante do Slam das Minas - SP.

As nossas falas de mulheres e notadamente a das mulheres negras podem ser agregadas como refrão às vozes desta antologia. Querem nos calar: poemas para serem lidos em voz alta, é uma escrita em confronto ao silenciamento que buscam impingir sobre nós.
Conceição Evaristo

Autoras presentes na antologia:

Anna Suav, Bell Puã, Bor Blue, Cristal Rocha, Dall Farra, Danielle Almeida, Laura Conceição, Letícia Brito, Luiza Romão, Luz Ribeiro, Mariana Felix, Meimei Bastos, Negafya, Roberta Estrela D’alva, Ryane Leão.



Querem nos calar é uma antologia de poemas organizada pela Mel Duarte, são quinze autoras slammers de todo o país, que através de poemas nus e crus vem discutir sobre feminismo, empoderamento, racismo e tantos outros temas importantes para a nossa atualidade.

São poemas de resistência, de denúncia, que mostram as realidades vividas pelas mulheres, principalmente as mulheres negras, que por muito tempo tiveram suas vozes caladas e que lutam diariamente para reconquistar essa voz.

O livro tem uma estrutura diferente dos livros de poesia que estão sendo lançados hoje em dia, que geralmente são textos mais curtos, mas isso é o que faz e ser tão incrível. Estruturado em forma de slam, como o próprio livro diz são poemas para serem lidos em voz alta, para gritar e liberar todas as palavras presas na nossa garganta. Imagino que deva ser incrível acompanhar essas mulheres se apresentarem, ver esses textos tomando corpo e voz.

Apesar de não ser uma leitura rápida, é uma leitura intensa e repleta de reflexões. Cada poema atinge de uma maneira, expondo situações que muitas vezes passam despercebidas por grande parte do feminismo, das mulheres.

Com ilustrações de Lela Brandão e prefácio de Conceição Evaristo, Querem nos Calar é um livro de poemas que precisa fazer parte da sua coleção, ainda mais se você gosta do gênero e quer apoiar mais autoras negras. Recomendo a leitura de olhos fechados, esse livro é daqueles para ser lido com calma, para absorver e refleti sobre cada texto, e aposto que depois dessa leitura vocês vão se encontrar pesquisando mais sobre todas essas mulheres que fizeram parte dessa obra.

0 comentários :

Postar um comentário

TOPO