24 julho 2019

Resenha: A Garota Perfeita - Mary Kubica

em 24 julho 2019

12 comentários

Mia, uma professora de arte de 25 anos, é filha do proeminente juiz James Dennett de Chicago. Quando ela resolve passar a noite com o desconhecido Colin Thatcher, após levar mais um bolo do seu namorado, uma sucessão de fatos transformam completamente sua vida.
Colin, o homem que conhece num bar, a sequestra e a confina numa isolada cabana, em meio a uma gelada fazenda em Minnesota. Mas, curiosamente, não manda nenhum pedido de resgate à família da garota. O obstinado detetive Gabe Hoffman é convocado para tocar as investigações sobre o paradeiro de Mia. Encontrá-la vira a sua obsessão e ele não mede esforços para isso.
Quando a encontra, porém, a professora está em choque e não consegue se lembrar de nada, nem como foi parar no seu gélido cativeiro, nem por que foi sequestrada ou mesmo quem foi o mandante. Conseguirá ela recobrar a memória e denunciar o verdadeiro vilão desta história?



Ficha Técnica Da Obra
Páginas: 336 | Ano: 2016 | Idioma: Português | Editora: Planeta | ISBN: 9788542206814 | Gênero: Ficção, Literatura estrangeira, suspense e mistério Skoob

Compre: AMAZON  SUBMARINO  AMERICANAS


"Estive seguindo-a durante os últimos dias. Sei onde faz suas compras, onde lava suas roupas, onde trabalha. Nunca falei com ela. Não reconheceria o som de sua voz. Não sei a cor de seus olhos nem como reagem quando ela se assusta. Mas saberei."

Uma noite, Mia Dennett entra em um bar para encontrar seu namorado. Mas quando ele não aparece, ela sai imprudentemente com um estranho enigmático. No começo, Colin Thatcher parece ser uma companhia segura para a noite. Mas entrar na casa de Colin será o pior erro da vida de Mia.

Quando Colin decide esconder Mia em uma cabana isolada na Minnesota rural, em vez de entregá-la aos seus empregadores, a mãe de Mia, Eve, e o detetive Gabe Hoffman não vão parar até encontrá-los. Mas ninguém poderia prever os envolvimentos emocionais que eventualmente causariam a explosão do mundo dessa família.

Um suspense viciante e de escrita cuidadosa, é uma estréia propulsora que revela como, mesmo na família perfeita, nada é como parece ser.

Mia, filha de um juiz de prestígio, desapareceu. Sua família não entra em pânico no começo. O comportamento não é incomum para ela, mas seus amigos e colegas de trabalho ficam extremamente preocupados e logo convencem sua mãe de que algo está acontecendo de maneira incomum.

A história é contada de diferentes perspectivas. Sua linha do tempo salta dos dias atuais, para explorar o passado de Mia e o que aconteceu durante o tempo que ela estava desaparecida.

O detetive que examina seu caso é diferente da maioria dos detetives em outras histórias que li. Ele realmente leva o caso ao coração e se torna emocionalmente envolvido. A parte mais incomum é que ele é tão descontraído e casual, mas ao mesmo tempo, muito detalhado e consciente. Eu realmente gostei da combinação de personagens e como eles interagiram uns com os outros ao longo do livro. 


"- Por todo lado. Sangue vermelho por todo lado. Acorde! - Mia bate as mãos no chão e, em seguida, puxa os joelhos para junto do corpo e começa a se balançar com violência. - Acorde! Ah meu Deus, por favor acorde. Não me abandone!"

Embora Kubica tenha escolhido recontar seu conto no tempo presente, o que adiciona uma rigidez à sua prosa de forma muito legível, ela torna os personagens envolventes e move a história em um bom momento. Se o romance carece de credibilidade em qualquer área, é que o Departamento de Polícia de Chicago, uma das agências de segurança mais ocupadas do mundo, teria o luxo de designar um detetive para um único caso por meses a fio, mesmo que o abduzido fosse o único filho de um influente membro do judiciário.

A proliferação de personagens mais antigos como Eve é um achado agradável e inesperado para muitos leitores que entendem que a vida acima de 55 anos ainda pode ser interessante.

Cada personagem traz suas próprias camadas para a história, adicionando profundidade ao enredo. Eu me encontrei completamente mergulhada, tentando descobrir para onde a história estava indo.

Este livro me surpreendeu muito! Eu não queria deixar de lado: ele me prendeu completamente! Eu recomendo! Eu amei tanto a história quanto o desenvolvimento do relacionamento entre Mia e sua mãe. E também acredito que nunca encontrarei outro personagem como o detetive Gabe Hoffman. 

Um suspense muito memorável. Eu gostaria de poder ler pela primeira vez mais uma vez.



12 comentários:

  1. Já li resenhas ótimas desse livro e sempre fico curiosa pela leitura! Gosto do gênero e pelo o que você descreveu, tenho certeza que vou gostar – principalmente que cada personagem traz a sua própria camada. Acredito que isso seja incrível e perfeito para a história.

    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Já vi a capa de A Garota Perfeita várias vezes e sabia por cima a sua premissa.
    Essa é a primeira resenha que leio da obra e mesmo não tendo o hábito de ler mistérios a sua resenha me deixou curiosa para saber o que aconteceu com Mia e quem mandou sequestrá-la e se eu tivesse o livro em mãos agora já começaria a sua leitura, de verdade!
    Vou adicionar o livro a minha lista de desejados agora e espero gostar da obra também, mistérios/thrillers quando bem escritos são leituras incríveis! Adoro fazer deduções e tentar adivinhar o que acontecerá e quem é o culpado.
    Obrigada pela resenha!

    Beijos,
    Andy StarBooks

    ResponderExcluir
  3. Oi Aline.

    Cada resenha que leio deste livro, ficou mais curiosa para lê-lo por causa do mistério e o suspense que você também mencionou que é viciante. Vou adicioná-lo na meta de leitura. Parabéns pela resenha.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Adoro histórias deste estilo. Estou sempre buscando novos autores porque senão leio sempre os mesmos. Fico pensando como deve pensar um autor quando escreve policial ou suspense já que tem que ter uma mistura muito grande de elementos.

    ResponderExcluir
  5. Li um conto dessa autora que precede esses livros e confesso que amei mas ao mesmo tempo fiquei meio abalada emocionalmente por isso decidir, por enquanto, ainda não irei ler esses títulos quem sabe no futuro. Mas amei conferir suas impressões. E sua foto, linda demais!!!!

    ResponderExcluir
  6. Eu só vejo elogios aos primeiro livro da autora, tanto que ela está na minha listinha de futuras leituras, saber que o livro te surpreendeu já me deixa animada, adoro esse gênero literário e acredito que ela vai me conquistar!

    ResponderExcluir
  7. Ooi,
    Eu não tinha lido nenhuma resenha sobre essa série mas fiquei super curiosa com sua opinião. Coloquei o livro na minha listinha porque é bem o gênero que eu adoro e certeza que vou gostar. Depois volto aqui para dizer o que achei! Obrigada pela dica.

    Beijoos

    ResponderExcluir
  8. Como uma apaixonada por suspenses, eu já esto louca para ler esse livro!!! Ainda mais porque ele me lembrou um pouco Identidade Roubada, da autora Chevy Stevens.

    Fico me perguntando o que há por trás do sequestro da Mia, quem é o mandante, quais foram os motivos e em que circunstâncias ela foi encontrada. A questão da amnésia apenas me instiga mais, fico ainda mais ansiosa para ler a história!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Oi, que bom saber que curtiu tanto essa leitura. Ainda não li nada da autora mas já fiquei curiosa para ler esse livro e ver como será o desenvolvimento da investigação do desaparecimento de Mia.

    ResponderExcluir
  10. Olá Aline, eu tenho bastante curiosidade de saber como o autor desenvolveu a trama, parece ser um mistério muito bem elaborado e com uma boa carga dramática em relação ao desenvolvimento de Mia. Adorei a dica.

    ResponderExcluir
  11. Eu gostei muito da sua resenha. Parece ser uma história que vou gostar muito, adoro um bom suspense os as coisas não são como aparentam. Esses saltos na linha do tempo investigando o passado são muito legais, sinto que consigo me aprofundar mais na história e o livro se torna mais envolvente para mim.
    Já está na listinha de desejado.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oie, Tudo bom?
    Esse tipo de narrativa me lembrou muito do harlan, que eu também AMO! Achei sua resenha sensacional e quero muito ler pra descobrir tudo que aconteceu nessa história!

    ResponderExcluir

TOPO