15 maio 2019

Resenha: Uma Mulher na Escuridão - Charlie Donlea

em 15 maio 2019

16 comentários


Ao limpar o escritório de seu pai, falecido há uma semana, a investigadora forense Rory encontra pistas e documentos ocultados da justiça que a fazem mergulhar num caso sem solução ocorrido 40 anos atrás. No verão de 1979, cinco mulheres de Chicago desapareceram. O predador, apelidado de Ladrão, não deixou nenhum corpo ou pista — até que a polícia recebeu um pacote enviado por uma mulher misteriosa chamada Angela Mitchell, cujas habilidades não-ortodoxas de investigação levaram à sua identidade. Mas antes que a polícia pudesse interrogá-la, Angela desapareceu. Agora, Rory descobre que o Ladrão está prestes ser posto em liberdade condicional pelo assassinato de Angela: o único crime pelo qual foi possível prendê-lo. Sendo um ex-cliente de seu pai, Rory reluta em representar o assassino, que continua afirmando não ser o assassino de Angela. Agora o acusado deseja que Rory faça o que seu pai prometeu: provar que Angela ainda está viva. Enquanto Rory começa a reconstruir os últimos dias de Angela, outro assassino emerge das sombras, replicando o mesmo modus operandi daqueles assassinatos. A cada descoberta, Rory se enreda mais no enigma de Angela Mitchell, e na mente atormentada do Ladrão.Traçar conexões entre passado e presente é a única maneira de colocar um ponto final naquele pesadelo, mas até Rory pode não estar preparada para a verdade...

Ficha Técnica Da Obra
Páginas: 304 | Ano: 2019 | Idioma: Português | Editora: Faro Editorial | ISBN: 9788595810723 | Gênero: Suspense e Mistério | Skoob

Compre: AMAZON  SUBMARINO AMERICANAS 

"Alguns escolhem a escuridão; outros são escolhidos por ela."


Charlie Donlea é o meu autor favorito de thrillers, sempre que começo um novo livro seu já estou preparada para uma trama de tirar o fôlego e personagens marcantes, mas ainda com toda essa alta expectativa Uma Mulher na Escuridão conseguiu me surpreender positivamente, e adicionou mais uma protagonista feminina a minha lista de favoritas. Seria pedir muito um livro da Rory e da Lívia juntas? hahaha

Aqui vamos alternar em duas linhas temporais, em 1979 Chicago está em caos pelo desaparecimento de várias mulheres, atribuídos a um homem chamado de O Ladrão. Angela Mitchell é uma mulher com espectro altista, e ela está obcecada por esses desaparecimentos, investigando em segredo e tentando ver pistas que as autoridades deixaram passar.

E no presente, Rory, uma investigadora forense também acaba se envolvendo com o O Ladrão quando precisa assumir alguns casos de seu pai. Ele trabalha a quase 40 anos neste caso, a soltura do Ladrão, que foi preso acusado de ter matado sua esposa, mesmo nunca tendo encontrado nenhum corpo ou prova.

Investigando mais sobre o passado desse cliente e os motivos de seu pai ter representado ele por tantos anos, Rory acaba esbarrando na história de Angela, e em todas as descobertas que ela fez sozinha enquanto lidava com seus problemas mentais.

O que mais impressiona nesse thriller de Charlie Donlea é o autor ter fugido de estereótipos e colocado duas protagonistas com autismo para lidar com crimes que estão dando trabalho à polícia. Rory e Angela são escritas com muito realismo, suas atitudes são brilhantes, e também mostram o lado mais frágil dessa condição, e é esse o brilhantismo do livro, pois mesmo que alguns mistérios envolvendo as duas linhas temporais sejam bem óbvias, a presença e importância dessas mulheres nos casos transforma esse thriller sombrio em uma leitura 5 estrelas.

Nem preciso dizer que a edição da Faro está linda não é? Cada começo de capítulo com uma imagem que remete a trama, uma gramatura alta das folhas internas... É uma experiência maravilhosa cada nova edição, sempre fico maluca quando meus livros chegam para conferir o livro por dentro rsrsr 


Com uma narrativa que pode parecer simples a princípio, Charlie consegue guiar o leitor em uma história envolvendo um serial killer, sadismo, mulheres incríveis e é claro uma trama que você não consegue largar o livro até descobrir com todos os detalhes esse mistério. Quebrando completamente os estereótipos do gênero Charlie mais uma vez entrega um thriller surpreendente, que vai agradar tanto aos fãs mais antigos quanto aos novos, e com certeza vai entrar para os seus favoritos do gênero.
"O segredo que destruíra sua vida estava enterrado em algum lugar fora dos muros da prisão, e ele decidiu passar o último capítulo da sua existência desenterrando-o."



16 comentários:

  1. Eu simplesmente amei o livro, o final é surpreendente. Realmente a edição da Faro está maravilhosa. 😍😍

    ResponderExcluir
  2. Eu amei esse livro. Charlie criou uma trama incrível. A cada passo dado por Rory pra suas descobertas deixou a leitura super envolvente.
    Ansiosa por mais do autor.
    Ótimas considerações.

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  3. Charlie Donlea bem arrasando em seus livros mesmo!
    Ainda não iniciei neste universo dele, mas já tenho o primeiro aqui em casa para dar início! Só preciso daquele tempinho!
    Mas todas as resenhas que leio me deixam mais empolgada ainda!
    Beijos Joi

    ResponderExcluir
  4. Esse livro entrou para os meus favoritos! Uma trama tão bem entrelaçada que me deixou querendo saber mais! Adorei a tua resenha!

    Beijinhos da Paty 😘

    ResponderExcluir
  5. Eu adoro a escrita desse autor! E estou bem curiosa para ler esse livro, mesmo com as ressalvas quero dar uma chance pra essa história. O livro que menos gostei dele, até agora, foi A garota do Lago.

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  6. Oii Sabrina, tudo bem? Amei a sua resenha. Eu também li a obra e me apaixonei, Charlie nunca me decepciona! Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Olá adorei este lançamento, eu amo o gênero abordado na obra e fiquei bem curiosa para ler, espero ter a oportunidade em breve! A capa e título por sí só ja me atraíram, beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Estou há uns tempos para comprar a Garota no Lago, pois já ouvi falar bem dele. "A mulher na escuridão" do Charlie, ainda não tinha ouvido falar mas pareceu-me muito interessante! Vou tentar pesquisar aqui em Portugal se os livros dele chegaram cá. Ultimamente ando a explorar os meus gostos literários e ando a ler thrillers, mistérios, suspense. O mais próximo que cheguei foram os da Paula Hawkins já ouviu falar? Ao ler o seu artigo fez-me idealizar a minha leitura dela.
    Quanto ao seu artigo gostei muito da sua organização e explicação da história.
    Beijinho



    http://tudosoblinhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Não, não seria pedir muito um livro da Rory com a Dr Cutty porque é exatamente isso que eu preciso haahahha
    Imagina essas duas trabalhando juntas? Seria muita perfeição!

    ResponderExcluir
  10. Olá!

    Realmente as expectativas estavam altíssimas para esse livro, ainda mais com a Andrea falando que era o melhor livro dele, mas o autor conseguiu se superar, que história magnífica!
    Tenho que concordar com você que foi um diferencial o autor ter colocado duas protagonistas mulheres com autismo no livro, apesar de não ter me conectado com nenhuma das duas, elas foram extremamente magníficas.

    ResponderExcluir
  11. A Faro nunca brinca em serviço, né? Sempre faz capas lindas demais, meu coração não aguenta. Acho muito bacana que o livro retrate o autismo e mostre como pessoas autistas podem ser extremamente brilhantes e profissionais. Dica anotada.

    ResponderExcluir
  12. Oi Aline.

    O gênero Thriller está me conquistando a cada leitura, porém ainda não tive a chance de ler um livro do Charlie Donlea. Lendo sua resenha, minha curiosidade aumentou e preciso envolver neste universo logo. Parabéns pela resenha e obrigada pela dica.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Oieee, tudo bom?
    Nunca li nada do autor, mas já estou com muita vontade de ler.
    Antes mesmo de ler sua resenha eu achei a capa e a sinopse uma vibe Lisa Gardner que eu simplesmente amo.

    Amo muito thriller de suspense policial, investigações e seriais killer. Amo demais. Só fico triste do livro ser da Faro e não ter ebook, por que os fretes andam bem salgados ultimamente.

    --
    https://thereviewbooks.com.br
    #thereviewbooks | @thereviewbooks
    🔛 Sorteio Big Rock autografado

    ResponderExcluir
  14. Oiiie,
    Eu não entendi, você disse que o livro vale 5 estrelas e deu 4? Fiquei confusa hahaha, mas de toda forma sou fã da Karin por sua destreza em criar e desvendar os casos durante a leitura, ainda não li nada do Charlie, mas pela resenha me pareceu ser do tipo que com certeza vai me prender.
    Já estava namorando ele pela capa, agora com certeza vai para a lista.

    Beijokas

    ResponderExcluir
  15. Cada vez que vejo uma resenha nova de um livro deste autor minha vontade de conhecê-lo aumenta! Mas não começarei por este livro não, apesar de desejar muito lê-lo. É que isto de serial killer e sadismo me lembra um livro que li recentemente chamado Flores Partidas, da Karin Slaughter, e não tenho forças para ler outra história que acabe assim com meu coração como o outro conseguiu. :(

    Mesmo assim fico tentando entender por que o pai da Rory ficou preso ao caso por tanto tempo e nessa obsessão por libertar O Ladrão. O que será que se esconde por trás desses crimes? Quem é o verdadeiro culpado? São perguntas que me faço e teria que ler para descobrir.

    Amei a resenha!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  16. Oi, esse será o primeiro livro do Charlie que lerei e estou super empolgada para conferir essa história e desvendar o mistério da trama, que bom saber que as duas personagens femininas foram bem feitas, amei conferir sua opinião.

    ResponderExcluir

TOPO