17 abril 2019

Resenha: A Viúva de Safira - Dinah Jefferies

em 17 abril 2019

5 comentários

Dinah Jefferies volta a retratar o Ceilão inglês do começo do século XX em mais um romance histórico de tirar o fôlego, com a participação especial de Gwendolyn, Laurence e outros personagens amados de O perfume da folha de chá.
O ano é 1935. No Ceilão, uma rica colônia britânica do sul da Ásia, Louisa e Elliot vivem um casamento feliz. Ela, filha de um importante comerciante da região; ele, um charmoso homem de negócios. Juntos, eles aparentam ser um casal que tem tudo. Exceto aquilo que mais desejam: um filho.
Durante as diversas tentativas de Louisa de engravidar, seu marido parece cada vez mais distante, passando a maior parte do tempo em uma fazenda de canela das redondezas. Mas a morte repentina de Elliot ― tão trágica quanto misteriosa ― é seguida de revelações chocantes, atirando a jovem numa espiral de incertezas. Quem era, de fato, aquele homem? Por que ele tinha tantos inimigos? Como foi capaz de cometer uma traição tão terrível?
Em busca de respostas, Louisa embarca em uma jornada devastadora. Quando finalmente descobre o terrível segredo por trás de seu casamento, seu mundo vira de cabeça para baixo. Será que ela encontrará forças para seguir em frente? Ou sofrerá, para sempre, as consequências do que parece imperdoável?

                                                       Ficha Técnica Da Obra
Páginas: 376 | Ano: 2019 | Idioma: Português | Editora: Paralela | ISBN: 9788584391356 | Gênero: Ficção, literatura estrangeira | Skoob | Livro gentilmente cedido em parceria com a editora.



                                              Compre: ♥AMAZON


                                 

Mesmo depois de doze anos de casamento, ainda o achava lindo, com seus cabelos castanhos encaracolados, os olhos verdes e vivazes, e um charme que atraía qualquer um.

Estamos de volta ás terras quentes e úmidas do Ceilão, hoje conhecido como Sri Lanka, ao sul da ilha, na pequena cidade de Galle. Conhecemos Louisa e Elliot, um casal jovem, lindo e na busca da felicidade completa, pois mesmo com o amor e a cumplicidade entre os dois, Louisa não consegue engravidar, tem diversos abortos, e quando mantém uma gravidez até o final, sua pequena bebê nasce morta.
Apesar desse peso, os dois se mantém positivos, Elliot se mostra compreensivo e paciente, e embora ele permaneça mais tempo trabalhando fora do que propriamente em casa, Louisa tem certeza que o amor dos dois vai superar as dificuldades.
Neste livro, mais uma vez, a autora nos brinda com as paisagens lindas e naturais de uma ilha cercada por um mar profundamente azul, e nascida no meio de uma floresta rica em flores e frutas de todas as cores.
Temos muitas descrições dos locais, o que deixa fácil imaginar nossos personagens andando pelas pequenas ruas ou apreciando o mar calmo sob o céu claro do verão.

Confesso que apesar de querer fazer a leitura do livro, por gostar da escrita da autora, que conheci com O Perfume da Folha de Chá , um livro que eu favoritei com gosto, fiquei um pouco receosa, pois no segundo livro Antes da Tempestade , eu não me senti tão encantada com a história, não me conectei de verdade com os personagens, e fiquei um pouco cansada com a leitura. Então, comecei A Viúva de Safira apreensiva.
Que bela surpresa eu tive, pois nesta história eu encontrei novamente o encanto e a beleza que havia conhecido no primeiro livro! Logo de cara, já me apaixonei pelos protagonistas e fiquei admirada com os passeios a beira mar.

Elas passaram por um jasmim-manga enorme, de aroma suave, e em pouco tempo chegaram ás antigas muralhas, erguidas com barro, cal e corais, de onde contemplaram o oceano faiscante, que se estendia a perder de vista.


Nesta história, além de termos as belas paisagens, descritas perfeitamente pela autora, junto com um pouco das características culturas do povo da ilha, temos personagens que definitivamente, nos conquistam, seja pelo lado bom ou ruim. Louisa é inteligente, divertida, jovial e apesar da dor que carrega, se mantém firme. Elliot, nos deixa encantadas, com a maneira delicada e amorosa que trata a esposa, mas esperem pra ver.. Temos as famílias dos dois, que deu muito tempero para a trama. Temos o pai de Louisa, que é um homem muito correto e centrado, temos os pais de Elliot, e sua irmã, Margo, que é uma irmã para a cunhada. Gente, a sogra. Que mulher nojenta! Meu Deus! Se intromete me tudo na casa da nora, fica jogando aquelas indiretas secas, e se acha no direito apenas por ser a mãe do cara. Ahhh! Tem mais alguns personagens que são introduzidos com o decorrer dos fatos. 
Louisa e Elliot se preparam para comemorar mais um ano de casados. Os preparativos para a festa estão a todo vapor, e mesmo com uma saída de última hora, Louisa sabe que Elliot vai voltar a tempo de enfeitiçar os convidados com seu sorriso e suas histórias.

Entretanto, a hora passa, ele não chega e sua aflição cresce.
O que era pra ser uma noite alegre e recheada de bons momentos, se transforma num pesadelo sem fim. Sem fim literalmente, pois o que acontece nessa noite, acaba com tudo que Louisa acreditava ser real. Ela se vê no meio de uma tempestade de revelações e segredos que a deixam doente. 
Como as pessoas podem enganar as outras por tanto tempo? Como lidar com o pó em que se transformou todos os seus sonhos, suas lembranças, tudo que era precioso para ela?
Será que ela vai conseguir se recuperar?


A luz do dia conseguia ser feliz, claro que sim, mas a noite escura trazia de volta aquilo que ela conseguia esquecer enquanto o sol brilhava.

Fiquei mais que satisfeita com esse história. Porque além de recuperar o encanto pela escrita da autora, reencontrei personagens amados, que, mesmo que tenham aparecido rapidamente, para darem movimento á trama, ajudou muito pra formar a narrativa num todo. A história em si, prende, e mesmo que seja um romance leve, sem ambições gigantes, ele diverte e cumpre com a promessa de encantar  o leitor.  Temos uma mulher que passa por uma situação terrível, que destrói toda sua vida, e que precisa decidir entre desistir, se deixar vencer, ou viver, lutar para se reencontrar e curar o coração que foi severamente maltratado. 
Como li a versão em e-book e o livro ainda será lançado, tem alguns detalhes que vão ser acrescentados e corrigidos na versão física, mas a leitura não foi prejudicada em nada. 
Aconselho a quem leu os dois primeiros como eu, e sentiu falta daquele ar de romance e conexão, leia esse terceiro, e reencontre a sensação maravilhosa de se aventurar em oceanos e florestas, cheias de segredos e surpresas.

..Louisa reparou em todas as coisas que gostava nele. Seus olhos castanhos e profundos, seu toque.. A tranquilidade com que caminhava, aparentemente á vontade na própria pele. E a maneira como seus olhos se iluminavam quando sorria para ela. Agora, ele estava sorrindo.


5 comentários:

  1. Tudo bem? Quem me conhece, sabe que não sou a moça dos romances históricos, mas vendo umas séries históricas ando fascinada por esse mundo e querendo me aventurar mais nesse mundo. No momento não ando comprando livros, por conta de despesas médicas altas. Mas assim que voltar a comprar, se Deus quiser, quero ler esse, pois me lembrou de uma série que estava assistindo.

    Adorei saber que autora descreve bem a cultura e paisagens, além de criar personagens que se tornam tão palpáveis a ponto de serem amados ou odiados por conta de suas características e personalidades tão bem aplicadas.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Aline, td bem? Eu não conheço essa trilogia, mas saber que tem paisagens incríveis já me deixou encantada. Às vezes acontece isso mesmo, o primeiro livro é incrível, e o segundo não é lá essas coisas. Felizmente ela conseguiu voltar à receita que deu certo do primeiro volume. ^^
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
  3. Que resenha bacana, bom saber sua opinião sincera sobre o livro, gostei da premissa, e posposta da obra, quem sabe consigo ler em breve! Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Li o primeiro livro da autora que foi publicado aqui no Brasil e fiquei muito envolvida na história e em toda a construção do enredo em um cenário diferenciado. Acho que essa é uma característica dela porque senti a mesma coisa lendo a sua resenha e já quero ler este livro também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, que situações tensas que a protagonista enfrenta, hein?! Ainda não li nada da autora, mas achei a ambientação desse interessante e fiquei curiosa para ler a história. Bom saber que curtiu a leitura.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir

TOPO