11 abril 2019

Resenha: Senhor das Sombras (Os Artifícios das Trevas # 2) - Cassandra Clare

em 11 abril 2019

13 comentários

A ensolarada Los Angeles pode ser um lugar sombrio na continuação de Dama da Meia-Noite, de Cassandra Clare. Emma Carstairs finalmente conseguiu vingar a morte dos pais e pensou que com isso estaria em paz. Mas se tem uma coisa que ela não encontrou foi tranquilidade. Dividida entre o amor que sente pelo seu parabatai Julian e a vontade de protegê-lo das graves consequências que um relacionamento entre os dois pode trazer, ela começa a namorar Mark Blackthorn, irmão de Julian. Mark, por sua vez, passou os últimos cinco anos preso no Reino das Fadas e não sabe se um dia voltará a ser o Caçador de Sombras que já foi. Como se não bastasse, as cortes das fadas estão em polvorosa. O Rei Unseelie está farto da Paz Fria e decidido a não mais ceder às exigências dos Nephlim. Presos entre as exigências das fadas e as leis da Clave, Emma, Julian e Mark devem encontrar um modo de proteger tudo aquilo que mais amam — juntos e antes que seja tarde.



Ficha Técnica Da Obra
Páginas: 602 | Ano: 2017 | Idioma: Português | Editora: Galera Record | ISBN: 9788501401076 | Gênero: Ficção, Fantasia, Romance Skoob | Livro de acervo pessoal

                                
                                   Compre: AMAZON SUBMARINO AMERICANAS
                    
                                    

Confira a resenha do livro anterior:

Dama da Meia-noite - Artifício das Trevas #1 - Cassandra Clare

Antes de começar essa resenha preciso destacar dois pontos pra quem quer começar essa nova trilogia da Cassie:

  1. Leia os livros na ordem, é muito importante caso você não queira levar alguns spoiler que você leia As Peças Infernais pois Jeam, Will e Tessa são personagens citados a todo momento nessa trilogia, Magnus e Alec também tem um papel importante, então é bom ler As Cônicas de Magnus Bane. Mas caso você seja um rebelde assim como eu, ainda irá entender a história sem a leitura desses livros, mas vai ficar um pouco perdido e levar spoilers bem grandes. 
  2. Tenha todos os livros antes de começar, pois como são muitos personagens, muitos acontecimentos e muitas tretas e maldições é legal ler em um curto intervalo de tempo pra não ficar perdido na história, pois é fácil esquecer algum detalhe importante do livro anterior.  


"Quando uma decisão como essa é tomada por um governo, encoraja aqueles que já são preconceituosos a verbalizarem seus pensamentos mais profundos de ódio. Eles supõem que são simplesmente corajosos o suficiente para falarem o que todos realmente pensam."

É muito difícil fazer a resenha desse livro gente, principalmente pelo fato que li Dama da Meia-noite em 2016 e não lembrava de quase nada quando comecei o segundo volume, mas como sou guerreira fui lembrando das coisas aos poucos e consegui me situar muito bem nessa história.

Vamos começar enaltecendo Cassandra Clare, é impressionante que mesmo depois de  14 livros do mundo dos Caçadores de Sombras (e outros de outras séries dela) ela ainda consiga trazer uma história cheia de emoção, de ação, inédita e com muitos personagens singulares com extrema representatividade. Era de se esperar que ela enrolasse em algumas partes, copiasse o rumo de outros livros, mas nossa, é impossível entender a mente dessa mulher, pois a cada novo livro é um misto de sentimentos diferentes, e você se vê completamente preso no mundo dos Caçadores de Sombras, e sedento por mais histórias.

Se a história em Dama da Meia-Noite já estava bem alucinante, em Senhor das Sombras percebemos que o problema é muito maior do que os jovens descobriram, Malcon fade era só a ponta do iceberg: a Paz Fria está pior do que pensaram, há extrema intolerância vinda de um grupo de Nepplins, o amor de Julian e Emma não pode de jeito nenhum acontecer, e uma guerra está muito próxima, vindo de um lugar que eles subjugaram DE NOVO!

Em todas as histórias da Cassandra há muitos personagens, e não consigo citar nenhum que os personagens ficaram esquecidos na farofa, e aqui não é diferente. Todos eles possuem em algum momento a chance de contar a sua história, e todos eles possuem papeis importantes na trama que é muito bem construída e muito criativa.

Eu gostei muito de ver Ty, Livy e Kit juntos como o 'novo trio de Caçadores' (porque eles sempre andam em três né?! hahah), os irmãos Blackthorn e seu novo amigo têm muitas cenas eletrizantes nessa história, e mostram que mesmo jovens são capazes de fazer a diferença nessa guerra. Kit chegou de mansinho e com certeza vai ter um papel muito importante na trama, assim como Kieran e Diana que tiveram um desenvolvimento incrível e cenas que mudaram completamente a visão que tinha dos dois.
"Nos meus sonhos, eu a vejo com Cortana na mão. Confio que você sempre continuará lutando, Emma. Confio que nunca vá desistir."
Se pudesse falar sobre um tema que é muito importante nessa história com certeza citaria a intolerância, seja ela aos diferentes: os integrantes do Sub-mundo e também aos mundanos, é muito interessante observar como a autora trata o tema dos extremistas, como a Paz Fria criou tanta revolta aos integrantes do submundo e também como a maioria dos Caçadores ainda tem uma visão antiga de como são superiores e não podem se misturar com ninguém, principalmente com os mundanos, mesmo que no fundo eles tenham os mesmos 'problemas'.

E é claro que vamos matar a saudade de vários personagens queridos nessa série, Jace e Clare tem uma palinha no começo e com certeza vão voltar para o final da trilogia, Alec e Magnus tem um papel muito importante também e várias cenas fofas, mas ainda assim eles não tomam o protagonismo de Emma e Julian, casal que sofreu horrores nesse livro (e essa é minha única reclamação, não curti muito todo o drama de 'nos amamos mas não podemos ficar juntos).

Enfim, esse livro terminou de maneira brutal, e não sei nem como vou aguentar até começar o terceiro livro, que espero ler ainda esse mês, pois foram tantas as emoções que tive que reler e reler de novo pra ver se era aquilo mesmo, e agora estou aqui criando teorias malucas do que aconteceu ali naquele último capítulo.


"Passei tanto tempo fugindo e lutando, desesperada. E depois as coisas ficaram normais. Eu não acreditava. A gente se acostuma a viver de um jeito, mesmo que seja um jeito ruim ou difícil. Quando isso acaba, fica um vazio a ser preenchido. Está na nossa natureza tentar preenchê-lo com ansiedades e medos. Pode levar tempo para conseguir preenchê-lo com coisas boas."

13 comentários:

  1. Oieee.
    Eu tentei ler livros da Cassandra e não curti nada. Tem muito personagem muito acontecimento e me senti perdida em vários momentos da história, foi meio complicado para mim.
    Mas sem dúvida O Senho das Sombras foi uma boa continuação, rever personagens, ver novos é sempre bom.
    Mas não funcionou para mim

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca li nada da Cassandra, mas vejo que muita gente elogia os livros dela. Mas que bom que você curtiu, é muito bom quando a gente gosta de uma história e vai se envolvendo cada vez mais nela. O lance de ter muitos personagens e a necessidade de ter todos os livros para se lembrar de todos os nomes e maldições me lembrou os tijolinhos do tio Martin (Crônicas de Gelo e Fogo). Tem tanto personagem num único livro que fica difícil se lembrar de todo mundo... kkk
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
  3. Oi, Aline!
    Menina, eu li Peças Infernais e amei, mas vou parar por aí... Não tenho muita vontade de ler outras histórias de shadowhunters da Cassandra.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Sua resenha ficou incrível! Eu nunca tive vontade de ler essa série, mas você conseguiu me deixar curiosa hahaha gostei do fato de você começar a resenha com dois pontos e que pontos importantes! Eu me sinto da mesma forma em relação à outros livros/séries por não ter a continuação ainda.

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  5. Amo resenhas assim empolgadas ... Vc arrasou e me fez querer ler tudo dessa autora.
    Tenho apenas, por enquanto, a primeira série dela 'Instrumentos mortais' (não me mate 😂😂😂) mas só li o primeiro livro. Comecei a série da Netflix e sou viciada nela, amo 💞💞💞 então pretendo ler tudo da autora, aos poucos claro, são muitos livros e nem sempre estão tão baratos. Enfim amei ler suas impressões e anotei suas dicas. Beijos

    ResponderExcluir
  6. Adorei as dicas, quero ter todas as séries da autora para ler em ordem e não ficar muito tempo entre um livro e outro sem ler. Tinha começado logo que lançou Instrumentos mortais, li os dois primeiros, mas não me empolguei. Quero retomar.
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Apesar da fama eu não conheço a escrita da Cassandra e nunca tive interesse em ler nenhum, mas confesso achar engenhoso esse enredo com tantos personagens e esse talento de manter o nível das histórias mesmo depois de tantos volumes. Quem sabe eu de uma chance e acabe sendo fisgada por ela também.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Oi Aline.

    Ainda não conheço a escrita da Cassandra.Apenas conheço o filme Instrumentos Mortais e confesso que o filme já saciou minha curiosidade. Por isso será meio difícil dar uma chance para série. Acho que também vou deixar essa trilogia para outra opção, mesmo gostando da sua resenha, pois não tenho nenhum dos livros dela. Vou pegar outra dica na próxima visita.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Da Cassandra li os dois primeiros livros da série Instrumentos Mortais, acabei desistindo do resto por ter que esperar lançar os outros livros e não tenho muita paciência então abandonei, agora lendo sua resenha tão empolgada em relação aos livros dela que fiquei curiosa em terminar as leituras. Parabéns pela resenha você me motivou a continuar e ler seus próximos lançamentos. Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Oiê,
    Eu não sou muito de ler esse gênero literário e por isso nunca me interessei pela leitura, mas todos os meus amigos que leram são apaixonados e eles comentaram o mesmo que você, você termina um livro querendo o outro. Acho maravilhoso quando a leitura nos proporciona tantas emoções. Desejo que você consiga ler logo e que continue encantada pela história!!!

    ResponderExcluir
  11. Oi, que resenha maravilhosa! Que bom saber que mesmo depois de tantos livros a autora ainda consegue entregar boas histórias, achei super interessante isso de ela falar de temas como a intolerância e de todos os personagens terem seu momento de destaque.

    ResponderExcluir
  12. Nunca li nada da Cassandra e preciso demais ler os livros dela. Adorei ver a sua resenha sobre esse volume e a dica de ter todos os livros antes de começar a ler é muito válida, com tanta coisa acontecendo é fácil se perder se demorar muito para ler.

    ResponderExcluir
  13. Oi Aline,
    eu já fui muito louca para ler a primeira série, até comprei o box, mas nunca efetuei de fato a leitura, e cada vez que uma nova série ligada aos personagens é criada vou me desesperando mais, parece que estou mais atrasada que tudo, amei as fotos e amei a resenha, preciso correr atrás do tempo perdido.

    Beijokas

    ResponderExcluir

TOPO