07 março 2019

A Poeta X - Elizabeth Acevedo

em 07 março 2019

13 comentários

Best-seller do New York Times sobre uma adolescente que conta sua história através de uma poesia intensa, crua e poderosa. Xiomara Batista se sente sem voz e incapaz de se esconder no Harlem. Desde que seu corpo ganhou curvas, ela aprendeu a deixar os punhos e toda sua raiva falarem. E, em contraste com as regras da mãe religiosa, Xio tenta expressar suas próprias crenças através da poesia: a garota derrama toda frustração e paixão nas páginas de um caderno, recitando as palavras para si mesma como orações.

Em seu romance de estreia, Elizabeth Acevedo aborda dúvidas e experiências frenquentes da adolescência – religião, relacionamento e autoaceitação –, apresentando essas questões por meio das lentes da herança afro-latina de Xiomara.

Acevedo elevou o romance escrito em verso a uma ferramenta poderosa, fornecendo aos leitores uma narrativa incrivelmente viciante e deliciosamente rítmica, implorando para ser lido em voz alta. A autora traz um ponto de vista único para aqueles que convivem com todo tipo de preconceito e procuram por si mesmos na literatura e na vida.

Ficha Técnica Da Obra

Páginas: 322 | Ano: 2018 | Idioma: Português | Editora: Galera Record | ISBN: 9788501115119 | Gênero: Ficção; Jovem adulto; Literatura Estrangeira; Poemas, poesias; Feminista | Skoob | Livro de acervo pessoal da blogueira 

                                
                                   Compre: ♥AMAZON ♥SUBMARINO ♥AMERICANAS
                    
                                   

"Mas hoje eu sinto a dúvida
grudando no céu da boca como uma hóstia:

Pra que Deus me deu a vida
se não posso vive-la como quero?

Porque ouvir seus mandamentos
tantas vezes significa ter que calar minha própria voz?"

Xiomara é uma jovem dominicana que vive nos Estados Unidos, ela e seu irmão gêmeo são considerados os milagres dos pais, uma mulher religiosa que queria ser freira e acabou se casando com um homem mulherengo que não conseguia ter filhos. Ela e o gêmeo cresceram em um lar extremamente rigoroso, protetor e religioso, mas ela nunca conseguiu se encaixar e ser como sua mãe queria. Cheia de dúvidas e medos ela só pode ser livre nas páginas de seu caderno de poemas, o qual ela guarda a sete chaves para que ninguém nunca leia.

Esse ano ela está em uma escola nova, sem o gêmeo, e ali no meio de tantos jovens "normais" ela acaba tendo mais dúvidas, mais descrença sobre a sua religião, e ficando cada vez mais reprimida por não poder desabafar com ninguém, até conhecer um jovem que ao mesmo tempo e trás paz ao seu coração, também provoca os seu maiores medos caso sua mãe os descubra.

A Poeta X foi uma leitura ao rápida, que me surpreendi quando o terminei, pois nem percebi as páginas passando. Escrito todo em forma de poemas viajamos na rotina de Xiomara, uma jovem de 16 anos que não tem muitos amigos, não é feliz em casa e não se sente livre ou representada eme lugar algum.

O tema central do livro e a religião, e como o fanatismo da mãe acaba privando sua família de ser feliz, reprimindo esse sentimento nos seus filhos e até mesmo em seu marido, que se tornou outra pessoa depois que os gêmeos nasceram. A autora aborda o tema de maneira muito verdadeira e intensa, pelos olhos de uma jovem cheia de dúvidas e que se sente mal por te-las e não ter ninguém que as responda.

Mas o mais interessante mesmo são os questionamento a cerca de ser mulher, pois a mãe de Xionara sempre tratou como fosse o maior pecado ela sr uma mulher, desde tabus como menstruação a garotos, parece que ela ter nascido uma mulher era uma sentença de que ela sempre estaria em pecado, e teria que se controlar a todo momento para que os outros não reparassem nela, pois até quando ela não tinha culpa das coisas que lhe aconteciam, ela paga por isso.

Acho que a única coisa que senti falta foram os poemas que Xionara 'fala' durante a história, fiquei com a sensação de 'furos' nessa parte, pois queria saber das suas palavras mais intensas, principalmente os que ela falava sobre seus pais, mas ainda assim seus questionamentos em forma de poemas conseguem tocar o leitor, e você não sente nenhuma estranheza pela narrativa ser de forma tão diferente.

A Poeta X é um ótimo livro juvenil que trás temas muito interessantes a serem lidos, desde religião a família, fanatismo, garotos e machismo a autora muito bem e consegue nos encaixar na história de uma maneira muito intensa. Vemos o quanto é importante para a felicidade o diálogo e o apoio da família, pois sem eles tudo pode se tornar uma catástrofe, e que é completamente normal nos termos dúvidas em qualquer idade.

"Outras meninas me chamam de metida. Puta. Dada.
Quando seu corpo ocupa mais espaço do que sua voz
você sempre é alvo de batos certeiros,
e é por isso que deixo meus punhos falarem por mim.
E é por isso que aprendi a não ligar quando meu nome dá lugar a insultos.
 Forcei minha casca a ser tão grossa quanto eu."



13 comentários:

  1. Olá!

    O livro seria uma boa leitura para mim se não fosse escrito em forma de poemas, não sou grande fã.
    Tenho certeza que durante a leitura eu me irritada bastante com a mãe dos gêmeos, principalmente pela forma que ela trata a personagem apenas por ela tem nascido mulher!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Sabrina.
    Adorei a resenha e o tema do livro pareceu ótimo.
    Uma pena que sejam poemas... Eu realmente não me dou bem com essa forma de escrita. Não consigo me concentrar!
    Mesmo assim vou guardar a indicação porque pode ser uma ótima dica para presentear alguém!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    É a primeira vez que vejo algo sobre esse livro e já me encantei completamente. Essa capa linda me chamou a atenção logo de cara e gostei de saber que é um livro que traz a temática feminista e questiona o fanatismo religioso. Achei muito interessante o fato da protagonista ter origem afro-latina, pois isso faz com que a gente imagine o quanto sua luta contra o preconceito deve ser difícil em um país como os Estados Unidos. Amei tudo no livro e já quero demais ler! Sua resenha também ficou incrível. Beijos!

    Jéssica Martins
    castelodoimaginario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Já tinha visto esse livro nas redes sociais e achei tanto a capa quando a premissa interessante, no entanto após ler sua resenha me senti ainda mais atraída pela história. Que como podemos perceber trata de uma realidade nua e crua, eu já tive amigas que eram privadas pelos pais de viverem uma vida dita normal, por causa da questão da religião. E se tratando dessas questões através da poesia faz com que nos cativemos pela personagem ao ponto de sentir ao mesmo tempo empatia e identificação pelos momentos e situações que tem vivenciado.

    ResponderExcluir
  5. E aí! Eu tô fissurada nesse livro por sua culpa agora! Essa maneira diferente em que ele é apresentado assusta um pouco, ainda mais pra quem não tem o hábito de ler em poemas ou não gosta, mas o teor do livro e os assuntos que ele aborda com certeza, fazem a curiosidade falar mais alto. Quero ver como acaba e como ela aprende a lidar e superar todas essas dúvidas e objeções que são impostas a ela contra sua vontade.

    Bjoxx ~ Aline ~ www.stalker-literaria.com ♥

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Gosto muito desse tipo de leitura. Sempre trazendo reflexões importantes e mostrando um pouco o lado do fanatismo de algumas pessoas, a solidão que muitas pessoas vivem.
    A capa está muito bonita. Espero conseguir realizar essa leitura em algum momento.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Não conhecia esse livro, o que mais me chamou a atenção do tema a ser tratado religião, por isso já fiquei curiosa para ler e saber mais sobre essa obra, adoro poemas vai ser um deleite para mim. Parabéns pela resenha, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
  8. Eu sou apaixonada por poesia, sempre fui! Antes mesmo de conhecer os romances eu já conhecia os poemas e eles me encantavam! E fiquei fascinada por este livro ser escrito neste formato. Já é um motivo para eu ler.rsrs

    Gostei muito do livro abordar temas tão sérios como religião, fanatismo e machismo. Ainda mais neste momento que estamos vivendo no Brasil. Precisamos de mais leituras neste estilo, que nos provoquem um choque de realidade, de estar na pele do outro, de sentir, mesmo que através de um livro, um pouco de empatia.

    É claro que vou ler este livro! Já quero muito!

    ResponderExcluir
  9. Eu adoro poemas, mas quando se trata de um enredo narrado dessa forma começo a ficar com o pé atrás, pois fiquei traumatizada com Os Lusíadas rsrs Mas como é uma obra atual e trata de temas sociais bastante atuais talvez eu possa dar uma chance, ainda mais com essa capa linda.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Sabrina! Gosto de poemas, mas faz muito tempo que não leio nada. Esse livro parece inspirador, quem sabe:
    bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  11. Oi Sabrina,
    Esse livro não é pra mim. Apesar de saber que é uma história poderosa, não consigo gostar de poesia.
    Com amor, André
    Garotos Perdidos

    ResponderExcluir
  12. Olá!!!
    Eu apesar de não ser a maior fã do gênero poesia gostei que o livro vai tratar a história da personagem e a construir.
    Gostei que a autora traz o fanatismo religioso e trabalha também dentro dele como a mulher é tratada, e como a personagem é forte por passar por tudo isso.
    O livro já está na lista de livros que quero ler após essa resenha maravilhosa.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Faz muito tempo que eu não leio livros de poesias e nem sei explicar porque , pois eu gosto muto. Estou curiosa pra saber sobre os temas e acho que alguns deles podem me emocionar bastante.
    Valeu pela dica
    Beijos

    ResponderExcluir

TOPO