04 dezembro 2018

Resenha: Dança da Escuridão - Marcus Barcelos

em 04 dezembro 2018

12 comentários


Em Dança da Escuridão, a aguardada sequência de Horror na Colina de Darrington, Ben Simons desperta abruptamente e se vê amarrado a uma cadeira de metal, imerso no breu de um local desconhecido. A voz que grita é a de um homem misterioso e sem escrúpulos, que não poupará esforços para extrair de seu interior a obscura confirmação que tanto deseja... o mal presente na sua origem. Agora, para entender o que aquilo significa, o que o colocou na situação de alvo da seita, e tentar salvar todos que estão em perigo por sua causa, ele precisará remontar seus passos desde muito antes da fuga do sanatório ou do episódio na Colina de Darrington e confrontar os tentáculos da aterrorizante organização, que se mostram cada vez mais presentes em todos os lugares. QUANTO DO BOM MENINO AINDA RESTA? O QUANTO AGORA É ESCURIDÃO?
                                                   

                                                      Ficha Técnica Da Obra
Páginas: 256 | Ano: 2017 | Idioma: Português | Editora: Faro Editorial | ISBN: 9788595810198 | Gênero: Fantasia, Ficção, terror, horror, nacional | Skoob | Recebido em parceria com editora

                             
                                  Compre: ♥AMAZONSUBMARINOAMERICANAS

                         
Eu jamais poderia imaginar o que me aguardava depois que saí daquele maldito sanatório. A escuridão sempre foi muito maior.

Partindo exatamente de onde termina o primeiro livro, novamente, somos puxados para uma aventura bizarra e frenética, na continuação da trama vivida por Ben, em Horror na colina de Darrington. Onze anos depois, ele é resgatado por sua prima Amanda e finalmente enxerga alguma luz no fim do túnel, porém, não é bem assim que as coisas são. Nas primeiras páginas temos Ben preso em algum lugar, sendo torturado, não sabemos por quem, mas sabemos que o horror mostrado no primeiro livro está perto de se mostrar e a angústia é real!

Temos muitos e novos personagens que dão velocidade e cor para a história. São novas situações, novos dramas que precisam ser esclarecidos, temos um Ben muito mais sombrio, pois sua mente está mais que atormentada depois da loucura acontecida na colina, e depois de mais de uma década preso no sanatório.

A água fria que foi arremessada em meu rosto sem qualquer cerimônia me trouxe de volta à realidade e me fez perceber que o inferno, afinal, não precisava de chamas ou demônios; bastava um homem com técnicas bem peculiares e um local escuro e congelante onde ninguém poderia ouvir minhas súplicas.

Devo parabenizar o autor por conduzir essa sequência tão bem. Eu tive a sorte de não precisar esperar os dois anos que os leitores tiveram que esperar para ler o segundo livro, e lendo um após o outro, não perdi o ritmo e pude aproveitar e prolongar bastante a sensação de filme de terror que eu tive quando li o primeiro.

Além de nos apresentar novos personagens que são fundamentais para essa continuação, o autor responde algumas perguntas que ficaram em aberto ao final da leitura do primeiro livro, e que para mim, foram muito satisfatórias!

Uma das coisas que eu mais gostei, foram arquivos distribuídos no decorrer da trama, arquivos médicos, diários, recortes de jornais, sem mencionar que voltamos á alguns acontecimentos do passado de Ben, e passamos a compreender muitas coisas que pareciam um pouco sem sentido. São muitos fatores importantes que ajudam diretamente no desfecho da história.

Intenso em muitas maneiras, o terror vai além do sobrenatural neste livro. Temos uma narrativa fluida e uma sensação de sempre ficar meio em dúvida entre o horror sobrenatural, inexplicável, e o horror humano, que sabemos que existe espalhado por aí.

Este é um livro que você não tem nenhum minuto de sossego. Sempre tem algo acontecendo, mesmo nos momentos mais tranquilos, sempre há um clima de ansiedade e suspense.

Imagens desesperadoras de caos e destruição inundaram minha visão. Pessoas sendo torturadas, suplicando perdão, em diversos idiomas, boiavam num lago de fogo. Num lampejo, novamente a escuridão.

Muito intenso, desde as primeiras páginas, o livro dá um final digno para a história de Ben. Temos nossas dúvidas enfim saciadas. Por que Ben, um jovem menino aparentemente sem nada a oferecer pra ninguém, tem sua vida afetada por tamanho mal, por que a Organização existe e o que ela quer realizar. Saberemos qual é o papel de Ben em meio a toda essa história macabra e o que Ben possui que é tão precioso para o mal.

Uma narrativa forte e que trás a velha batalha entre a luz e a escuridão.
Um livro que me agradou de verdade, e olha que tenho achado difícil algum nacional ser capaz de fazer isso, principalmente neste estilo de trama. Recomendo forte!
O que dizer das edições da Faro? A diagramação está excelente. A capa possui verniz localizado, as páginas são novamente ilustradas, com desenhos detalhados e macabros e o corte preto, maravilhoso. A fonte tem um bom tamanho. Não tenho queixas.


Com agressividade, a escuridão investiu contra todos á minha frente, e eu me dei conta de que gritava sem que nenhum som fosse proferido. Sangue e pedaços de corpos voaram para todos os lados e o demônio falou em minha cabeça com sua voz arrastada:
- É aqui que tudo termina, criança.


                                         





12 comentários:

  1. Oi, Aline.

    Confesso que não conhecia o livro e fiquei bem curiosa pela sua resenha. Gostei de saber que o mesmo traz uma narrativa forte e é intenso. Gosto muito de livros assim!

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  2. Oi Aline!
    Eu li o primeiro livro no mês passado e gostei bastante. Ao mesmo tempo que estou muita curiosa de ler essa continuação, também tenho um pouco de medo de como o autor vai continuar ou se ele vai conseguir segurar.
    Que bom que você gostou, já fico um pouco mais aliviada. Ainda preciso comprar ele e quem sabe não consigo ler ele ano que vem...
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. eu quero muito comprar os físicos, eu acompanhei o autor desde o wattpad. Os livros dele são realente fantásticos, amo ele de paixão!

    Acho que a literatura de terror e suspense nacional tem ótimos representantes.
    Adorei tua resenha, parabéns pelo trabalho!

    Beijos e brilhos!

    ResponderExcluir
  4. Li muitas resenhas positivas sobre o livro anterior, A Colina de Darrington, mas essa é a primeira que leio sobre a continuação. A primeira história já parecia ser muito boa e esta segunda parece ter o mesmo padrão. Adoro narrativas com suspense, horror e sobrenatural! Vou tentar ler esses livros no ano que vem =D

    ResponderExcluir
  5. Oi Aline, não conhecia esse livro e nem sabia da existência do primeiro. Mas agora fiquei com vontade de conhecer e explorar melhor a história. Adoro esse gênero e tem vários elementos que gosto na trama. <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  6. Não curto muito livros nesse estilo mas pela sua resenha deu vontade de lê

    Beijos,
    www.thalitamaia.com

    ResponderExcluir
  7. E adorei horror na colina, mas ainda não tive a oportunidade de ler dança na escuridão. Estou aguardando o preço baixar ou sobrar uma verba extra aqui, mas minha curiosidade está gigantesca pois esse escritor manda bem na categoria terror e suspense.

    ResponderExcluir
  8. Sou suspeita para falar, sou fã da escrita do autor e da simpatia dele.
    Li o primeiro livro nas duas versões e amei ambas e como vc mesma destacou esse segundo livro veio para fechar com chave de ouro essa duologia. E eu que não sou fã de terror me senti super envolvida nessa história e com certeza indico.
    Amei conferir sua impressão, seu texto ficou ótimo e fotos lindas.

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Nem conhecia o primeiro livro mas sua resenha me deixou tao curiosa, que quero os dois pra ontem! Parabéns por nos empolgar tão bem!

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Os livros da Faro Editorial a cada dia que passa me atrai mais. Não conhecia essa história, mas confesso que mesmo esse não sendo o tipo de leitura que pegue inicialmente, achei sua resenha muito convincente, além de saber que a leitura tem um bom ritmo e que prende a nossa atenção.
    Me agradaria conhecer em algum momento.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  11. Olá, não li o primeiro livro e nem o segundo mais estou curiosa agora para saber o que aconteceu no primeiro livro. Não gosto de livros de terror mais irei dar uma oportunidade dica anotada

    ResponderExcluir
  12. Está aí um livro que eu não leria.kkkkkkkkk... Sou uma medrosa e evito tramas de terror, sejam livros ou filmes. Não que nunca tenha visto ou lido, mas fujo como o diabo da cruz. Todavia, verdade é que recentemente adquiri um box lindo do Bram Stoker e um livro de contos do Edgar Allan Poe, mas essa será minha primeira tentativa de vencer o pavor que sinto de ler algo de terror. Ainda não estou preparada para ler livros do gênero que sejam mais contemporâneos e com um terror mais explícito. Acabaria não conseguindo dormir por dias.rsrs

    A história parece ser muito assustadora. Eu já tinha ouvido falar do livro anterior, mas como eu disse não senti a menor vontade de ler, por puro medo. Talvez um dia, quando já estiver mais resistente, consiga apostar em tramas assim. Embora o livro pareça ser puro sofrimento, sangue e gritos. O que já me deixa gelada.kkkkkkkk

    Bjs!

    ResponderExcluir

TOPO