09 novembro 2018

Resenha: Três Coroas Negras – Kendare Blake

em 09 novembro 2018

4 comentários


Três herdeiras da coroa, cada uma com um poder mágico especial. Mirabella é uma elemental, capaz de produzir chamas e tempestades com um estalar de dedos. Katharine é uma envenenadora, com o poder de manipular os venenos mais mortais. E Arsinoe é uma naturalista, que tem a capacidade de fazer florescer a rosa mais vermelha e também controlar o mais feroz dos leões.
Mas para coroar-se rainha, não basta ter nascido na família real. Cada irmã deve lutar por esse posto, no que não é apenas um jogo de ganhar ou perder: é uma batalha de vida ou morte. Na noite em que completam dezesseis anos, a batalha começa.


                                           

Ficha Técnica Da Obra

Páginas: 304 | Ano: 2017 | Idioma: Português | Editora: Globo Alt | ISBN: 9788525060792 | Gênero: Fantasia, Jovem Adulto | Skoob

Compre: AMAZON  SUBMARINO AMERICANAS 





Três rainhas sombrias, num vale vêm ao mundo. Pequenas doces trigêmeas, nutrem um ódio profundo.Três irmãs sombrias. Lindas de se ver. Duas a serem devoradas.. E uma Rainha por ser.


Este é um conto sombrio e distorcido de três irmãs destinadas a destruir umas às outras. Ou melhor, apenas duas precisam morrer. Uma sairá vitoriosa. Na ilha de Fennbirn, quando a rainha dá à luz, sempre são três bebês do sexo feminino. Cada nova rainha é uma envenenadora, uma naturalista ou uma elemental. A rainha identifica qual bebê é qual e então abdica. As novas rainhas são criadas juntas até os 6 anos de idade, quando são reivindicadas por suas diferentes facções e treinadas em seus poderes. No ano do seu 16º aniversário, o ano da Ascensão, as rainhas colocarão seus poderes em exibição pública e depois tentarão matar umas ás outras. Elas têm um ano para realizar suas tarefas. A última rainha em pé vence.

Das três irmãs, passamos a maior parte do tempo com Arsinoe, a naturalista. Os naturalistas vivem em uma cidade litorânea que lembra uma vila de pescadores humilde e pitoresca. Eles são capazes de controlar aspectos da natureza, como fazer um botão florescer. Seu principal poder envolve a aquisição de um familiar. Quanto mais poderoso o naturalista, mais poderoso é seu familiar. A melhor amiga de Arsinoe, Jules, tem um puma familiar e é considerada uma das mais fortes naturalistas em décadas. No entanto, a dádiva de Arsinoe ainda não chegou a ser recebida, seu familiar não se fez conhecido. Ela não pode entrar no ano da Ascensão sem seu dom.

Arsinoe deveria ser capaz de fazer todas as roseiras florescerem e tornar férteis campos inteiros. Mas sua dádiva não chegou. Por causa dessa fraqueza, ninguém espera que Arsinoe sobreviva ao Ano da Ascensão.

Katharine, a envenenadora, enfrenta o mesmo problema. Os envenenadores não só são dotados para fazer veneno, mas também podem absorvê-lo sem causar danos a si mesmos. As três últimas rainhas foram envenenadoras e essa facção não têm desejo de abrir mão de seu poder agora. Mas Katharine ainda não tem o dom de envenenar. No entanto, foi o mundo de Katharine que eu mais gostei. Ela é o mundo de veludos escuros, garrafas de cristal e segredos de envenenadores escondidos em cada canto escuro da mansão. A luxuriante opulência dos envenenadores é um mundo sobre o qual eu poderia ler um livro inteiro.

Mirabella, a elemental e a única de suas irmãs a ter sua dádiva já aflorada, também tem um dom especialmente forte. Ela pode controlar elementos e dobrá-los à sua vontade e capricho. Sua história é sobre a floresta montanhosa e as sacerdotisas que, embora devam ser neutras, apostaram em Mirabella.

Eu amei o clima e a atmosfera da história. Há uma mística em Fennbirn que é palpável e uma sensação de que a ilha está quase ... viva. É certamente essa a sensação. A religião da ilha frequentemente faz referência à “deusa” como se ela mesma fosse a ilha. A ilha torna-se vista para aqueles do "continente" apenas quando quer. Se a ilha não quer que você saia, você não sai. A ilha exige o que exige. Às vezes é sangue. Às vezes são vidas.

Porque, do contrário, é muito cruel forçar uma rainha a matar aquelas que ela ama. Suas próprias irmãs. E ver que elas surgem á porta como lobos em busca de sua cabeça.

O que pesou, porém, foi a escrita. Escrito em terceira pessoa, o livro tem uma espécie de efeito de distanciamento que acredito ser intencional. Mas isso se dá com fidelidade ao relato dessa história. A terceira pessoa presente é estranha, e esta é uma história estranha, cheia de pessoas estranhas e rituais estranhos. Devido a esse distanciamento, no entanto, senti-me constantemente afastada da conexão emocional que normalmente desejo e tenho em minhas experiências de leitura. Arsinoe é corajosa e um pouco selvagem. Mirabella é santa e abnegada. Katherine é ingênua, mas escura e feroz. No entanto, eu nunca me senti completamente mergulhada em suas histórias. Quase não fazia diferença para mim qual das rainhas, se alguma, surgiria como vencedora. Eu direi, porém, que além da perspectiva, a escrita em si é linda.

Mas e daí, a dádiva importava cada vez menos. Coroas não são mais conquistadas, mas criadas através de políticas e alianças..

Cada irmã tem um interesse amoroso. A distância emocional mencionada anteriormente dificultou para que eu me sentisse ligada a qualquer um dos pares. As relações são na maior parte, no nível superficial, exceto a que existe entre Jules e seu amor de longa data, Joseph. Isso me lembra: há definitivamente um triângulo amoroso. E é francamente desconcertante porque basicamente vem do nada. No entanto, eu realmente não me importei tanto porque eu não investi em nenhum dos romances para começar. Eu estava apenas confusa sobre o que exatamente estava acontecendo entre eles.

Eu também fiquei um pouco frustrada porque fui capaz de adivinhar o que eu supus que seria a “grande reviravolta” nos primeiros capítulos. Eu acho que o livro provavelmente será muito mais agradável para aqueles que não descobrirem a diferença. O final será muito mais sinuoso e interessante. Não digo que não gostei, claro que sim, mas como eu consegui ter uma ideia logo em determinada parte da trama, a conclusão da leitura foi pra ter mesmo a certeza de que meu palpite era real.
Este final também abre a porta para que muitas perguntas interessantes sejam respondidas no próximo livro. O que está acontecendo no continente? E como é que a política e a intriga do continente afeta Fennbirn? Há muito a ser explorado em volumes futuros.






Três Coroas Negras é uma fantasia YA sombria, atmosférica e escura. Há magia de sangue, intrigas políticas, traições e assassinatos. O Ano da Ascensão começou oficialmente e agora as rainhas estão em batalha. Estou muito curiosa para ver o quão brutal e cruel a história pode se tornar.
Sobre a diagramação, a Globo Alt fez um belo trabalho, mantendo a capa original, que tem tudo a ver com a história e é linda. A capa é soft touch, que parece um veludo macio. Eles sinalizam cada capítulo das Rainhas com o que representa suas dádivas. Um espaçamento e letras bem agradável, com folhas amareladas.



4 comentários:

  1. Já vi alguns comentários sobre esse livro e confesso que ou bem curiosa sobre o universo fantastico dele.
    Ainda mais por saber que a atmosfera da história proporciona um cenário palpável isso torna a leitura fluida e prazerosa, então é uma pena saber que a forma em que foi narrada não lhe fez ter empatia pelas personagens, mas eu quero saber qual das irmãs ocupará o trono rsrs, então eu quero saber mais desse Ano da Ascensão.

    Abraços.
    https://acabinedeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Aline!
    Eu tenho o primeiro livro e achei a dinâmica interessante.
    Porém nesse livro saber que deu uma decepcionada já dá uma certa desanimada para ler e conhecer mais dessas irmãs.
    Vou continuar acompanhando o desfecho da trama para ver se vale a pena arriscar e passar na frente da imensa lista de leituras.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  3. Olá Aline.

    Gostei bastante da sua resenha. Apesar de você ter classificado o livro com três estrelas, ele me chamou bastante atenção e estou bem curiosa pela leitura. Gosto de respostas em abertos que serão preenchidas no próximo livro (só espero que respondam mesmo haha)

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Poxa! O livro reúne tudo que gosto, amooo uma história sombria e um amigo já havia me indicado, vou procurar na Amazon em e-book, só sinto por ser série (evito)
    Beijos e parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir

TOPO