16 outubro 2018

Resenha: Horror na colina de Darrington – Marcus Barcelos

em 16 outubro 2018

13 comentários


Em 2004, Benjamin Simons deixa o orfanato em que viveu desde a infância para ajudar alguns parentes num momento difícil: com sua tia debilitada e o tio trabalhando dia e noite, precisavam de alguém para tomar conta de sua prima Carla, de apenas cinco anos de idade. No entanto, certa madrugada, a tranquilidade da colina de Darrington é interrompida por um estranho pesadelo, que vai tomando formas reais a cada minuto. Logo, Ben descobre-se preso numa casa que abriga mistérios, onde o inferno parece mais próximo e o mal possui uma força evidente.
Passaram-se mais de 10 anos. Isso tudo aconteceu quando Ben estava com dezessete anos, e foram experiências das quais ele preferia esquecer completamente…
Mas aquele passado o acompanha de perto. Ben sente que precisa voltar e sabe que, ou desvenda tudo ou sempre viverá com medo. Então, ele decide contar, e traz numa narrativa angustiante e rica em detalhes tudo o que viveu e todas as batalhas impensáveis que travou para tentar manter a si próprio e a jovem prima em segurança. E se descobre no centro de uma conspiração capaz de destruir até a sua própria sanidade. Onde termina o inferno e começa a realidade?



                                                   Ficha Técnica Da Obra

Páginas: 144 | Ano: 2016 | Idioma: Português | Editora: Faro Editorial | ISBN: 9788562409790 | Gênero: Ficção / Horror / Literatura Brasileira / Suspense e Mistério | Recebido em Parceria com Editora | Skoob



Compre: ♥AMAZONSUBMARINOAMERICANAS

                                   


Fechei os olhos e senti minhas pernas bambearem. Uma respiração fria soprava em meu pescoço, e como um sussurro de diversas vozes, graves, agudas e desesperadas, distingui pouquíssimas palavras, cujos significados tentem fingir que não entendia.


Horror na colina de Darrington é um livro pequeno. Mas não se enganem, não esperem uma história rápida, ou despretensiosa. A narrativa do Marcus é frenética e densa. Você não consegue largar o livro um minuto sequer depois de começar a leitura. No livro, temos fatos sendo contados por Ben, um homem de 28 anos, preso em um hospital psiquiátrico, que relembra de maneira muito minuciosa e detalhada algo muito ruim e aterrorizante que aconteceu com ele há 10 anos.

Ben, junto com o leitor, revive os momentos incrivelmente assustadores que aconteceram na casa de seus tios, na colina de Darrington, pra onde ele tinha ido inocentemente passar um período de tempo, a pedido de seu tio Romeo, para ajudar a família.

Aí o inferno começa. Aparições, vozes, pesadelos, sombras, espíritos, demônios, portais para o inferno, tudo somado ao tom frio e cinzento da casa, deixa os cabelos arrepiados. Somos levados muito rápido pelos acontecimentos, e não é uma coisa ruim, temos aquela sensação de estar presente nas cenas, observando de perto, o que na minha opinião foi uma bela sacada do autor.

Em vários momentos eu segurava a respiração ou me inclinava tanto para dentro do livro, como se pudesse ver também o que Ben escrevia. Há muito tempo eu não lia um livro de terror assim, tão envolvente! Sou uma admiradora do terror em sua amplitude e Marcus soube criar uma história curta, porém carregada de elementos que compõem o bom terror.


Acompanhamos Ben pela casa, topando com monstros e diabos, lidando com situações vistas na tv, que deixariam qualquer um louco, imaginem só, um adolescente de 17 anos.

Durante toda a leitura, tive aquela sensação de estar assistindo um filme de terror dos anos 80, aqueles em que você sabe que vai tomar um susto a qualquer momento, mas ama a sensação do mistério. Um livro incrível, com uma história instigante e cheia de horror, suspense e loucura. A pesquisa do livro foi muito bem feita, a construção da trama e do personagem principal foram bem elaboradas mantendo o suspense e as incertezas do início ao fim do livro.

Por mais que neste livro o autor nos apresente um fato assustador, pelos olhos de Ben, ainda ficam muitas dúvidas sobre os motivos, os por quês ainda que vão surgindo não ganham uma resposta imediata. Acredito que no segundo livro isso vá se esclarecer. E não acho que isso tenha sido de todo mal, se a intenção era nos deixar loucos pela continuação, funciona perfeitamente!  


Suas feições lembravam vagamente uma cabra, mas seus dentes afiados e sujos de sangue, transformavam sua face em um pesadelo.


Mais uma vez eu vou puxar o saco da Faro. Essa é de longe a edição mais bonita dos livros deles que já vi! Todo o cuidado de trabalho desde o corte, ilustrações e capa fazem a experiência de leitura desse livro ser ainda mais intensa. Mal posso esperar para concluir a leitura do segundo livro e saber como essa trama termina!
            
Se eu recomendo? De olhos fechados! Ou bem abertos.. ;)




13 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Já tive a oportunidade de conhecer o autor pessoalmente mas ainda não li o livro. Confesso não ser meu gênero favorito, por isso, a leitura ainda está em standby. Mas já vi muitas resenhas positivas assim como a sua e por isso ainda não o tirei da minha lista de próximas leituras.

    Bjs
    Blog Tell Me a Book

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Eu gosto da premissa e realmente deve ser o tipo de leitura que prende a gente por ter tantos fatos impressionantes, além da curiosidade de sabermos como foi a passagem de tempo e tudo o que aconteceu quando ainda estava no hospital psiquiátrico. Deve ser eletrizante, talvez só não lesse no momento.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  3. Oie,
    esse livro realmente trás a sensação de assistir um filme de Terror, a narrativa dele nos leva a isso.
    Já li umas duas vezes e apesar de me dar medo, adoro a história.

    ResponderExcluir
  4. Oie! Esse não é o tipo de livro que eu tenha o costume de ler. Mas posso imaginar que tenha sido uma boa leitura, já que o autor conseguiu passar tão bem as sensações do protagonista e descrições das cenas durante a leitura. E, pra ir parar em um hospital psiquiátrico, o que o protagonista deve ter passado deve ter sido realmente bizarro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu ainda aõ conhecia esse livro e fiquei bem curiosa com ele, confesso que sou muito medrosa, mas isso não me impede de ler livros de terror hahaha e esse me parece ser fascinante, adoro quando o livro me provoca a sensação de estar dentro da história e é exatamente o que acho que aconteceria comigo.

    ResponderExcluir
  6. Oi tudo bem? Livro de suspense e terror é comigo mesmo, adoro esses sustos que vivenciamos e a adrenalina que corre nas veias a cada susto kkk, não conhecia o livro, mas já coloquei na lista de desejados, parabéns pela resenha pude sentir um pouco dessa emoção que você sentiu lendo, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
  7. A Faro arrasa demais nas edições! Adorei sua resenha, esse não é o tipo de história que eu gosto muito, mas tenho vontade de ler por conta das ótimas indicações! A parte do mistério me chamou muita atenção, meu problema maior é o terror mesmo! Kkk beijos!

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Confesso que não gosto muito de livros de terror, não tenho costume de ler, mas não significa que eu não vá ler. Achei a foto da edição maravilhosa, e ainda acho que vou gostar dessa leitura.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bom?
    Como a pessoa extremamente medrosa que sou, acho que nem me arrisco a ler livros assim! Colocou demônio no meio, eu já estou com o terço na mão rezando o credo e sem conseguir dormir à noite! rs Brincadeiras à parte, realmente sou bem medrosa, portanto, acho que não é um livro para mim, mas realmente parece um primor para quem curte o gênero e a edição está muito linda e caprichada! Adorei sua resenha ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Siiim, quando eu li também achei que tava nesses filmes mais antigos de terror, hahaha. Muito boa a leitura, e essa edição linda só ajudo na imaginação... :D
    Estou ansiosa pela continuação!
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Oiii

    Eu amo ler livros de terror, mesmo que de noite eu fique olhando para todos os cantos do quarto o tempo todo kkkk acho um bom investimento.
    Confesso que no lugar no Ben, no primeiro pesadelo eu sairia da casa. Iria para o meio do mato mas não me prestaria a lidar com demônios, aparições e vozes kkkkk

    Adorei o fato de o autor conseguir fazer com que o leitor se conecte tanto com a história, isso é um ponto muito positivo em uma trama para mim.
    Eu amei a sua resenha, espero poder ler esse livro em breve e gostar tanto quanto você!!
    Obrigada pela dica.
    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  12. Não conhecia esse livro, gostei! Esse é um tipo de enredo que leio fácil-fácil. Gosto de enredos que envolvam casas antigas, fantasmas, mistérios. Não digo que por agora, mas me interessei em um dia ler essa obra.

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Eu já tinha visto alguns comentários sobre esse livro (a maioria positivos), mas confesso que não fiquei curiosa para ler. É um gênero que eu realmente não leio, pois sou bastante medrosa. Livros e filmes de terror são totalmente descartados por mim.
    No entanto, acredito que, para quem curte o gênero, esse livro deve ser uma ótima leitura. Adorei ler sua resenha e espero que na continuação para responder as dúvidas que ficaram sejam respondidas.
    Beijos!

    ResponderExcluir

TOPO