30 julho 2018

Resenha: Morte Lenta – Matthew Fitzsimmons

em 30 julho 2018

25 comentários

Dez anos atrás, Suzanne, uma garota de 14 anos, simplesmente desapareceu sem deixar qualquer vestígio. Filha do então senador Benjamin Lombard, agora poderoso vice-presidente dos EUA, o caso continua sem solução e se transformou numa obsessão nacional.
Para Gibson Vaughn, renomado hacker e mariner, trata-se de uma perda pessoal. Suzanne era como uma irmã para ele. No décimo aniversário do desaparecimento da garota, o ex-chefe de segurança de Benjamin Lombard pede a ajuda de Gibson para realizar uma investigação secreta e entrega a ele novas pistas.
Assombrado por memórias trágicas daqueles dias, Gibson acredita ter agora a chance de descobrir o que realmente aconteceu. Utilizando as suas habilidades, já em suas primeiras pesquisas descobre uma rede de múltiplas conspirações em torno da família Lombard e se depara com adversários poderosos – e perigosos – que farão qualquer coisa para silenciá-lo. Ao mexer no vespeiro, novas informações e personagens vêm à tona, a identidade de Gibson é revelada, tornando-o igualmente vulnerável.
E enquanto navega por essa teia perigosa de fatos, ele precisa estar sempre um passo à frente se quiser descobrir a verdade… e se manter vivo.


Ficha Técnica Da Obra

Páginas: 320 | Ano: 2017 | Idioma: Português | Editora: Faro | ISBN: 9788562409912 | Gênero: Suspense; Mistério | Recebido em Parceria com Editora | Skoob


Compre: AMAZON  SUBMARINO AMERICANAS SARAIVA

 
"Os olhos de Suzanne se voltaram para o alto, para a câmera de segurança, que captou seu olhar por um longo momento – uma expressão congelada no tempo e, assim como o sorriso da Mona Lisa, interpretada de mil maneiras diferentes."
Neste thriller, informações sobre a filha desaparecida de um político se revelam quando ele está prestes a ser escolhido para a indicação presidencial de seu partido. Mas o personagem menos interessante de Morte Lenta é o próprio candidato, o vice-presidente Benjamin Lombard. Ele é um cínico narcisista que está concorrendo à presidência porque “quando, na história da humanidade, alguém poderia ascender sem derramamento de sangue para se tornar o homem mais poderoso do mundo? Era a chance de ser um deus civilizado. ” Publicamente, Lombard fala sobre trivialidades na sua visão futura para a América, e começamos a conhecê-lo quando ele remove um agente do Serviço Secreto da sua turma de seguranças apenas porque o agente é mais alto do que ele.

O herói de Matthew FitzSimmons mais complicado e atraente é Gibson Vaughn, um amigo de infância da filha de Lombard, Suzanne, que desapareceu 10 anos antes, aos 14 anos. Filho do ex-chefe de gabinete de Lombard, Gibson nunca foi suspeito do desaparecimento, porque ele estava na cadeia na época. Ele havia invadido o computador de Lombard e colocado evidências falsas de que o então senador era culpado de fraude de financiamento de campanha.

Agora, Gibson tem 28 anos e, compreensivelmente, está uma bagunça. Um ex-fuzileiro naval - seu alistamento era uma condição para evitar uma longa prisão - ele é um cara da informática de baixa renda vivendo em um apartamento na Virgínia. Jenn Charles, a jovem agente de segurança que ajuda a recrutar Gibson para um projeto especial, no início é afastada pelo seu comportamento hostil. Mas ela logo cede ao seu charme áspero, e aos olhos verdes pálidos, assim como o leitor.

Para fazer parte do projeto, Gibson é praticamente chantageado e segue novas evidências que podem finalmente revelar o destino de Suzanne. Ela foi sequestrada e morta por um pedófilo psicopata, como a polícia acredita? E como isso afetará a campanha presidencial? A reabertura do caso trará ainda mais simpatia ao pai durante a campanha presidencial? É isso que está nas mentes de Lombard e sua equipe política.

Gibson é recrutado porque ele amava Suzanne como um irmão e porque a nova evidência consiste em um e-mail de alguém que afirma saber o que aconteceu com a adolescente depois que ela foi vista pela última vez em uma câmera de segurança de um posto de gasolina da Pensilvânia.
Há um bom número de pistas policiais, mas o que faz de um thriller um thriller , é colocar pessoas boas em perigo, e FitzSimmons criou um doido sociopata para perseguir e finalmente aterrorizar Gibson e seus companheiros.

"Ele respirou fundo mas não se moveu. Ali mesmo onde se encontrava, esperou por um tempo que lhe pareceu uma eternidade. Temia que o intruso pudesse retornar, ou pior, que não tivesse ido embora e quisesse enganá-lo para tirá-lo de seu esconderijo."
Entre os muitos suspeitos estão o assustador chefe de uma firma de segurança internacional chamada Cold Harbor, o ex-chefe da equipe de segurança do Senado de Ben Lombard, uma rica dama de Georgetown e, é claro, o próprio Ben Lombard. Ele é um tipo de Frank Underwood tão completo que nada do que ele faz nos surpreende depois de um tempo. Sua pior faceta é algo que a maioria dos leitores verá chegando, mas ainda é apropriadamente medonho e plausível.

"Se um segredo desses viesse a público, o que você acha que aconteceria (..) E o que você acha que ele teria feito para garantir que eu mantivesse esse segredo guardado a sete chaves? Qualquer coisa!"
Dizer que fiquei impressionada com este livro seria um eufemismo. Dizer que fiquei admirada por ser uma estreia também seria um eufemismo. O enredo foi complicado, mas facilmente seguido. Os personagens eram profundos e senti uma conexão instantânea com eles. As voltas e reviravoltas foram impecáveis ​​e me pegaram em cada uma. Há um bom número de nomes introduzidos nos primeiros capítulos, mas uma vez que você se acostuma com eles é só seguir o caminho. Este livro teve ação e suspense constantes. Eu não sou geralmente uma leitora de thrillers políticos, mas este livro é tão viciante que eu tive que reconsiderar. Não pense nisso, apenas leia este livro. Você não ficará desapontado nem um pouco. Este livro é como uma montanha-russa. Você se pega numa subida lenta e comum, até ver a descida vertiginosa a sua frente! Dá mesmo um frio na barriga! Todos sabem que eu sou uma amante dos suspenses!

A edição da Faro, como sempre, me deixa apaixonada! A capa parece ser de um daqueles filmes trash dos anos 90, com destaque para a silhueta de um homem e a sombra de um rosto de mulher, embora eu ache que poderiam ter feito uma arte mais condizente com a história. A fonte pode ser pequena, mas as folhas amareladas e a margem espaçada deixam tudo confortável para a leitura. Em cada começo de capítulo tem uma arte, e há algumas fontes diferentes para destacar cartas e fontes de computador.

Super recomendo essa leitura pra quem procura um bom suspense policial, com investigações, tocaias, uma dose de politicagem suja e mistérios surpreendentes.


25 comentários:

  1. Tô apaixonada pela história, Morte Lenta é meu tipo de livro, história tipo teia de aranha onde a gente vai tecendo tudo são minhas preferidas. Vou solicitar esse livro, preciso dele.

    ResponderExcluir
  2. Gosto demais de histórias que falam sobre política, acompanho várias séries sobre o tema, mas devo confessar que nunca tive a oportunidade de acompanhar um livro. Com certeza a emoção é muito maior! Já fui conquistado e estou pronto para dar um de detetive e desvendar os mistérios, se isso for possível. Fico na torcido pelo Gibson!
    Ótima sugestão!
    Abraços 😊

    ResponderExcluir
  3. Amei a foto <3 Gosto muito de suspense e gostei dos elementos dessa história. Ainda mais temas como política... já me interessei e a sua foi a primeira resenha que li a respeito, <3 Obrigada pela indicação..

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  4. Uauuu! Que história surpreendente!
    Amo suspenses assim que tem uma história emocionante por trás e que nos faz conectar com os personagens!
    Achei a edição bem lindona tb e pretendo ler.
    Otima resenha!

    ResponderExcluir
  5. A Faro tem mandando bem demais nessas edições, não estou sabendo lidar, de verdade! Eu também não sou muito fã desse gênero mas adoro quando o livro me surpreende de tal forma que não consigo mais largar, desse modo, vou anotar sua dica e torcer pra encontrar a obra pela bienal!

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Eu não sabia desse livro, mais estou bastante curiosa para ler amo esse gênero literário e com certeza vou anotar a dica

    ResponderExcluir
  7. Se conectar com os personagens é fundamental para termos uma leitura tranquila e fluída, pois são eles são parte do que nos fazem curiosos para saber o desenrolar da trama. Adoro thriller e a Faro tem sido um prato cheio para com esse estilo ultimamente.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Nossa, depois de terminar Seis anos depois, do Harlan Coben, eu estava mesmo me perguntando onde encontrar novos autores do gênero, então sua resenha veio em excelente hora. Não sei se é o mesmo estilo de enredo, mas, pelo que pude entender do que você contou, Matthew também trabalha com os plot twists. De início, achei que se tratava de um amor não fraternal, então foi bem bacana ver que, na verdade, era realmente um sentimento de irmãos. Vou procurar saber mais a respeito, obrigada pela indicação :)

    ResponderExcluir
  9. Curto muito suspenses policiais,e não conhecia esse ainda. Me interessei com certeza. Mas olha, já não fui com a cara do pai da garota e pra mim ele é até suspeito. Essas reviravoltas vão me deixar muito agoniada mas esse é um ponto positivo se tratando do gênero. rs...

    ResponderExcluir
  10. Nossa! Que delícia encontrar essa resenha!!
    Estou com esse livro aqui na fila, mas ainda não tinha visto nenhuma opinião sobre ele!!
    Depois de ler a sua resenha, acho que vou passá-lo na frente!
    É exatamente o que estou querendo ler no momento.
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  11. Oii!
    Já tinha ouvido falar desse livro, mas é a primeira resenha que leio dele! Confesso que não curto suspenses então a trama não me chamou muita atenção.Mas parece ser uma boa dica para quem curte o gênero!

    bjs

    ResponderExcluir
  12. Nossa, esse é o meu gênero literário preferido e já fiquei aqui morrendo de curiosidade com esse livro. Adorei conhecer um pouco sobre a trama e espero poder ler em breve.

    ResponderExcluir
  13. Ando paquerando esse livro faz teeeeeempo. Sou fã dos thrillers e sempre leio tantos comentários positivos a respeito dessa trama que é praticamente impossível não querer ler.
    Adoro enredos com várias reviravoltas porque me deixa ainda mais intrigada a querer descobrir o que de fato está acontecendo. Espero ler em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. fiquei com muita vontade de ler esse livro
    nada como uma pessooa desaparecida logo de manhã hahaha
    essas familias sempre guaram algum segredo ne? depois não sabem porque algum familiar some

    ResponderExcluir
  15. Oiii,

    Achei uma edição bem linda e com uma premissa de Thriller um tanto diferente, porque em geral é algo que love uma cidade pequena ou um determinado grupo de pessoas, não um mistério que instiga toda a nação, fora o fato de ter pessoas poderosas envolvidas com certeza deve tornar a busca mais complicada. Apesar de Thriller não ser muito o meu de leitura eu fiquei bem curiosa para saber como as coisas vão transcorrer e como as pistas vão tornar ele um alvo.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Olá Aline,

    Eu não conhecia esse livro e me encantei com a capa dele. Gostei de ver que foi uma excelente obra de estreia! Faz muito tempo que não leio thrillers pq estou focada nos romances de época. Então, vou deixar o nome anotado para quando desafogar minha lista de leitura para comprar ele.

    Gostei da resenha, está bem completa, deu pra compreender o pq o livro te conquistou. Dica anotada.

    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Tenho gostado de acompanhar o catálogo da Faro Editorial.
    Sou fã de suspenses, thrillers e lendo sua resenha fiquei morrendo de curiosidade para acompanhar a jornada dos personagens e conferir o que será destinado segundo o autor.
    A edição está bem caprichada e da uma agonia olhar para a imagem da capa.
    Espero gostar da leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  19. Oi Aline, sua linda, tudo bem?
    A editora realmente acertou na capa. Faz muito tempo que não leio um livro policial com uma trama envolvendo política, apesar de ver muitos filmes desse gênero. E pelo enredo, já vi que ficarei roendo as unhas com tanta reviravolta e ação. Adorei sua resenha e não vejo a hora de ler.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  20. Se você gostou tanto assim do livro, acho que vou dar uma chance para ele, pois só de ler a resenha já fiquei bem curiosa para saber o que aconteceu com a filha do político.

    ResponderExcluir
  21. Olá
    Adoro livros com essa trama de conspiração e tals fiquei bem curiosa com esse. A capa achei bem feinha mas o trabalho gráfico dessa editora é impecável.
    Beijuh

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Já vi esse livro por aí, mas nem me atentei sobre o que falava. Gostei de saber mais sobre a trama através da sua resenha. Além disso, a história parece ser bem envolvente, o que despertou o meu interesse e a vontade de adquirir um exemplar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Eu já gosto de livros assim, Ainda mais se são cheios de reviravoltas. Como eu não conhecia o título, vou anotar a dica.
    Bj Rose

    ResponderExcluir
  24. Oi Aline,
    Eu gosto muito do gênero e tenho vontade de ler esse livro. Fiquei muito contente por ele ter te agradado tanto e por você indicá-lo. Como adoro livros cheio de reviravoltas, é uma dica que preciso anotar para ontem.
    Amei suas impressões e vou super anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Não conhecia a obra, mas me interessei. Gosto muito desse tipo de enredo. E ainda mais quando está repleto de reviravoltas. E ainda mais quando cada ponto do enredo desnorteia o leitor. Vou com certeza anorar essa dica. Quando irei conseguir ler não sei, mas um dia leio. O enredo realmente me instigou a querer fazer isso. Bexus @prefirolercomcalma

    ResponderExcluir

TOPO