Resenha: A Heroína da Alvorada (A Rebelde do Deserto # 3) Alwyn Hamilton

14 comentários

No último volume da trilogia A Rebelde do Deserto, Amani vai se deparar com a escolha mais difícil que já teve que fazer: entre si mesma e seu país.

Quando a atiradora Amani Al-Hiza escapou da cidadezinha em que morava, jamais imaginava se envolver numa rebelião, muito menos ter de comandá-la. Depois que o cruel sultão de Miraji capturou as principais lideranças da revolta, a garota se vê obrigada a tomar as rédeas da situação e seguir até Eremot, uma cidade que não existe em nenhum mapa, apenas nas lendas — e onde seus amigos estariam aprisionados.
Armada com sua pistola, sua inteligência e seus poderes, ela vai atravessar as areias impiedosas para concluir essa missão de resgate, acompanhada do que restou da rebelião. Enquanto assiste àqueles que ama perderem a vida para soldados inimigos e criaturas do deserto, Amani se pergunta se pode ser a líder de que precisam ou se está conduzindo todos para a morte certa.

*Livro de acervo pessoal da blogueira*

"Eu era o deserto. E ele ia me responder."


Meu deus, como é bom terminar uma trilogia que fechou tudo com chave de ouro! 

A Rebelde do Deserto é aquelas raras ocasiões que o primeiro livro começa incrível, e tudo se fecha no terceiro com uma trama ainda mais incrível, que vai tirar seu fôlego a cada página. 

No último livro tivemos várias reviravoltas eletrizantes com relação à rebelião de Ahmed, e várias perdas que deixaram nosso coração mais apertado, mas já aviso aos leitores dessa série: preparem seus corações, preparem lenços e se forem cardíacos tenha alguém do lado, porque a autora não tem dó de seus leitores.

Na última resenha eu disse que Amani tinha evoluído, e continuamos com uma construção incrível dessa personagem que começou a trilogia meio egoísta, mas que no final estava disposta a arriscar sua vida para salvar à daqueles que ela amava. Vimos as suas dúvidas, seus desejos, seus medos e o fato de ela sempre continuar lutando pela Rebelião é algo inspirador, pois sinceramente não sei se teria a mesma determinação que ela. Seu foco e esperança que tudo irá melhorar no final é o que move não só ela, mas seus amigos, que se tornaram uma família para ela.

Eu sofri em cada momento em que ela se encontrava em uma embosca, vibrei a cada conquista, e no final eu era só lágrimas pois não conseguia acompanhar todos os turbilhões de emoções que essa personagem passa nessa jornada.

A Rebelião nesse livro está no ápice, e é aqui que vemos como a escrita da autora é boa, pois ela não foca somente nos personagens principais. Cada pessoa que teve um papel nessa rebelião tem seu desfecho, voltamos a lugares que estavam meio esquecidos para encerrar aquele capítulo, vemos personagens importantes retornarem para tudo ser perfeitamente costurado à narrativa e cada um tem seu momento para contar a sua história, para mostrar o porque acreditava na Rebelião ou em Amani, e também tiveram seu tempo para nos dizer adeus.

"Um problema de cada vez. Neste momento, tem alguém na minha frente na fila para morrer. E precisamos salvá-la."

Não vou falar especificamente de cada personagem pois acho que eu não conseguiria segurar os spoilers, afinal para bons entendedores meia palavra basta, mas acreditem que todos aqui fizeram a diferença e se mostraram imensamente fortes. Ahmed, Sam Shazad, Jin, Rahim, Hala, os gêmos... todos passam por momentos intensos, e é a maneira como eles agem diante à crise que os fazem tão marcantes e especiais naquela Rebelião para a mudança do Deserto. 

Mas pra mim o que mais torna a historia de Alwyn tão incrível é o tom de fábula que ela incorpora na história, colocando uma história dentro de outra história, lendas  milenares do deserto de Miraji que Amani sempre ouvia quando criança acabam se mostrando reais, deixando aquele lugar mais mágico e cheio de camadas. E deixando também de ser simplesmente a história de uma garota que queria fugir de sua vida difícil e acabou se juntando à uma rebelião para mudar o mundo, para se tornar uma história de um lugar mágico cheio de personagens e lendas incríveis, que se tornam reais em um piscar de olhos.

"Shazad teria uma estratégia. Ahmed esperaria até ter certeza de que fazer. Rahim teria exércitos que marcariam por ele. Eu só dava tiros aleatórios no escuro e torcia para acertar alguma coisa."


"Então ela resolveu que não mudaria só o mundo na mente das pessoas, mas também o mundo real. E jurou que morreria antes que outra pessoa a usasse mais uma vez."

Eu adorei as mini histórias dentro dessa história, cada uma delas veio para me mostrar outra face desses personagens tão incríveis, algumas vieram para deixar meu coração apertado, outras vieram para colocar um sorriso no meu rosto, e no fim eu tinha a certeza que leria mais mil e uma histórias sobre esses rebeldes do Deserto que arriscaram a sua vida para trazer justiça à um reino governado por um tirano. 

A Heroína da Alvorada é um livro que vai levar o leitor à fortes emoções. A história é extremamente coesa, bem construída e cada morte é justificada, cada ação tem sua consequência, e a autora consegue mostrar a verdadeira realidade de uma guerra que envolve tantas pessoas. É uma finalização incrível para essa trilogia, e confesso que mesmo que ela tivesse mais livros eu adoraria acompanhar esses personagens, pois em três livros eu me apeguei tanto à eles que é como se fossem reais, como se o deserto de Miraji fosse um lugar real, e toda mágica ali fosse possível.

Finalizo essa trilogia com uma dor no coração por ter que dizer adeus, mas com um sorriso no rosto por saber que foi uma jornada incrível. Valeu a pena cada segundo que esperei pela publicação de todos os livros, e com certeza Alwyn Hamilton ganhou uma leitora fiel, que lerá tudo que ela escreveu e escreverá.
"Por isso ele nos liderava. E estava certo. Não estávamos na rebelião por nós mesmos. Por aquela vida. Mas pelo que poderíamos fazer pelo futuro."


"Era o que fazíamos. Sobreviver a uma luta para chegar à outra. De novo e de novo, até morrer. Tudo o que você podia desejar era que outras pessoas não tivessem que participar de mais uma luta. Que finalmente, em algum momento, o país conseguiria encontrar a paz."




14 comentários

  1. Ainda não li nenhum dos livros dessa trilogia. mas tenho visto muitos elogios quanto a trama dela e saber que ela é incrível do começo ao fim é animador. Já que você leria mais mil vezes a história desses rebeldes eu vou tentar conferir o primeiro livro e espero curtir tanto quanto você.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Sa!

    Tudo bem? Eu acompanhei seus stories no Instagram do blog e vi seu desespero porque aparentemente todo mundo morre nesses livros kkkkkkkkkkkk

    Bom, confesso que pulei direto para a sua opinião porque quero muito ler essa trilogia e fiquei com medo de pegar um spoiler. Bom, de verdade eu adoro livros que me provocam fortes emoções e fico muito feliz que as mortes tenham tido uma justificativa, detesto quando o autor mata um personagem "por matar".

    Beijinhos - Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  3. Eu não li nenhum dos livros mais não tenho problemas em ler esta resenha e o que dizer? Que surpresa ver que um enredo de uma trilogia começou bem e terminou bem, sem falar que a mocinha tem uma evolução perceptível tanto na trama como em suas características, isso é tão raro hoje em dia, acho que poucos livros, ainda mais de fantasia e distopias, tem esse feito.
    Que bom que a autora soube usar as reviravoltas e também os personagens secundários. Isso é uma coisa que não tem preço. Enfim, com sua resenha me convenci que a trama merece uma chance de ser lida. Espero fazer isso em breve.

    Beijos
    http://ventoliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá amore,

    Primeiro gostaria de elogiar o blog que é um arraso de lindo.
    Quanto ao livro não conhecia... mas curti o que vi por aqui já.
    Nem conhecia essa trilogia pra ser bem sincera.
    Tudo novo pra mim aqui.
    Delicia mesmo terminar uma trilogia, ainda mais quando ela fecha com chave de ouro.
    Parabéns novamente pelo blog e pela resenha, amei!

    Beijokas!!!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Sabrina, escutei tanto sobre essa serie e te falar, as suas resenhas me empolgaram ainda mais para a leitura. Não sou muito fã de livros nesse estilo, gosto, mas faz tempo que nao leio, então, pretendo mudar isso em breve ainda mais que há muito tempo.nao vejo uma serie que se inicia de forma incrível e termina da mesma forma

    Beijos
    Mayara

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Essa é uma série que preciso finalizar. Li o primeiro livro e gostei bastante dos personagens e como a história foi conduzida, além de trazer uma cultura e costumes de um outro povo.
    Sua resenha me deixou instigada e animada para continuar com a leitura. O desfecho parece estar incrível.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  7. É bom demais ler uma resenha tão empolgada assim, desperta a curiosidade e a vontade de sair correndo e comprar a trilogia para ler logo logo. Parabéns pela leitura e pelo texto maravilhoso, além das fotos lindas claro.
    Confesso que não penso em ler por agora pq estou muito sobrecarregada com a minha pilha de não lidos, mas deixarei aqui anotada a sua indicação. Por se tratar de um cenário e história tão desconhecidos por mim, fica como dica para sair da zona de conforto, valeu.

    ResponderExcluir
  8. Oie!

    Eu tenho visto bastante gente comentando dessa trilogia, mas não me interessei muito em ler. É bom saber que você gostou bastante dela e que superou suas expectativas e que tudo que a autora começou no primeiro foi belamente encerrado no último!

    Beijos
    Carol
    www.thereviewbooks.com.br

    ResponderExcluir
  9. É muito bom saber que a trilogia oferece personagens e lendas incríveis, e que foi encerrada com chave de ouro. Faz tempo que quero ler e tenho até os dois primeiros livros autografados, e a autora é uma fofa! Agora é só comprar o terceiro e arrumar tempo para conhecer essa história, tenho certeza que vou amar!

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia essa trilogia, adorei :) Realmente, adoro quando a saga vai evoluindo, e fecha com chave de ouro. Parece mesmo uma história cheia de emoções, quero ler agora rs
    bjos floooor

    ResponderExcluir
  11. Oiiii,

    Eu sempre quis muito ler esta série, mas ficava com receio por conta das continuações e o medo de que adm coisas desandassem e acabasse perdendo toda aquela sensação boa do início. Mas sua resenha me deixou com muitaaaa vontade de ler a série principalmente pelo fato de que para além de só sair de uma vida difícil a personagem luta por algo melhor para um todo e fiquei bem curiosa para conhecer todas as obras, fora as fortes emoções que sempre me conquistam kkkkk.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  12. Oiii, como ainda pretendo ler os primeiros livros, confesso que fiquei com medo de ler sua resenha completa e pegar spoillers rsrsrs Mas saber que vc está curtindo as leituras me anima a realmente ler a série!

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem??

    Só li o primeiro livro até agora. Estou morrendo de vontade de ler logo o segundo e terceiro livro da série, mas ainda não consegui ler. Adorei o primeiro e a cada resenha que leio desses livro, minha vontade só aumenta. Espero que eu consiga ler logo as continuações.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Sabrina!
    Há algum tempo li uma resenha tão empolgada quantona sua sobre esse volume final da trilogia e isso só me faz ter quase total certeza de que posso mesmo vir a gostar da leitura dela. Eu já tinha curiosidade antes, mas a cada resenha que leio percebo que a história tem muitos que me interessam de fato numa leitura, o fato de haver tom de fábula dentro da trama é um deles até. Espero poder ler ao menos o primeiro livro esse ano e gostar muito!
    Beijos,
    Sâmmy

    ResponderExcluir