Resenha: Carta a D. (História de Um Amor) - André Gorz

13 comentários

Uma das declarações de amor mais conhecidas e emocionantes de nosso tempo, este livro é também uma afirmação comovente de companheirismo entre duas pessoas apaixonadas."Você está para fazer 82 anos. Encolheu seis centímetros, não pesa mais do que 45 quilos e continua bela, graciosa e desejável. Já faz 58 anos que vivemos juntos, e eu amo você mais do que nunca." Assim André Gorz inicia sua carta de amor a Dorine, mulher ao lado de quem ele passou a vida e que há alguns anos sofria de uma doença degenerativa incurável.
Como um dos principais filósofos do pós-guerra francês, Gorz escreveu inúmeros livros influentes, mas nenhuma de suas obras será tão amplamente lida e lembrada quanto esta carta simples e bela, em que ele rememora tanto a história de companheirismo, amor e militância do casal como a trajetória intelectual que percorreram juntos.Um ano após a publicação de Carta a D., um bilhete encontrado na casa onde moravam fez as vezes de pós-escrito à narrativa: André e Dorine tiraram a própria vida juntos, numa renúncia comovente a viver sozinhos.

*Livro recebido em parceria com editora* 

''Você descobriu para mim a riqueza da vida, e eu amava através de você - ou o contrário, quem sabe...''

Se tem uma palavra que descreve perfeitamente esse livro é cumplicidade. Carta a D. é um livro curtinho, mas repleto de ensinamentos, de sentimentos, de um casal tão improvável que se amou desde o primeiro momento, em quase seus 60 anos juntos.

André Gorz era um judeu austríaco, um homem simples, retraído, mas extremamente ligado à escrita e a política. Nesse livro, um ano antes de sua morte ele retrata com lindas palavras como conheceu Dorine, sua amada esposa que esteve do seu lado em quase toda sua vida, e lhe apoiou incondicionalmente a cada escolha, vitória ou fracasso.

Eles enfrentaram juntos coisas que abalariam muitos casais hoje em dia, como o desemprego, os surtos criativos de Andre que passava dias escrevendo seu ligar para o mundo exterior, assim como seus bloqueios e lhe deixavam extremamente deprimidos. Dorine também lhe apoiava em seu emprego no ramo do jornalismo, onde com suas ideias à frente de seu tempo ela lhe dava inspiração para matérias e também lhe guiava a cada passo de suas ideias inovadoras e revolucionárias.

Mas essa carta não é somente para mostrar como o casamento deles era perfeito, ela também vem como um pedido de desculpas, pois em seus livros André nunca deu muito destaque a sua esposa, além de ter passado muito tempo focado em sua escrita e em seu trabalho, não dando tanta atenção para sua mulher. Acometida por uma doença degenerativa por conta de um erro médico, André vê sua esposa lentamente desaparecer, e com isso essa ultima carta vem para trazer todos seus sentimentos à tona.

"Você tinha uma cumplicidade contagiosa com tudo que é vivo, e me ensinou a olhar e a apreciar o campo, as árvores e os animais. Eles a ouviam tão atentamente, que eu tinha a impressão de que estavam entendendo as suas palavras.''

Com esse amor intenso e verdadeiro o casal passou por altos e baixos, e em 2007 depois da publicação desse livro ambos cometeram suicidio, pois ele não saberia viver sem sua Dorine ao seu lado. Esse não é um livro para chorar, mas para refletir de como um amor tão intenso e verdadeiro pode mudar nossas vidas, e mostra também que a cumplicidade, amizade e admiração são pontos extremamente importantes para uma relação duradoura.

Terminei esse livro com uma dorzinha no peito, mas com a vontade de um dia quando for velhinha poder olhar pra trás e dizer que vivi um amor tão intenso que cada segundo da minha vida valeu a pena, que tive alguém do meu lado que morreria por mim, que suportou os momentos ruins ao meu lado sem fraquejar e que tornou os pequenos momentos tremendamente especiais.

Se eu pudesse descrever esse livro com três palavra seriam: Amizade, Cumplicidade e Amor. Em pouco mais de 100 páginas André nos conta a história de sua vida, e nos mostra como o amor é um sentimento poderoso que pode mudar vidas. Ele encontrou a sua pessoa especial, alguém que lhe entendia e que deu mais cor a sua vida, e na sua última carta a sua amada ele deixa um ensinamento aos seus leitores de que o amor é algo especial e não podemos desperdiça-lo quando o encontramos.

'' Tenho certeza que você trabalhava para domesticar a morte, para combatê-la sem medo. Estava tão bela e resoluta em seu silencio, que eu não seria capaz de imaginar que você pudesse renunciar à vida.''

13 comentários

  1. Oi, Sabrina!
    Esse parece ser um daqueles livros pequenininhos que fazem uma marca profunda na gente. Sempre achei muito bonito escrever cartas para alguém que amamos e deve ser muito interessante (e deve despertar os mais diversos sentimentos na gente) acompanhar esse narrar de Andre (que a gente conhece de outras narrativas) da sua história de amor.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o livro, mas saber que apesar de curto é cheio de ensinamentos me deixa animada para querer conhecer esse casal e confesso que só pela resenha eu já me senti impactada, com a dorzinha no peito que comentou. Quero ler.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Sabrina,
    Esse livro parece ser muito interessante, principalmente, porque é reflexivo. Eu gosto muito da ideia dele e acho muito legal não ser um livro para chorar, mas, sim, um livro para refletir sobre o poder do amor. Eu me coloco no lugar de uma pessoa que ama demais a outra e que não consegue viver sem ela, mas não sei qual seria minha atitude.
    Vou anotar a dica desse livro :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi, Sabrina.
    Ainda não conhecia esse livro, mas fiquei arrepiada com essa história.
    Parece linda e extremamente emocionante!
    Consigo imaginar essa sua dorzinha no peito... No seu lugar acho que eu estaria aos prantos... Não tenho emocional para isso!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  5. Não é um livro para chorar?! Pois eu já fiquei com um nó na garganta e os olhos cheios de lágrimas só lendo sua resenha. Provavelmente cairia em prantos lendo esse livro. :(

    Me lembrou O Diário de Uma Paixão, livro que amo demais. Tudo o que os personagens passaram juntos e depois uma doença que a levou para longe dele. Mas no fim eles também partem juntos.

    Claro que se eu tiver uma oportunidade lerei essa história verdadeira de amor. É tão difícil ver algo assim no mundo em que vivemos. Pessoas que realmente se importam uma com a outra, casais que levam o casamento a sério. Já sonhei algo assim para mim. Hoje em dia não acredito mais.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Eu ainda não conhecia o livro e já estou derretida de amor por ele. Você colocar as palavras Amor, cumplicidade e amizade para defini-lo só me faz querer ler imediatamente. Adorei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Eu não conhecia esse livro ainda, mas de cara fiquei muito interessada nele. Imagino que seja realmente muito bonito acompanhar a história de amor dos dois, a mesma deve ensinar muito para os leitores. Enfim, parece ser uma leitura bem sensível e comovente, vou marcar a dica e espero ler em breve.

    beijos :*

    ResponderExcluir
  8. Olá, Sabrina!
    Recebi esse livro e mal peguei e uma colunista do blog já queria ler então dei para ela resenhar sem ao menos saber do que a história se tratava. Achei que era algo como cronicas ou alguma coisa parecida, mas fiquei curiosa demais. realmente não parece ser uma história triste e sim uma realidade que nos trás um grande ensinamento ao final da leitura. Assim que minha colunista fizer a leitura vou pedir a ela emprestado para ler.

    Parabéns pela resenha maravilhosa, beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi Sabrina!
    Se a capa não chama atenção, o conteúdo parece ser de uma riqueza sem tamanho.
    Parece ser aquelas declarações de amor que transcendem a vida e que nos fazem aprender muito.
    Não conhecia essa obra, mas se tiver oportunidade vou adquirir um exemplar pra poder conferir.
    Obrigada pela dica!

    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Eu li esse livro também e achei simplesmente lindo... Realmente, é uma história de amor e cumplicidade. É nítida a paixão do casal. Amei tua resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Primeira resenha que leio desse livro e já estou apaixonada rs'
    adoro livros escritos através de cartas, e me parece ser uma linda história de amor e cumplicidade como você falou. Espero poder conferir em breve!

    beijos!
    https://blogminhaestanteliteraria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Oie!
    Que lindo!
    Com certeza, um livro com muitos ensinamentos! Ainda não conhecia o livro, mas com certeza vou sentir esse sentimento de cumplicidade que citou em seu texto.
    Uma ótima indicação!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  13. Olá, gostei muito de conferir sua resenha sobre esse livro, estou com um exemplar dele aqui pra ler. Parece ser tocante e admirável a cumplicidade desse casal.

    ResponderExcluir