12 abril 2018

Resenha: Rio Vermelho - Amy Lloyd

em 12 abril 2018

6 comentários
Você acredita nele... então porque está com tanto medo?
Uma combinação perfeita de A Sangue Frio e Making a Murder! Como confrontar quem você ama quando você não tem certeza se quer saber a verdade?
Há vinte anos, Dennis Danson foi preso pelo assassinato brutal de uma jovem no condado de Red River, na Flórida. Agora ele é o assunto de um documentário sobre crimes reais que está lançando um frenesi online para descobrir a verdade e libertar um homem que foi condenado erroneamente. A mil milhas de distância na Inglaterra, Samantha está obcecado com o caso de Dennis. Ela troca cartas com ele e é rapidamente conquistada por seu aparente charme e bondade para ela. Logo ela deixou sua velha vida para se casar com ele e fazer campanha para sua libertação. Mas quando a campanha é bem sucedida e Dennis é libertado, Sam começa a descobrir novos detalhes que sugerem que ele pode não ser tão inocente...

*Livro recebido em parceria com editora* 

"Mais tarde foi a vez de Lauren Rhodes desaparecer. Em seguida, Jenelle Tyler, Kelly Fuller, Sarah West. Desaparecidas, sem corpos, sem sangue. Como se nunca tivessem existido."


Se você está em busca de um thriller com personagens perfeitinhos ou que são um exemplo para a sociedade, é melhor buscar outro livro. Mas se quer uma leitura que vai mexer com suas estruturas, te deixar sonhando com os personagens durante a noite e que vai te deixar incomodado esse é o livro perfeito. 

Rio Vermelho é mais um thriller que entrou para minha lista de favoritos, quando comecei essa história simplesmente não sabia nada, afinal detesto ler sinopses, e quanto mais eu lia mais me surpreendia com a escrita de Amy Lloyd, que utiliza de vários estilos de narrativa para criar uma história a lá ID - Investigação Discovery - canal o qual eu sou meio viciada hahaha.


O livro é dividido em três partes, na primeira temos um livro a lá investigação criminal, para quem conhece os livros da Ilana Casoy com certeza vai adorar essa parte, pois aqui há trechos de julgamento, trechos de livros e tudo na tentativa de criar a história mais verídica possível, e explicar aos leitores o que levou Dean a ser preso por um crime que não cometeu. 

"Permita que eu poupe algum tempo seu: muitas vezes, a resposta mais óbvia é a corttera, aquela que está bem na sua frente o tempo todo."

Essa primeira parte foi uma das melhores pra mim, pois como disse me senti em um episódio do ID desvendando aquele crime, acompanhando relatos de pessoas que moravam perto, relatos de como um jovem só por ser 'badboy' acabou sendo preso sem muitas provas concretas. É nessa parte também que temos diversas críticas ao sistema penal, que muitas vezes sem provas acabam condenando inocentes só porque 'acha' que ele fez aquilo, ou porque 'ele parecia culpado', aquele clichê de: 'ele era pobre, seus pais usavam drogas, ele roubava, então é claro que é um assassino'. 

Na segunda e terceira parte é que o livro muda completamente o rumo, e acredito que isso possa afastar alguns leitores, mas pra mim foi completamente emocionante também. Vemos a readaptação de um preso que passou 20 anos longe de tudo e todos os preconceitos, as coisas que tem que suportar na cidade natal, mostrando que mesmo tendo sido comprovado que ele não era culpado, as pessoas ainda continuam achando ele um monstro. 

É nessa parte do livro que começamos a entender mais da Sam também, se no começo do livro eu já achava ela meio louca e insuportável, aqui minha cisma com ela cresceu ainda mais. Sam não é muito boa da cabeça, e isso faz com que o leitor se questione em vários momentos de sua condição mental, mas como disse lá no começo aqui não temos personagens certinhos que fazem o que é certo, há um nível de loucura neles, ações que incomodam e que deixam o leitor aflito, mas ainda assim você consegue entendê-los.

"Não há versões. Não há história. Há apenas o que todos por aqui sabem que é verdade. É algo que forasteiros nunca entenderão, porque não estavam aqui, não conheciam as famílias como nós e não conheciam Dennis. Não como ele era então, antes de vocês o tornarem o que ele é agora. Antes de ele aprender a se mostrar como a presa, e não como o predador."

O final do livro também será um divisor de águas. Confesso que não desconfiava de muita coisa que foi revelada não, algum detalhe, algumas coisinhas eu até criei teorias, mas quando tudo começou a aparecer eu me vi bem surpresa e tensa com tudo que estava lendo. E o desfecho combina perfeitamente com a loucura do livro, se prepare para ficar incomodado! HAHAHA


Rio vermelho é um thriller para tirar o leitor do conforto, para te deixar angustiado com o que está lendo e te fazer pensar em o quanto as pessoas podem ser loucas. Esse livro com certeza será 8 ou 80, pra mim foi uma das melhores leituras do ano e que me tirou a noite de sono - sério, sonhei com Dean, a floresta, aquela casa a noite toda e foi horrível - e eu simplesmente adorei o modo como a autora conduziu com maestria toda essa história cabulosa.

"Quando acabar, ela pensou, Dennis será diferente. Havia algo naquele lugar que fazia com que seu marido mudasse; e Sam podia sentir que a mudava também."


Inspiração para a obra: Caso West Memphis Three



Vocês sabem que eu sou a louca dos Serial Killers né? Vivo lendo esses livros malucos e adoro pesquisar mais sobre os casos. Pois então, depois de ler uns 80% de Rio Vermelho tive um pensamento: Já vi essa história em algum lugar... No livro O Segredos dos Corpos da Darkside... E não é que eram bem parecidos os casos? 

Em 1994 um jovem foi enviado para o corredor da morte acusado de matar três crianças em uma cidadezinha chamada West Memphis. Os garotinhos foram encontrados todos mutilados em um lago da cidade, e o jovem Damien Echols foi preso simplesmente por ser o garoto problema da cidade, sem muitas provas concretas que ligassem ele ao crime. 

Ela passou 18 anos preso injustamente, e assim como no livro houveram várias mobilizações para a sua soltura, incluindo do Jonny Deep - como no livro hahahah - foram produzidas séries de TV, biografias... Enfim, basicamente o mesmo caso. E quando eu fui pesquisar mais das inspirações da autora pra esse livro foi justamente essa referência que eu encontrei, ela assistiu a série produzida sobre o caso e quis criar sua versão dos fatos, focando na esposa de Damien Echols, e tudo que ela teve que enfrentar depois que ele foi liberto.... fora algumas coisinhas a mais que ela acrescentou para dar um final a tal história. 

Há vários livros que falam sobre esse caso real, e vou deixar uma matéria rapidinho pra vocês verem e também a entrevista da autora falando sobre o caso:

https://www.intrinseca.com.br/blog/2013/01/vida-apos-a-morte-a-batalha-de-damien-echols-por-justica/

https://www.deadgoodbooks.co.uk/amy-lloyd-interview/

Não se esqueça de participar do sorteio.


Abril é o mês do meu aniversário, e por isso teremos vários sorteios durante o mês aqui no IG. ㅤ Em parceria com a @faroeditorial vamos realizar um sorteio maravilhoso com o lançamento Rio Vermelho, que está sendo sucesso de vendas (e que estou desesperada pra ler!) ㅤ 📌Seguir @stalkerliteraria @faroeditorial 📌Curtir a FOTO OFICIAL 📌Marcar um amigo na FOTO OFICIAL (essa aqui) quantas vezes desejar (certifique-se de marcar pessoas que você segue, vou conferir isso na hora do sorteio, e nada de marcar famosos, fakes, inativos ou repetir os amigos....) ㅤ 🚫Não é válida a participação de perfis exclusivos de sorteios e fakes. ㅤ 🗓 O sorteio será realizado dia 22/04/2018 e vou mostrar nos stories aqui do Stalker o resultado, marcando o sorteado que tem 24h para responder com o endereço. ㅤ 📦 O livro será enviado pela Faro Editorial em até 30 dias, e não nos responsabilizamos por extravio ou endereço incorreto. Os marcadores serão enviados pelo blog. ㅤ 🇧🇷 Sorteio válido somente em território nacional, Brasil. ㅤ ❗Caso o sorteado não tenha seguido o regulamento será feito outro até encontrar um que esteja ok, então certifique-se de manter o seu perfil aberto ao público para que eu possa conferir ;) ㅤ ❤ Prêmio: 1 exemplar de Rio Vermelho + Marcadores #sorteio #livros #sorteioliterario #sorteiodeaniversário #livrosnovos #promoção #igliterario #read #leitura
Uma publicação compartilhada por Stalker Literária (@stalkerliteraria) em

6 comentários:

  1. Caracas, tudo o que você escreveu me fez querer ler o livro porque até então eu não estava nem um pouco convencida pela capa, sim sou destas que gosta de capas. Mas amo este tipo de suspense e até estou lendo um destes da Lisa Gardner. Agora vou adicionar na minha lista de leituras.

    ResponderExcluir
  2. Oi Sabrina!
    Eu não conhecia o livro, mas gostei da premissa. Adoro livros que me deixam incomodada (hehe) e acho que ia gostar bastante da parte em que ele precisa se readequar a vida em sociedade (não lembro de ter lido algum livro que tivesse isso).
    Beijos,
    Alem da Contracapa

    ResponderExcluir
  3. Vamos lá. Eu amo thriller, independente do tipo do personagem que vou encontrar, ainda mais quando é capaz de incomodar, mas não curti a capa rsrs. Assim como você não leio sinopse e se surpreender com a leitura é tudo de bom. Curiosa para conhecer mais de Sam e essa loucura de livro. Não sabia que o livro era baseado em um caso real, quero ler.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá ♥
    Amo um bom Thriller bem desenvolvido, ainda mais fugindo um pouco do que estamos acostumados a ler. Estou louca para ler esse livro desde o lançamento, acho a premissa maravilhosa, tenho que confessar que a primeira coisa que eu babei foi a capa. Fiquei curiosa para conhecer um pouco mais do livro, sobre a Sam. Não sabia que tínhamos um teor baseado em fatos reais. Saber que o livro nos tira da zona de conforto me deixa mais curiosa ainda. Parabéns tanto para resenha em vídeo quanto para escrita está maravilhosa.

    ResponderExcluir
  5. Oiiii,

    Já vi muitas coisas sobre este livro e que a temas dele prende muito! Mas infelizmente Thriller não é a minha praia, não é uma leitura que eu faria porque acho que demoraria um ano para entender tudo rs. Mas para quem curte este tipo de história tenho certeza que é uma dica sem igual, daqueles imperdíveis mesmo.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Sabrina!
    Que dica maravilhosa!
    Esse livro já estava na minha lista de leituras desde que lançou e assim como você, sou apaixonada por tudo que envolve investigação e suspense.
    Não conhecia o caso dessa família mas estou bem curiosa para embarcar nessa trama e na cabeça dos personagens.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir

TOPO