Resenha: Contra Todas as Probabilidades do Amor - Rebekah Crane

21 comentários

Sejam bem-vindos ao acampamento Pádua. Um retiro de verão para adolescentes problemáticos. Mas não se tratam de problemas comuns, como não querer estudar, mentir ou colar na prova. Não! Estamos falando de problemas reais. Alguns deles tão grandes, tão sérios, que até um adulto desmoronaria sob o peso deles. No acampamento, Zander, uma garota enviada pelos pais contra a sua vontade, encontra uma série de adolescentes na mesma situação, e com três deles ela estabelece uma relação de amizade — Grover, Alex e Cassie. Todos os quatro são tão diferentes quanto as pessoas podem ser, mas têm algo em comum — eles estão quebrados por dentro. Em meio às sessões de grupo e, à medida em que o verão dá as caras, os quatro revelam seus trágicos segredos. Zander encontra-se atraída pelos encantos de Grover, e então começa a se perguntar, depois de muito tempo, se pode apostar em ser feliz novamente.
Mas, antes, ela precisa lidar abertamente com seus problemas, para poder juntar seus pedaços e reconstruir sua vida
Você pode pensar que se trata de uma história triste. E há partes duras sim, mas, Rebekah Crane consegue mostrar como na dificuldade podemos encontrar uma saída. Isso é uma das coisas que faz o livro completamente encantador, divertido e doce, capaz de deixar em você um grande sorriso no rosto.
*Livro recebido em parceria com editora*

"A minha cama permanece ali, como se retribuísse o meu olhar. É como se houvesse um par de olhos, um corpo e pulmões bem debaixo dos lençóis, tentando respirar desesperadamente. Tentando muito, mas sem nenhum sucesso. Mas as coisas funcionam assim mesmo, todos nós fracassamos no final. Todos nós afundamos, não importa quantas vezes tentem nos puxar de volta para a superfície."

Sabe quando um livro te encanta e você quer colocá-lo em um potinho de tão fofo e incrível que é a história? Pois é, a minha leitura de Contra Todas As Probabilidades do Amor foi bem assim, quando você vê já está apaixonado e pedindo mais livros da autora aqui no Brasil. 

Contra Todas As Probabilidades do Amor é um YA que fala muito sobre doenças/transtornos mentais e amizade. Aqui vamos acompanhar alguns adolescentes 'com estado mental ou emocional alterado' em um acampamento de verão, o Acampamento Pádua, um lugar criado especialmente para jovens que precisam se encontrar e se curar. 

O livro é narrado por Zander, uma garota que é inscrita no programa pelos pais depois de um acontecimento impactante em sua vida, ela é meio desligada de sentimentos e super controlada por sua mãe, mas há mais problemas em seu emocional do que ela nos conta, e durante essas cinco semanas vamos descobrindo pouco a pouco porque ela foi parar lá e porque é tão difícil para ela sentir.

"Nós só conseguiremos nos encontrar, quando admitirmos que estamos perdidos."

Logo no primeiro dia do programa ela conhece Cassie, uma garota que tem anorexia e é viciada em pirolas para emagrecer, não é sua primeira vez no programa, e ela é completamente irritante, soltando verdades que ninguém quer ouvir e não confiando em ninguém. Ela também conhece Grover, um jovem que tem medo de herdar a esquizofrenia do seu pai e por isso vive filosofando se aquilo é verdade ou invenção de sua mente, e quando ele vê Zander fica completamente louco por ela, dando flertes inconvenientes a todo momento. 

Ali no Acampamento Pádua os jovens farão parte de um programa para se encontrar, e durante a sua estadia lá eles trabalharão seis pontos que são extremamente importantes para que eles se curem de seus traumas: Conhecer a si mesmo, Trabalho em equipe, Lealdade, Coragem, Perseverança e Esperança, e através de atividades em grupo, conversas no Círculo da Esperança e a própria convivência com os outros campistas eles vão aprender uma lição para a vida toda.


"Não é fácil encontrar o que nós perdemos, principalmente quando temos de encontrar a nós mesmos."

Quando comecei essa leitura só conseguia pensar o quanto os monitores desse acampamento tem que ter paciência para lidar com esses adolescentes hahahah. Sério, Cassie é completamente irritante com suas tiradas agressivas, e Grover começando toda hora perguntas filosóficas sem sentido nenhum também dá nos nervos. Porém quando mais você lê o livro e vê todas aquelas esquisitices juntas, mais normais elas parece, e você começa a se sentir em casa naquele acampamento e começa a aprender as mesmas lições que aquele grupo de amigos.

Eu poderia ficar a noite (tarde? manhã?) inteira filosofando sobre esse livro, mas acho que seria um grande spoiler, pois o bacana dessa história é ver como esses adolescentes tão diferentes acabaram criando uma verdadeira amizade a ajudando-se a superar seus medos e traumas e tirar dali grandes lições para a sua vida, então não vou poder falar muito mais pra vocês.

Cassie e Zander. Meu deus como eu aprendi com essas duas. Cassie não é uma garota fácil de amar durante a leitura, mas Zander se aproxima dela o quanto pode pois sabe que ela precisa de uma amiga. Ela é uma das personagens que depois que conheci toda a sua história quis colocá-la em um potinho, junto com as minhas mais sinceras lágrimas. Eu aprendi tanto com essa garota, tanto com a amizade verdadeira que elas criaram, que posso dizer claramente que esse é um livro sobre elas, sobre o poder da amizade, sobre o poder de insistir mesmo quando a outra pessoa está levantando muros para se proteger.

Eu não gostei muito de Grover - me julguem - pois vi muito de mim na Zander, muito de seus problemas são os que enfrento também, e a tal insistência dele em se aproximar, em tocar, em flertar me tiraria do sério se fosse eu lá naquele acampamento. Mas em um ponto da história ele se torna mais legal, ainda com seu comportamento doidinho ele se torna um bom personagem, que tem ótimos pontos para refletirmos também, principalmente o medo de sermos como nossos pais.

"Nós precisamos de coragem para superar os momentos difíceis da vida. Quando nós nos sentimos desanimadas, quando o medo de falhar nos deixa tensas, quando parece que o mundo inteiro está contra nós, precisamos ter coragem para nos reerguermos e começarmos de novo. 

Rebekah Crane sabe conduzir muito bem essa história, por mais problemáticos que sejam esses personagens você se aproxima deles, você os enxerga normais. A sua linguagem é extremamente fluida para falar sobre temas tão sérios como depressão, suicídio, auto-mutilação, bulimia e anorexia, e com uma história esperançosa ela mostra ao leitor o quanto é importante falar sobre o que está sentindo, ter pessoas ao seu redor e criar vínculos para poder começar a se curar.

Contra Todas as Probabilidades do Amor foi realmente uma leitura linda, e que me emocionou muito. Em poucas páginas Rebekah fala sobre doenças que estão acontecendo a todo momento ao nosso redor e mostra a importância de falar sobre aquilo, de ajudar quem está passando por esses problemas, mostra a importância de ter amigos para nos ajudar a enfrentar a tempestade. Esse é um livro que a cada página vai ficando melhor, e quando você vê já está terminando e querendo colocar esses personagens, esse livro em um potinho para guardar pra sempre.

Com uma narrativa em primeira pessoa extremamente flúida e uma diagramação linda, vemos o poder da amizade no processo de cura de traumas e doenças psicológicas. Vemos o quanto é importante conhecer a si mesmo e aceitar seus problemas para que possamos resolve-los. Eu garanto a vocês que vão adorar essa história, se emocionar e ficar querendo mais livros da autora aqui no Brasil, espero que em breve a Faro publique mais ela por aqui.

"Vocês não estão sozinhos. Nós precisamos um dos outros. E se vocês algum dia se sentirem perdidos, lembrem-se: é mais fácil encontrarmos a nós mesmos quando outra pessoa nos ajuda nessa busca."


21 comentários

  1. Oi Sabrina!
    Eu amei tanto esse livro que tenho recomendado para muita gente!
    Os assuntos abordados no livro são bem sérios e o modo prático e simples que autora fala com o leitor é tão gostoso! Fiquei apaixonada pela Cassie ♥

    ResponderExcluir
  2. Ainda não conhecia o livro, mas já fiquei curiosa pra ler depois da sua resenha, já que você elogiou bastante, e também por abordar doenças mentais e amizades, pois livros assim sempre me cativam.
    Amei suas fotos! <3

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  3. Oi Sabrina!
    Eu só li uma resenha sobre esse livro, mas a que eu tinha lido antes não tinha conseguido fazer eu me interessar pela história. Mas a sua conseguiu fazer com que eu ficasse interessada.
    Gosto de histórias que tratam de problemas psicológicos e mentais. E achei muito interessante o seu ponto de vista, de que a autora quis focar principalmente na amizade entre as duas personagens do que no interesse amoroso.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Li, amei e indico! Achei a história recheada de emoções que saltam as páginas e nos atingem em cheio.. a Escrita é fluída.
    Espero ler mais livros assim.
    A Faro Editorial anda arrasando nas publicações!

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  5. Eu já estava interessada em ler esse livro, uma amiga leu e super indicou... Depois da sua resenha, ele vai pro topo da lista.

    ResponderExcluir
  6. Olá Sabrina.
    Contra Todas as Probabilidades do Amor, já tá na listinha à algum tempo. Só leio resenhas positivas do mesmo, e acho que deveria passar ele na frente né, e sua resenha só aumentou essa vontade.
    Um livro que fala de transtornos e também sobre amizade, certamente me prenderia bastante a atenção. Parabéns pela resenha!
    Bjos

    www.momentosdeleitura.com

    ResponderExcluir
  7. Ameiiiii a foto, tudo a ver com o livro, que aliás eu quero muito ler. Amo estórias fofas e marcantes, não vejo a hora de ler e poder filosofar sobre ele rsrs. Espero ler e me emocionar como você.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    A cada resenha positiva desse livro tenho mais certeza de que devo lê-lo em breve. Infelizmente não tenho ele aqui, mas já está na minha lista. Os protagonistas parecem que ensinam muito através da narrativa, mesmo sendo tão jovens!
    Amei a resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá Sabrina, tudo bem?
    Eu ainda não consegui concluir a leitura desse livro, mas estou bem ansiosa para fazer, pois só leio elogios para ele. Fiquei contente por você ter se identificado com a protagonista e entendo o que você disse sobre não gostar do Grover. Eu sinto isso em poucas páginas que li até agora.
    Espero que eu consiga gostar dessa leitura tanto quanto você!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá! Não poderia ter lido sua resenha em um momento melhor, Contra Todas as Probabilidades do Amor está na cabeceira da minha cama agorinha mesmo e depois de conferir suas impressões e saber que você amou tanto o livro fiquei ainda mais instigada à mergulhar na história logo. Espero gostar assim como você dessa história, rs. Enfim, adorei a resenha! Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Já li algumas resenhas sobre o livro e quanto mais falam da história mais interessada fico! Quero muito ler! Gosto de livros que abordam assuntos como os desse livro, que falam de um lado real da adolescência, problemas que não são bobos. Adolescente é pessoa também e está vivendo uma das fases mais difíceis de sua vida. Acho que essa história vai me fazer chorar.

    Sinceramente, quando adolescente eu tinha muito medo de ser como meus pais, por mais cruel que dizer isso pareça. Eu os amo muito, mas até hoje, já adulta, sigo tendo esse medo. Às vezes me comporto de maneiras que não gosto e penso quanto deles há nessas atitudes, o quanto me pareço com eles nesses momentos e não quero. Que eu me pareça com eles em suas qualidades, mas não em seus defeitos. Enfim...

    ResponderExcluir
  12. Olá, Sabrina!
    Já tinha visto a capa desse livro nas minhas redes sociais e por mais que achava ela linda nunca procurei de fato saber sobre o que se tratava. EStou maravilhada com esse enredo, amo livro assim que nos toca de uma maneira diferente. Gostei de saber um pouco sobre cada personagem. Livro assim mexem muito comigo, sou mega emotiva então já dá para imaginar, né? Saber que o livro é narrado em primeira pessoa me agrada muito, pois é o tipo de narrativa que eu mais amo por em deixar mais ligada aos personagens. A resenha está maravilhosa e a dica mais que anotada. Beijos

    ResponderExcluir
  13. Ola Sabrina, que resenha mais apaixonada essa sua!
    Coisa linda de se ver, de verdade!
    Eu ja tinha visto a capa do livro por ai, mas nunca tinha prestado a atenção em uma resenha e me encantei com as suas palavras e com a mensagem que essa obra parece transpassar.

    Dica mais que anotada!

    beijos,
    Mayara

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    A Faro Editorial vai me levar a falência. Cada mês seus livros lançados fazem a minha cabeça. Fiquei muito curiosa pra conhecer essa história que deve ser de uma sensibilidade incrível.
    Amei suas fotos, me deixou ainda mais empolgada para mergulhar nessa trama.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  15. Já faz tempo que estou de olho nesse livro! Acho a capa dele muito linda e tenho visto muitas resenhas positivas.
    Adorei saber sua opinião, e espero lê-lo logo.
    Beijos. Versos da Alma

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bom?

    Eu ainda não li esse livro, mas logo na divulgação - mesmo sem saber com detalhes sobre o que a história se trata - já coloquei na minha lista de desejados. A premissa é interessante e acho importante a criação de personagens jovens com problemas, já que é uma maneira de conscientizar e se identificar - desde que seja feito com responsabilidade.
    O que eu mais quero ver é o desenvolvimento da amizade da Cassie e Zander. É, pelo que você descreveu, eu não vou gostar muito do Grover também. Espero ler logo e gostar tanto quando você ❤️

    Enfim, adorei a postagem e agradeço a indicação :)
    Abraços.

    ResponderExcluir
  17. Olá Sabrina!!!
    Eu realmente não sei muito bem o que pensar sobre esse livro??
    Apesar de todas as pessoas estarem amando ele, eu não consegui me sentir fascinada pelo mesmo.
    Realmente, a capa está bonita e a diagramação muito bem feita.
    Mas sério todo mundo anda falando que esse livro é cheio de sentimentos e sim não gostam tanto de alguns personagens citados u.u

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Bom dia!

    Achei a premissa do livro bem interessante e fiquei com bastante curiosa para ler, pois os assuntos abordados, adolescentes com problemas mentais e distúrbios de alimentação, são bem atuais e merecem a atenção!

    Achei a capa muito bonita tbm!!

    Obrigada pela dica
    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Oiee Sabrina ^^
    Andei vendo tanta coisa a respeito deste livro que estou começando a achar que é o universo me mandando um sinal...haha' é bem o tipo de livro que eu estou querendo ler no momento, as personagens parecem ser tão reais, tão cruas! Imagino que seja um pouco difícil mesmo se apaixonar por todas de uma vez, mas a gente vai aprendendo a ver suas qualidades e a torcer por um final feliz, né?
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Olá, tudo bem ?
    Não sou muito fã deste gênero, mas este enredo parece trazer algo diferente quando nos traz o tratamento de tantos transtornos que atacam os jovens de hoje
    Confesso que li E reli sua resenha para verificar se realmente a história é o que imagino , e acabei anotando a dica.

    ResponderExcluir
  21. Oi Sabrina!!!
    Gostei muito da sua resenha e fiquei curiosa para conhecer a história toda de Zander!!! Dica mais que anotada!!

    ResponderExcluir