Resenha: Antes da Tempestade – Dinah Jefferies

18 comentários

“Para conhecer o amor verdadeiro é preciso ser arrasado por ele.” Rajputana, Índia, 1930. Desde a morte de seu marido, a jovem inglesa Eliza tem como única companhia sua câmera. Determinada a se firmar como fotógrafa profissional, ela acaba de aceitar um convite do governo britânico para se hospedar durante um ano no castelo da família real local. Sua missão: fotografar, para o acervo da Coroa inglesa, a vida no Estado principesco de Juraipore. Ao conhecer Jayant, irmão mais novo do marajá, Eliza embarca na aventura mais transformadora de sua vida. Acompanhada pelo príncipe rebelde e misterioso, ela conhecerá uma terra marcada por contrastes — com paisagens de beleza incomparável, cultura rica e vibrante e, ao mesmo tempo, a mais devastadora das misérias. Enquanto Eliza desperta Jayant para a pobreza que circunda o castelo, ele mostra a ela as injustiças do domínio britânico na Índia. Juntos, descobrem uma afinidade de alma e uma paixão arrebatadora. Mas a família real fará de tudo — até o impensável — para impedir a aproximação entre o nobre indiano e a viúva inglesa

*Livro gentilmente cedido em parceria com a editora*
"Antes, ela nunca tinha pensado em alma. Para ela, os relacionamentos eram uma coisa complicada, que era melhor evitar e não aquele processo triunfal de revelar outro ser humano, ao mesmo tempo que era revelado."

Antes da Tempestade, trás à bela - e às vezes cruel - vida uma nação à beira da mudança, um país onde o domínio britânico está sob crescente pressão e a ameaça de rebelião cresce a cada dia . E o calor é combustível para dois amantes aparentemente contrários. Uma jovem inglesa fugindo de seu passado e o outro, um príncipe indiano lutando sob o peso do costume e da expectativa. À medida que a tensão aumenta e as monções se aproximam, eles devem tomar decisões que mudarão suas vidas para sempre.

Quando a viúva de 29 anos Eliza Fraser vence uma comissão do governo para fotografar a família real de Juraipore em Rajputana, um estado principesco na região desértica do Império Indígena da Grã-Bretanha, parece "um segundo nascimento." Dezoito anos antes, Eliza deixou a Índia, com pressa, com sua mãe, depois que uma tragédia levou a vida de seu amado pai. Mas na Inglaterra ela sempre teve um sentimento de "não pertencer". Agora sua mãe bebe demais e desde a morte súbita de seu marido, a única companheira de Eliza tem sido sua câmera fotográfica. Esta terra de areia, céu azul e calor impiedoso oferece a chance de fazer um nome para si mesma como fotojornalista. 

Quando Eliza chega ao palácio, ela conhece o príncipe Jayant (Jay) Singh Rathore, o irmão bonito e taciturno do marajá e sente uma "conexão de alma" instantânea com ele. À medida que sua amizade se transforma em amor, Eliza desperta Jay para a terrível pobreza de seu povo e ele mostra as injustiças do domínio britânico. Logo Jay e Eliza descobrem que têm mais em comum do que pensam. Incluindo o desejo de ajudar a tirar o povo indiano da miséria diária que afeta suas vidas. Mas há inimigos no palácio determinados a frustrar seus planos e destruir seu amor. Eventualmente, Jay e Eliza terão que escolher entre fazer o que é esperado ou seguir seus corações. Em uma história repleta de atmosfera, emoção, ação, segredos, suspense e romance, a vencedora é novamente a perfeição que a autora tem em descrever as paisagens.

“..Em poucos instantes, a luz já havia mudado. Ela foi acolhida por uma manhã de extraordinária beleza, com um céu do mais profundo rosa transformando-se em um laranja pálido (..) “

Uma profusão hipnotizante de cores, visões, sons, cheiros e calor sufocante. À medida que as ações ferventes entre Jay e Eliza atua contra a temporada de monções, desfrutamos de vislumbres tentadores das zenanas, dos misteriosos quartéis femininos onde fofocas, esquemas e erotismo formam o coração palpitante do palácio, visitamos cidades medievais com fortes inexpugnáveis ​​e viagem através de desertos onde os ventos levantam areia ardente e engrossam o ar pesado. É um mundo excitante, mas perigoso, onde o Oriente encontra o Ocidente, onde as culturas se chocam e as práticas antigas podem ser cruéis, onde os espiões estão ativos em ambos os lados da divisão e onde há obstáculos aparentemente intransponíveis para os casamentos mistos. Será que as politicagens e os costumes seculares de um povo serão postos de lado a favor de um amor aparentemente impossível?

“Eliza sorriu em meio as lágrimas. Então virou-se e foi embora. Sentiu-se mais triste do que nunca, mas não fazia sentido adiar aquele momento.”

A escrita da Dinah continua extremamente envolvente e instigante. De forma madura, ela consegue levar o leitor para dentro da história por meio dos detalhes e da ambientação, a Índia de 1930 ficou clara e real. Seus personagens são muito bem construídos, diálogos elaborados e conflitos coerentes e bem desenvolvidos.

Eu particularmente fiquei um pouco decepcionada com a leitura. Esperava muito deste romance, pois me apaixonei perdidamente pela história de O perfume da folha de chá, e talvez tenha criado altas expectativas quanto a esse livro. Foi uma leitura agradável, porém não me senti tão envolvida e encantada como fiquei com o primeiro livro.

Para os fãs de romance histórico, a obra Antes da Tempestade é uma ótima dica. A escrita é um pouco rebuscada, mas é acessível e é uma oportunidade de se desafiar e ler algo mais consistente. Uma obra com uma pesquisa excelente, personagens fortes e conseguimos sentir diversos sentimentos por eles e um amor proibido em que seus sentimentos vão mudando e intensificando gradativamente.

A edição da Paralela está linda, com a capa da obra original, muito colorida e com temas indianos. A diagramação é boa, com páginas amareladas e confortável para leitura.

18 comentários

  1. Não li esse. Na época em que saiu até fiquei curiosa, mas depois de uma amiga em quem confio muito na opinião dizer que era mediano, passei. Pois tem tantos livros para ler que não dá para perder tempo com algo que sei que não será tão prazeroso.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Aline tudo bem? A colaborada do blog achou o mesmo que você, acho que o melhor então é não criar expectativas mesmo! Mas fico feliz que a autora continue no mesmo nível de escrita, pq ela escreve super bem! E amei a capa!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Oi, Aline

    Também me decepcionei com essa leitura. Assim como você, amei O Perfume da Folha de Chá e estava louca pra ler Antes da Tempestade, mas achei que a autora focou em muita coisa desnecessária.
    Entretanto, a leitura não foi um desastre total, ela tem seus méritos.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  4. Olá. Como eu não li o outro livro da autora não posso comparar mas eu amei a leitura deste livro, não me decepcionei como você, pelo contrário, achei maravilhoso o cenário e a história. A forma como tudo foi descrito foi muito perfeito, até porque não costumo ler sobre esta cultura.

    ResponderExcluir
  5. Olá, pela resenha que li, estou bastante ansiosa em comprar o livro. Incrível! Não vejo a hora começar a ler!��❤️

    ResponderExcluir
  6. Oi, Aline!
    Eu vi algumas resenhas também meio decepcionadas com a história. É uma pena quando isso acontece, mas pelo menos ela não foi de toda ruim.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  7. Estou com um outro livro da autora na estante, que foi muito elogiado e pretendo conhecer o trabalho dela por ele, se gostar, lerei este aqui com certeza. Como você julgou este inferior, quero começar com o melhor.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Um livro interessante, sobre uma cultura e costumes que pouco conheço, ainda mais se tratanfo de 1930. Fiquei curiosa para saber o desfecho de Jay e Eliza, tenho pra mim que mesmo que o amor vença no final vai ser a duras penas.
    Recomendação anotada.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oie!

    Achei a capa dessa obra muito bonita, sua resenha é a primeira que leio desse livro,mas infelizmente a história não despertou meu interesse, e aconteceu a mesma coisa com a outra obra que veio antes desse livro, por isso passo a dica...

    Bjss

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Já tinha visto sobre o fato de muita gente se decepcionar com a narrativa da história, mas ainda assim quero realizar essa leitura. Acho que deve realmente ter um contexto mais cheio de referências e cultura local e isso me atrai nas leituras, só espero não ter tanta dificuldades com a leitura, por isso vou esperar pra ler no momento certo.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  11. Oie!

    Eu nunca li nenhum livro que tivesse a Índia como cenário, então com certeza isso seria um ponto positivo e me chamaria a atenção, mas eu não sei, não consegui me sentir tão atraída pela obra. É uma pena sua decepção com a narrativa, se eu puder ler, espero gostar :)

    beijos!

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?

    Não tinha reparado que é da mesma autora de "O perfume da folha de chá", esse está na minha lista de desejados.

    Ano passado recebi "Antes da tempeatade" da editora, em uma ação esporádica,confesso que a premissa dele não me cativou e passei ele pra minha sobrinha ler e resenhar. Sua resenha me esclareceu bastante sobre o livro, mas confesso que continua sem me cativar... Uma pena que o livro lhe causou certa "decepção".

    Beijo!

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Oie!!

    Conheci essa autora por causa do primeiro livro dela publicado, ganhei de presente e achei a história bem interessante, mesmo não tendo a oportunidade de lê-lo ainda. É tão ruim quando um livo não atende as nossas expectativas e confesso que sua resenha me desanimou um pouco quanto a obra.

    beijos,
    Mayara

    ResponderExcluir
  15. Eu acho a capa desse livro linda, mas por algum motivo não fiquei muito interessada em ler ele. Agora, lendo sua resenha fico pensando que até posso encontrar uma boa leitura, mas não parece ser o meu estilo. Saber que não foi aquilo tudo que poderia ter sido também me desanina. Eu entendo que isso pode ter sido das suas expectativas elevadas e por ter gostado do outro livro que leu (que me chamou muito mais a atenção) mas como estou procurando algo que me envolva desde o primeiro momento.... vou passar esse...
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir
  16. Oi! Assim como você, me senti decepcionada com esse livro e posso dizer até mesmo que foi uma história difícil de terminar. Eu também tinha me apaixonado por O perfume da folha de chá, então fiquei esperando muita coisa aqui que não chegou, mas ainda assim a autora deve ser conhecida pois escreve bem.

    ResponderExcluir
  17. Olá Aline,
    Eu ainda não li esse livro e, confesso, não estou com vontade de ler porque eu amei demais o primeiro livro da autora lançado por aqui e todos que estão lendo esse livro estão dizendo que ele ficou aquém da capacidade da autora. Eu gosto da ideia desses personagens e da história, mas acho que vou passar longe dele por enquanto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá Aline!!!
    Eu já vi inúmeras resenhas sobre este livro, mas todas elas dizem a mesma coisa que ainda preferem o primeiro pois acabaram se decepcionando com a história um tanto desse livro.
    Eu acho a capa desde muito bonita, mas porém não minto que entre esse livro e o primeiro ainda só estou curiosa em conhecer a história do anterior, apesar desse mesmo trazer algo a ser debatido.
    Parabéns pela resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir