Resenha: Antes de Tudo Acabar – Mary C. Müller

21 comentários

Rafael nunca foi de se encaixar em padrões. Deslocado e sem muita perspectiva de vida, ele cuida da mãe alcoólatra enquanto precisa lidar com a paixão platônica pela melhor amiga, Anne, e com os percalços causados por um pai ausente.

Acostumado desde sempre a fazer tudo com Anne, ele agora tem de aceitar que ela arrumou um namorado... e justo uma das últimas pessoas que ele gostaria de ver com a amiga. Como se não bastasse, ele também precisa se entender com o pai, que resolveu voltar a procurá-lo com uma surpresa: a filha que teve com a amante.

E, em meio a esse turbilhão de acontecimentos, chega Kaori, a nova aluna da turma. Com ela, as coisas começam a mudar na vida de Rafael, e o que era só amizade pode acabar se tornando algo mais.

Antes de tudo acabar é a história de um garoto que precisa se encontrar e compreender um mundo que se move mais rápido do que ele consegue acompanhar. Um mundo onde amizades são construídas e desfeitas, amores morrem e nascem e caminhos sofrem desvios inesperados.

• Livro gentilmente cedido em parceria com a editora •

"Foi uma das últimas semanas razoavelmente comuns do meses que se seguiram. Eu estava prestes a entrar em um mundo tomado por hormônios adolescentes, dúvidas e alcoolismo alheio. Até então éramos apensas dois moleques."

Em Antes de tudo Acabar temos um típico romance adolescente. Conhecemos Rafa, um garoto de 17 anos, que vive com a mãe, que é alcoólatra, seu pai largou a família por outra mulher, e isso é um trauma muito profundo em Rafael.

Rafa é diferente, não se encaixa nos padrões da sociedade e não liga. Tem em Annie, sua melhor amiga, apoio e compreensão, já que a garota partilha com ele as peculiaridades e dramas familiares.

A autora trabalhou muito bem ao encaixar na história, vários temas pertinentes, como o alcoolismo da mãe de Rafa, e o abuso familiar praticado pelo pai de Annie.

Escrito em primeira pessoa, o livro nos oferece a visão de Rafa, com seus sentimentos e pensamentos, então sentimos exatamente o que ele sente. Oprimido por não se enquadrar em nada, culpado por se apaixonar por sua melhor amiga, sobrecarregado por ter que se responsabilizar pela mãe doente e deprimido, por não ter perspectiva nenhuma do futuro.

"A aula como sempre, foi horrível. Enquanto a professora falava, um dos caras, o Fábio, escreveu no caderno, e mostrou pra mim, do outro lado da sala: “Por que você não se mata?”."

Discorrendo sobre todo o mundo adolescente e seus dramas, vemos Rafa sofrer de modo a machucar a si mesmo, buscando por alívio. As dúvidas e medos são enormes, e consegui me identificar muitas vezes em várias das situações retratadas.

Um ponto muito importante sobre esse livro é mostrar um relacionamento abusivo e como as vezes não conseguimos identificá-lo. Annie é maltratada pelo pai e em seguida pelo namorado, e a princípio, por ela ser tão inteligente e segura de si, o leitor sente até uma pontinha de raiva das idiotices dela, mas no fim vemos que para a vítima, ela não está num relacionamento violento.

Rafa acredita que a amiga o trocou pelo namorado, e isso o machuca. Que é quando a nova aluna Kaori, entra em cena, e ganha espaço e importância na história..


"É a gente que precisa conviver com isso e entender isso. Ou vai apenas sofrer. É a consequência do nosso erro. A justificativa não importa pra mais ninguém. Só pra gente. Só pra procurar a cura."


Me senti conectada aos personagens durante todo o livro, me peguei rindo, sentindo raiva e sendo irônica junto com eles. É uma história que trás toda aquela loucura da juventude, onde não sabíamos nada e queríamos tudo

Abordando temas como relacionamentos abusivos, auto-mutilação, bullyng, alcoolismo, abuso sexual, violência doméstica, a autora nos introduz no mundo cru e maravilhoso do início da vida adulta, onde cada pequeno detalhe é siginificativo e tem um peso enorme.

Em alguns momentos, eu senti falta de algum grande acontecimento, que causasse impacto, e deixasse tudo mais tenso, mas ainda assim, foi uma leitura agradável. Vemos a evolução dos personagens e torcemos para que eles achem as respostas. Indico principalmente para os mais jovens, porque o livro tem muitas coisas que aconteceram conosco, e com a leitura, os esclarecimentos surgem.

A edição é simples e muito bonita, várias vezes durante a leitura, eu parava pra dar uma olhada na capa, que tem uma arte bacana, trazendo os 3 protagonistas. As folhas são amareladas e as letras bem espaçadas, não percebi nenhum erro de revisão ou diagramação.

21 comentários

  1. Oi Aline, tudo bem?

    O livro tem temas bem fortes, mas pela resenha parece ser uma leitura bem fácil e tranquila. Apesar de achar que não faço parte do público-alvo parece um livro bem bacana.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a leitura é fácil e agradável! E para o público jovem, é muito legal!
      Bjoxx

      Excluir
  2. Olá
    Bem pela resenha deu para notar mesmo que o livro não tem nada de extraordinário, só retrata alguns problemas adolescentes e sinceramente achei bem fraco, acho que não leria. Sua resenha está ótima e amei a diagramação do seu blog.
    Beijuh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Renata! Obrigada por comentar! A leitura é até legal, e retrata mesmo só as mazelas adolescentes..
      Bjoxx

      Excluir
  3. Olá Aline,
    Eu já li esse livro e me encantei completamente com esse livro e com os personagens, mas confesso que me decepcione um pouco com a superficialidade que a autora abordou alguns temas, sabe?
    No mais, gostei muito do que você disse sobre o acontecimento, também senti que faltou algo maior agora que você ressaltou isso.
    Amei sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna! Sim, também gostei muito, e achei que a autora poderia ter criado algum acontecimento bombástico.. Mas gostei mesmo assim!
      Bjoxx

      Excluir
  4. Honestamente o enredo não me encantou muito.
    A história parece ser bem interessante, com muitos problemas, para a vida de um adolescente, mas mesmo assim não me ganhou muito.
    Dessa vez eu vou deixar passar a dica.
    Mesmo assim, parabéns pela resenha, ficou ótima.

    Beijinho!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana! Quando você começa a ler se encanta! Lembra muito nosso período de juventude, e isso me deixou interessada até o fim. Se tiver uma oportunidade, leia!
      Bjoxx

      Excluir
  5. Eu já li esse livro e adorei, mas senti que a autora tentou trabalhar tanto assuntos que não deu conta de nenhum sabe? Eu achei que faltou um clímax, um ponto alto capaz de nos fazer suspirar. Ainda assim foi uma leitura bastante válida e que super indico, essa capa é linda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Day! sim, a leitura foi boa e a capa também me deixou encantada!
      Bjoxx

      Excluir
  6. Olá Aline!!!
    Mas que livro em?? *-*
    Eu desde da primeira vez que vi sobre ele fiquei empolgada em relação a história e o que o livro traria.
    Todas as pessoas que leram ele me dizem que é um livro muito bom e que vale a pena, está na lista de livros que quero ler que só aumenta mas espero logo consegui um tempinho e lê-lo.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Antonia! Você vai gostar muito, porque é um livro fácil de entender e trás aquela nostalgia gostosa da adolescência!
      Bjoxx

      Excluir
  7. Adorei a caba, assim como adoro romances adolescentes, ainda mais quando aborda assuntos importantes de forma tão leve e claro, como parece ser o caso deste livro. Não conhecia o livro, mas é uma ótima recomendação, que eu quero ler.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cams! Eu achei muito bom! Não tem nenhuma grande reviravolta ou drama, mas é divertido e claro em muitos sentidos, e te leva de volta aquele período tão saudoso!
      Bjoxx

      Excluir
  8. Olá!
    Lembro que quando vi esse livro, me apaixonei pela capa, que arte linda! E a sua resenha é a primeira que leio do livro. Gostei da premissa, assuntos importantes e pouco falado hoje nos livros, percebi que não focamos muito em romance e sim nos dramas familiares, gosto de livros assim e parece ser tratado com leveza, já está na lista de desejados, depois de conhecer mais, está na lista de próximas aquisições! Adorei a resenha!

    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tahis! Obrigada! Você acertou todos os pontos, não foca em romance, mas nos tratamentos das situações. Você vai gostar!
      Bjoxx

      Excluir
  9. Ai, amei sua resenha! Também recebemos essa belezinha da Planeta, mas quem leu e resenhou lá no blog foi uma colaboradora. Pela resenha dela e a sua, fica impossível não querer ler! Amei a forma como escreve as resenhas. Blog lindo, aliás. Seguindo! ❤
    Beijos,
    Sâm
    Blog Escrituras da Alma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sâmela! Obrigada! ♥ Esse livro foi uma surpresa gostosa! Leia, se puder1
      Bjoxx

      Excluir
  10. Oi, muito bom ver um livro voltado ao público jovem que trata de assuntos muito importantes, principalmente relacionamentos abusivos, algo que tanta gente fala, mas quando passa por um... não sabe identificar, pessoas como a própria Anne. Gostei muito da resenha e acho que a autora conseguiu tornar personagens reais a ponto de você até se identificar.

    www.porredelivros.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Aline, tudo bem?
    Gostei da história, raramente leio livros com protagonistas masculinos e acho que quase não tem tantos assim, normalmente é centrado em um casal/mulher. Enfim, gostei de ser focado na fase da vida em que tudo é confuso, ainda mais para ele que tem um monte de coisas acontecendo ao mesmo tempo. Parece ser doce e ao mesmo tempo intenso. Adorei a resenha e obrigada pela dica, beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi Aline! Tudo bem?
    Já li resenhas desse livro, cuja proposta eu acho extremamente interessante, mas não tão explorada quanto poderia ser por muitos autores que poderiam escrever sobre isso. Acredito que esse livro é muito importante para quem é adolescente e ainda está descobrindo esse mundo meio estranho que é a vida adulta, que eu mesmo ainda acho estranho mesmo perto de fazer 30 anos.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/

    ResponderExcluir