14 fevereiro 2018

Resenha: O Beijo do Sol – Lilian S.Batisdas

em 14 fevereiro 2018

17 comentários

Ela salta sobre o mundo e ninguém sabe seu nome, embora seja uma pessoa normal, das que usam camisetas velhas para dormir. Viajando, ela conhece o inigualável Templo dourado, os seres da natureza, o absoluto que chega na tragédia, os monges (monges que também são homens), os deuses das crianças órfãs, as visitas da morte e do amor, a fera no sexo da mulher nua. Floresta, praia, metrópole... Por qual espaço ela transita? Não é pela realidade das coisas – embora o seja – nem pelo mundo singular das personalidades – embora também o seja. É outro lugar: o centro do coração, o mais óbvio e perigoso reino a ser conquistado. Quem tem coragem para acompanhá-la?

*Livro recebido em parceria com a autora* 

Olá Leitores!!

Hoje trouxe pra vocês a resenha de um livro nacional que me chamou muita atenção desde que li a sinopse, afinal ele tem uma pegada bem zen, Indiana, e como nunca li nada do tipo estava super curiosa. 

O livro é dividido em duas partes, todas elas relacionadas com cores, e por mais que no começo você pense que isso não tem muito sentido, quanto mais lê o livro mais gosta da forma com que a autora diagramou essa obra, pois tudo faz sentido no final, tudo se mostra completamente inteligente e encantador. Essas divisões fazem também com que o livro seja dividido em "duas histórias", é meio complicado explicar sem entrar em detalhes, mas como disse tudo faz sentido no final. 

Na primeira parte conhecemos uma protagonista que passou uma infância complicada, com uma mãe que só se importava com a beleza e a riqueza de seu casamento, e que um dia perde tudo, levando a família novamente a miséria e a dificuldades extremamente mais complicadas.

Quando essa protagonista cresce e arruma um casamento tudo na sua vida parece errado, pois esse casamento não possui amor, é regado por consumismos e traições, o que leva seu casamento à ruína e a faz repensar em sua vida, de modo que ela tenta encontrar no Yoga um equilíbrio.


“Minha vida era fácil, não tinha um trabalho,nem era capaz de manter meu próprio sustento. A única circunstância que me trazia garantias era o fato de ter me divorciado de um homem generoso, que embora traído e desprezado enquanto estávamos casados, ainda mantinha uma incompreensível consideração por mim”.
Mas é quando ela ganha uma viagem de presente de seus amigos que seu mundo parece realmente mudar, decidida a conhecer melhor a Índia ela acaba trocando seu destino, e é lá que ela conheceria melhor templos budistas, aprenderia melhor sobre meditações e encontraria finalmente sua paz. 

Essa parte do livro foi a que mais me prendeu, é encantador acompanhar a viagem dessa protagonista, e vemos como podemos mudar quando encontramos o nosso equilíbrio, quando encontramos algum tipo de paz.

A autora trabalha muito bem a temática budista, é tudo bem explicadinho e faz com que o leitor tenha vontade de embarcar em uma jornada semelhante. Gostei muito também da pegada sobrenatural que há na história, deixando tudo ainda mais interessante e o leitor cheio de curiosidade para saber o que é realmente real.

“Aprendi a amar aquele universo, aquelas aventuras e aqueles seres maravilhosos mais que qualquer outra lembrança alojada na memória. Aprendi também que qualquer apego carrega consigo a implícita lição de que devemos nos libertar”.
Já na parte dois temos uma história paralela sobre a autora do livro “O Beijo do Sol”(onde a história se complica um pouco mais para ser compreendida), onde ela conta suas experiências ao escrever o livro, seu relacionamento de anos mal sucedido, sua viagem a Espanha que deu origem a história do livro e sua decisão de ir para Índia que também não aconteceu por conta do destino que envolve todo a história do livro.

Confesso que durante a leitura que por sinal é bem fluida, muita coisa parecia não fazer sentido algum, mas com um pouco de esforço consegui encaixar bem esse quebra-cabeças e achei a história muito interessante. 

A história é muito enigmática, ás vezes ficava com a sensação que a história estava perdendo o rumo, mas como disse no começo dessa resenha, quando você chega ao final dessa leitura, os personagens, lugares, frases soltas fazem sentido de uma hora para outra e foi muito bonito o desfecho, mesmo sendo muito difícil montar o quebra-cabeça, mas vale a pena o esforço.

O livro esta lindo, uma capa que reflete bem o clima da história com início de capítulo com desenhos de mandalas bem estilo indiano. Gostei muito dessa história, se você procura um livro leve, cheio de mensagens lindas essa é uma leitura mais do que indicada. 



17 comentários:

  1. Tá vou confessar que quando comecei a ler achei tri confuso e uma viagem, mas tua resenha mostrou um outro lado. Uma leitura alternativa com um pegada zen e pelo jeito filosófica tem tudo pra ser uma baita experiência. Nunca li nada do tipo mas me conforto saber que essa "bagunça literária" se ajusta no final fazendo sentido. Gostei!! Agora torço pra ser sorteada

    ResponderExcluir
  2. Bom... essa capa está linda já me chamou a atenção antes, mas a sinopse não me atraiu. Se for como você está dizendo aqui é um livro que vale a pena da uma chance.

    ResponderExcluir
  3. Amei a resenha. Esse ja foi pra lista!

    ResponderExcluir
  4. Capa linda, me chamou bastante atenção, resenha maravilhosa, espero ter a oportunidade de ler o livro!

    ResponderExcluir
  5. Só espero realmente montar esse quebra cabeças, que só pela sinopse já nos deixa confusos. Não gosto muito de complicações, mas se tudo se resolveu no final, não tenho o que reclamar ^^

    ResponderExcluir
  6. Além da capa linda 😍 eu fiqei mto interessada em ler o livro pois fala da temática budista que sou mto curiosa de conhecer um pouco mais 😊😉

    ResponderExcluir
  7. Além da capa linda 😍 eu fiqei mto interessada em ler o livro pois fala da temática budista que sou mto curiosa de conhecer um pouco mais 😊😉

    ResponderExcluir
  8. Andreia Bender17/02/2018 12:09

    O livro deve ser incrível ja estou encantada pela resenha ,uma mulher a vai da riqueza à pobreza ,viagem a Índia com temática budista ,impossível não ser incrível

    ResponderExcluir
  9. Amei a resenha! Não vejo a hora de ler :)

    ResponderExcluir
  10. Amo livros que aborda culturais diferentes. Vai para a minha lista de livros desse ano.

    ResponderExcluir
  11. Só de ver uma capa maravilhosa dessa já dá vontade de ler. ♡♡ Adorei a sinopse do Beijo do sol,o livro e cheio de aventuras e conhecimentos.
    Já quero ����

    ResponderExcluir
  12. Só de ver uma capa maravilhosa dessa já dá vontade de ler. ♡♡ Adorei a sinopse do Beijo do sol,o livro e cheio de aventuras e conhecimentos.
    Já quero ����

    ResponderExcluir
  13. A capa do livro já é linda, daquelas que você olha e já dá vontade de ler. A resenha completou. Muito bom, gostei! Foi pra lista!

    ResponderExcluir
  14. Eu li este livro maravilhoso. É bárbaro! Quando você acha que vai para um rumo, muda tudo, te surpreende ! Sim, tudo se encaixa num final cheio de luz ! Lindo !

    ResponderExcluir
  15. Ótima resenha! O livro mostra - e prova! - que, parafraseando uma música do Gilberto Gil, "o melhor lugar do mundo é aqui e agora"! Emocionante demais!

    ResponderExcluir

TOPO