03 janeiro 2018

Resenha: Sementes de Outono - Blair F. Carvalho

em 03 janeiro 2018

1 comentário

Depois de completar um curso teórico em busca de seu brevê de piloto de avião, Laurent se viu envolto em um grave acidente, ocorrido em seu primeiro voo prático. Esse infortúnio o levou a meses de internação e outros tantos na recuperação de sua memória. Como num passe de mágica, ao sair pela última vez do prédio de seu analista, se defrontou com uma colega do Ensino Médio, Glória — na verdade, uma paixão platônica que ele escondera dentro de si a sete chaves. Coisa parecida também ela guardava somente para si, o que os levou a se interessarem profundamente um pelo outro. Desse encontro nasceu um grande amor que, embora fervoroso, foi bruscamente interrompido durante quase dois anos. Quando, enfim, se possibilitou o rompimento das amarras, o primeiro obstáculo se efetivou, iniciando uma busca infindável por mais de dois outros anos pelo paradeiro de Laurent. Mas, quando tudo começa a ficar indefinido, o destino conspira, aumentando as possibilidades de um desfecho inimaginável para ele.


* Livro recebido em parceria com a Editora* 
Olá Leitores!

Blair é um autor nacional de Minas Gerais, que conheci lendo esse livro. Esse romance se passa por volta da década de 60/70 no Brasil, onde os romances aconteciam bem diferentes dos tempos de hoje, onde ainda se havia cortejos e pudores.

Laurent, tinha um sonho de ser piloto de avião, mas com um grave acidente em suas aulas práticas decidiu abandonar o sonho e voltar a advogar. Ele passou por um longo processo de reabilitação com fisioterapias, fonoaudióloga e terapia pois teve uma perda de memória com as contusões devido ao traumatismo craniano. Durante a terapia conhece Marcelo, seu médico psiquiatra e irmão do seu primeiro amor, Glória.

Glória era o amor platônico de Laurent em época de colégio, e o reencontro faz com que os dois sintam o clima de que um relacionamento pode se dar inicio. Laurent não deixará passar a oportunidade dessa vez, e esta determinado a conquistar a mulher que sempre fez seu coração bater mais forte.

“Custasse o que fosse , seus planos seriam lutar até conseguir conquistar glória em definitivo. Dessa vez o amor veio mais rigoroso e com profundas raízes”.

Este relacionamento vem com muita força, mas Glória tem outros planos de vida então parte para Londres afim de terminar sua graduação e ser uma mulher independente, coisa nada comum para época onde mulheres apenas se casavam e viravam donas do lar e mães de vários filhos. Ela tinha foco em ser uma mulher a frente de sua época.

"Usando do livre arbitrio podemos, inesperada e impensadamente influenciar o curso de nossas vidas e modificá-lo de forma radical. "
Ao chegar em Londres Glória recebeu uma notícia ao qual deveria tomar uma decisão rápida. Não teve empatia ao colocar em jogo a vida das pessoas que a amavam, seus pais, seu irmão Marcelo e o amor de sua vida Laurent. Ela não foi inteligente em suas escolhas, e gerou grande desconforto e muito sofrimento para si mesma e para todos que a rodeiam, deixando a trama bem aflitiva.

Confesso que durante a leitura aconteceu de eu precisar parar por várias vezes porque me senti revoltada com as decisões de Glória, e as 191 páginas do livro que poderia ler muito rapidamente, fizeram durar 2 a 3 dias para terminar.

Fiquei pensando nessa proposta do autor de focar muito em um tema muito verdadeiro, que as decisões de hoje afetam nossas vidas amanhã e se tomamos uma má decisão podemos mudar toda nossa história de vida.



"A cada decisão, cada piscar de olhos, cada sim ou não, você estará definindo seus próximos passos e como consequência, seu caminho para o futuro. "
A leitura é muito rápida, tudo acontece com muita velocidade porque o livro é bem curto e as situações pareciam ter soluções simultâneas dando a impressão que a história decorreu em semanas e não em anos, como mostrado pela divisão com as três fases de vida do casal. Além dessas situações extremamente previsíveis e um pouco forçadas fiquei bem irritada com Gloria e acho que todos os personagens secundários não souberam lidar ou até mesmo aconselhar de forma contundente para que ninguém sofresse com as decisões dela.

Laurent por sua vez sofreu durante anos e ao final simplesmente aceitou de forma natural e feliz deixando a trama sem nenhuma emoção, acho que o autor perdeu uma grande oportunidade de desenvolver melhor os sentimentos do personagem, para que mostrasse de forma mais real que as aflições não são tão simples de se resolver, deixam marcas que talvez nunca se curem.

A história tem um pano de fundo muito bom, mas não foi bem construído, deixando várias situações previsíveis, forçadas e em geral bem irreal, e mesmo com uma possível mensagem bacana eu não consegui gostar do livro, com algumas modificações e mais páginas com certeza seria um ótimo livro. 


Um comentário:

  1. Oi Keyla, eu estava achando que esse livro ia ser um romance mais maduro, mas pelo jeito me enganei completamente.
    É horrível quando os personagens tem atitudes loucas e completamente fora do que esperamos (e que faz sentido).
    Parabéns pela sinceridade da resenha, infelizmente não tenho vontade de lê-lo

    ResponderExcluir

TOPO