12 dezembro 2017

Resenha: Without Merit - Colleen Hoover

em 12 dezembro 2017

15 comentários

"Nem todo erro merece uma consequência. Alguns só merecem o perdão.”
A família Voss é tudo, menos normal. Eles vivem em uma igreja reformada, recentemente batizada de Dollar Voss. A mãe, uma vez doente de câncer, vive no porão, o pai é casado com uma das enfermeiras da mãe, o pequeno meio-irmão não é autorizado a comer ou fazer algo divertido, e os irmãos mais velhos são irritantemente perfeitos. E então, há Merit.
Merit Voss coleciona troféus que não ganhou e segredos que sua família a obriga a guardar. Enquanto procura por seu próximo troféu na loja de antiguidades, ela encontra Sagan. Sua perspicácia e idealismo desarmam e produzem nela centelhas de uma vida renovada – até descobrir que ele está completamente indisponível. Ela escapa profundamente para dentro de si mesma, observando sua família pelos cantos, quando ela descobre um segredo que nenhum troféu no mundo poderá consertar.
Cansada de mentiras, Merit decide acabar com a ilusão da família feliz, a qual ela nunca fez parte, antes de deixá-los de uma vez por todas. Quando seu plano de fuga falha, Merit é obrigada a tolerar surpreendentes consequências por dizer a verdade, perder o único garoto que ela ama. Emocionante e poderoso, “Without Merit” explora a série de mentiras que unem uma família e o poder do amor e da verdade.
Este livro é dedicado a Cale Hoover. Porque sou sua mãe e porque te amo, eu às vezes tenho um impulso irresistível de envolvê-lo em uma bolha e protegê-lo do mundo. Mas também tenho um impulso irresistível de envolver o mundo em uma bolha para mantê-lo protegido de você. Porque algum dia, você vai acabar deixando-o de cabeça para baixo.
Eu mal posso esperar por isso.


*E-book de acervo pessoal da blogueira*                      

"De fora, ninguém seria capaz de determinar que nossa família de sete pessoas inclui um ateu, uma destruidora de lares, uma ex-mulher que sofre de um grave caso de agorafobia e uma adolescente cuja estranha obsessão beira a necrofilia. Ninguém de dentro da casa seria capaz de determinar isso também. Nesta família, somos bons em guardar segredos. "
Sempre acho extremamente difícil resenhar um livro da Colleen, Gostando ou não da história é impossível negar que ela sabe escrever, que ela escreve o que dá na telha e que suas histórias sempre vão mexer com o leitor de alguma maneira.

Quando Without Merit foi lançado eu fiquei bem curiosa pra ler por todas quotes impactantes que a autora soltava nas redes sociais, mas depois da Raquel do Malucas por Romances ter lido e falado que não era um dos melhores livros dela confesso que minha bola baixou um pouco, e acredito que por estar sem altas expectativas o livro tenha me conquistado bem mais do que a Raquel, ainda que eu tenha notado alguns pontos que necessitavam de uma melhora.

Bom, essa resenha tem que começar com o seguinte aviso: esqueçam o estilo de escrita da Colleen, apesar de esse livro ser um pouco mais juvenil ~seguindo um padrão de Um Caso Perdido ou Métrica~ ele não pode ser comparado com nenhum outro da autora. Ele tem seu ritmo bem diferente, sua linha de escrita bem diferente, mais personagens... Mas ainda assim vemos que foi escrito pela nossa autora diva, pois contém um tema bem forte e que impacta profundamente quem passa por isso.

Merit é uma jovem que se vê excluída da família, principalmente por guardar tantos segredos obscuros de cada um. Ela se sente invisível, sente que ninguém repara nela ou se preocupa de verdade em saber se ela está bem ou precisa de algo, quando ela encontra Sagan em uma loja de antiguidades ela sente pela primeira vez na vida a esperança de tudo mudar, tudo melhorar, até descobrir que ele a confundiu com a sua irmã gêmea, Honror, e que não está nem um pouco disponível. A partir daí tudo fica mais complicado, sua vontade de viver e se relacionar fica ainda menor, e ela para de ir as aulas, para de falar, para de se importar...

"Não houve um único incidente catastrófico ou uma situação embaraçosa que tenha influenciado minha decisão. Só um monte de pequenas coisas que continuaram se acumulando até ficarem muito difíceis de ignorar."
Without Merit é um livro que aborda profundamente a depressão e como os dramas dos pais podem interferir na vida dos filhos profundamente. Merit é uma garota que pode ser interpretada como sozinha no começo, que se isola por contra própria e não interage com os irmãos, mas a maneira que vamos conhecendo sua história e seus segredos vemos o quando ela está deprimida, o quanto precisa de ajuda e ninguém repara em seus sinais porque cada um está preocupado demais com seus próprios problemas.

A autora insere diversos personagens nessa história, temos os dois irmãos da Merit, Sagan, seu pai, sua madrasta, sua mãe, o irmão da sua madrasta, e aborda superficialmente cada um deles. Acredito que isso é que tenha afastado um pouco os leitores de gostar da história, afinal estamos acostumados em seus livros s focar somente no casal, a ter somente esses dramas para lidar, e aqui como há muitos a autora não trabalha com profundidade cada um deles. Mas, eu entendi um pouco o objetivo da autora, ela quis mostrar para os leitores que ás vezes as pessoas a nossa volta estão tão perdidas em seus próprios segredos que esquecem de olhar ao redor, de reparar em quanto as pessoas á sua volta também estão infelizes. De maneira geral Colleen mostra que a vida de ninguém é perfeita, e que ás vezes só conseguimos seguir olhar ao redor quando os segredos são revelados e você é forçado a reparar, é forçado a tomar uma atitude, quando literalmente uma bomba explode na sua cara, só que ás vezes isso pode ser tarde demais.

"Muitas pessoas sonham em viver em uma casa com uma cerca branca, poucos sabem, que não existe uma família perfeita e não importa quão branca seja a cerca."
Outro ponto muito importante pra mim foi como a autora mostrou que depressão é uma doença séria, é grave e é preciso ajuda médica para conseguir se curar. Não adianta tapar o sol com uma peneira, por um curativo temporário na doença, pois quando esse momento de alegria passar tudo pode ficar imensamente pior. Adorei ela não ter usado o Sagan para 'curar' a depressão da Merit, como diversas outras autoras teriam feito, esse foi o ponto final que me fez gostar da história, pois o amor não cura doenças sérias como a depressão, é preciso ajuda médica para quem sofre disso, é preciso apoio da família e é claro comprometimento do paciente com a sua cura.

Por fim chega de falar porque não quero estragar nenhuma surpresa pra vocês. Without Merit com certeza é um bom livro, mas bem diferente de tudo que a autora já escreveu, e sinceramente não consideraria o melhor dela. Mas ele toca em um tema muito sério, muito importante e a autora consegue abordá-lo com maestria sem cair em clichês ou dar 'conselhos' errados sobre a doença. É um livro que vai mexer com o leitor caso ele se identifique com essa família tão problemática e com os sentimentos de Merit, eu acabei ficando em uma ressaca literária imensa durante a semana e também me sentindo um pouco mal depois ~o livro ativou alguns gatilhos emocionais em mim~ mas o recomendo muito, pois apesar de forte ele tem um tema necessário, e muito bem escrito pela autora.

Espero que mais personagens da família Voss tenham seu livro em breve, apesar de a autora não gostar muito de escrever isso né? rsrsr

"Irrita-me quando as pessoas tentam convencer outras pessoas de que sua raiva ou estresse não se justifica se alguém no mundo está em uma situação pior do que eles. É besteira. Suas emoções e reações são válias, Merit. Não deixe que ninguém lhe diga algo diferente. Você é a única a senti-las."


15 comentários:

  1. Oi, Sabrina!
    Gosto bastante dos livro da CoHo, pena que não li tantos quanto gostaria.
    A leitura desse parece incrível! Quando bate uma ressaca tenho até medo, mas fico muito curiosa para ler. rsrs... Quando será que vai ter ele no Brasil??
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?

    Colleen Hoover é vida. Eu amo demais os livros dessa mulher. Desde que comecei a ler, eu não consigo mais para de comprar os livros dela. Como eu sou péssima no inglês, vou esperar esse livro ser publicado aqui. Mas já tinha ouvido alguns comentários sobre esse obra, e fiquei com mais vontade ainda de conhecer.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li nada da Colleen, mas as resenhas que leio já mexem comigo. Gosto desta carga dramática que o livro aparenta ter. Quero conferir a escrita dela o mais breve possível e esse livro sem dúvida é uma boa pedida.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Sabrina!

    Tudo bem? Colleen Hoover maravilhosa <3 só li cinco livros dela (o sexto tá aqui pra ler!), mas sério, amo essa mulher. Mestre em me fazer chorar como ninguém! Eu não li a sua sinopse do livro porque quando quero muito ler algo eu simplesmente não costumo ler sinopses, gosto de pegar meio que as cegas.

    Bom, eu acabei descobrindo que o livro fala de depressão e sério, Colleen é maravilhosa e se tem alguém que pode abordar o tema sem romantizar ou glamorizar é ela. Uma das minhas próximas leituras (amém!) deve ser O Lado Feio do Amor e quero em breve comprar os outros livros dela pra ficar em dia com as suas obras.

    Tenho certeza de que assim como você vou ficar com uma baita ressaca literária depois que finalmente ler Without Merit!

    Beijinhos - Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  5. Este é um livro que eu vou anotar para ler com certeza porque este tema me afeta diretamente e principalmente pela questão da depressão e como os pais influenciam em diversos fatores. Sua resenha ficou perfeita.

    ResponderExcluir
  6. Oier, tudo bom?
    Cara, que livro incrível! Uma narrativa bem diferente do que estou acostumada, e as quotes são muito boas, adorei a da cerca. Com certeza daria uma chance pois mesmo não tendo lido nada da autora -ainda-, só ouço elogios. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Sabrina! Ainda não li livros da autora - apesar de ter alguns aqui comigo. Gostei da premissa desse livro, parece ser muito diferente do que vemos por aí em termos de drama e romance. Vou deixar como dica de leitura.
    Bjs!
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  8. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA, oi.

    Estou louca por esse livro e a sua resenha me deixou muito mais empolgada. Como vou esquecer tudo o que conheço da CoHo para ler esse livro? Socorro. Acho que vou gostar muito, apesar de preferir a pega mais new adult da autora, acredito que esse livro mais me surpreender, ainda mais por ser bem diferente do que estou acostumada com ela.

    Enfim, espero gostar também. Vou adquirir em inglês mesmo, porque necessito para ontem. Haha.

    beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oiii tudo bem??

    É importante sim mostrar que depressão é coisa seria, as pessoas acabam deixando passar como se não fosse nada, e livros com temas assim ajudam.
    Os últimos livros da autora tem sido exatamente falar sobre temas assim, acredito que isso tenha mudado um pouco seu estilo de escrita. Gosto do que ela escreve e espero ler esse em breve.
    Adorei a resenha
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  10. Sabrina, vem aqui me abraçar porque eu acho difícil também falar sobre os livros da CoHo. Amo a escrita dela, mesmo que não odeio os protagonistas e te entendo nessa questão. Já estou com este livro aqui e espero gostar.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Hey!

    Eu não conhecia a obra nem a autora, particularmente, no início, eu achei que não iria gostar, mas depois de ver que ele falava sobre depressão de uma forma diferente da habitual na literatura, acabei ficando interessada em conhecer. Dica anotada.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Oiee!
    Eu ainda não li CoHo, pretendo mudar isso agora em 2018. Sua resenha está maravilhosa e faz a gente se sentir bem dentro da história.
    Beijos
    www.manuscritoliterario.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Eu sou apaixonada pela CoHo, mas por algum motivo eu não tenho a mínima vontade de conhecer essa obra dela. Talvez eu mude de ideia, não sei, mas até agora não me interessa nada. Mas eu estou realmente feliz que você gostou a obra, a sua resenha está incrível 💜

    Um beijo

    ResponderExcluir
  14. Uau, se não pode ser comparado a nenhum outro da autora, já estou baixando as expectativas. Mas com certeza vou conferir esse enredo porque quero verificar essa forma de escrita diferente que Colleen optou.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oláaaaaa!!!
    Eu adoro a Colleen, ela é aquele tipo de autor que eu leio até a lista de mercado se bobear hahah
    Mas infelizmente, esse livro acredito que eu não poderei ler por causa da temática. Tive a recomendação de me afastar de determinados temas e esse é um deles, inclusive quando vc disse que ficou mal quando terminou o livro me deu aquela dorzinha no coração sabe?
    Vamos ver, talvez eu leia assim mesmo, não sei haha

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir

TOPO