Resenha: Viva a Vagina - Nina Brochmann & Ellen Stokken

15 comentários

Você pensou que conhecia seu corpo? Pense de novo! Viva a vagina explica tudo o que você sempre quis saber sobre a vagina, mas não ousou perguntar. Aprenda a verdade sobre orgasmos femininos, a dança dos hormônios menstruais e o que exatamente é a vulva. Este livro também oferece explicações detalhadas para finalmente entender como os diferentes tipos de contraceptivos funcionam no corpo, como é uma vulva “normal” e se o uso de meias pode mudar sua vida sexual. As estudantes de medicina e educadoras sexuais Nina Brochmann e Ellen Støkken Dahl utilizam os conhecimentos médicos para oferecer informações confiáveis e desmistificar o órgão sexual feminino. Com uma abordagem direta e bem humorada, é uma leitura obrigatória para mulheres (e homens!) de todas as idades.


*Livro recebido em parceria com editora* 

Vagina.
Órgão sexual feminino.
Frequentemente considerada o segundo sexo.
Que trás ao mundo toda vida humana.
Um verdadeiro tabu, ensinando as mulheres desde pequenas a não tocar, não falar, não perguntar sobre.
Considerado objeto de vergonha por muitas.
Em pleno século XXI objeto de pouca discussão e muitos mitos.

"A diferença é que o ser humano é a única espécie que tem vergonha de fazer sexo... Essa mania de segredo faz com que o sexo sempre tenha sido cercado pela insegurança. "
Sabe quando você termina um livro e tudo que queria era que mais pessoas tivesse acesso, que mais mulheres podessem ler e entender como seu corpo funciona ao invés de sair acreditando em tudo que se lê no Facebook? Pois é, esse livro é assim.

O livro aborda tantos temas importantes que é difícil eu vir aqui e tentar falar de todos pra vocês com a mesma profundidade que ele aborda, sinceramente acho que nem conseguiria. Entre alguns super importantes e que são absurdamente necessários serem mais divulgados e esclarecidos são o sexo (desde a parte física até ao sexo psicológico, genético até assuntos como orgasmo, hímen), contraceptivos (abordando também a gravidez e aborto) e é claro doenças (desde distúrbios vaginais, câncer, infecção urinária, endometriose e micoses)

Esse livro é escrito por duas médicas (ainda em formação) que decidiram criar um 'guia' sobre a vagina mais didático, porque até mesmo em cursos o assunto é abordado de forma muito vaga e os livros são extremamente didáticos deixando todos entediados. Com uma abordagem mais fluida é possível que mais pessoas adquiram o interesse no assunto, que mais mulheres passem a se informar melhor sobre seu corpo e procurem ajuda correta quando for necessário ~ao invés de recorrer ao deus Google ou ao tio Mark zuckerberg.

"Escrevemos este livro para todas aquelas que se sentem inseguras e querem saber se funcionam do jeito certo, se sentem a coisa certa. Torcemos para que o livro possa dar a vocês a segurança de que necessitam. Também escrevemos para aquelas que se sentem satisfeitas e orgulhosas, mas querem aprender mais sobre essa coisa incrível que têm entre as pernas. É um assunto interessante, e acreditamos que a chave para a boa saúde sexual é o conhecimento sobre como o corpo funciona "
O livro consegue mesclar humor e ensinamentos nas mais de 300 páginas, é realmente como um guia sobre o assunto que serve para as meninas que estão iniciando sua vida sexual até para as mais experientes para desmistificar todas aquelas neuras que aprendemos com nossas mães/ avós e nas redes sociais. Então, vou sintetizar essa resenha em três tópicos que eu achei super importantes neste livro. 

SEXO

Com certeza é um dos temas mais bem abordados do livro, iniciando com uma aulinha básica de como se forma um bebê (esqueça aqueles vídeos dos espermatozoides correndo igual loucos e encontrando o óvulo sem segundos - na verdade eles levam cerca de 7 HORAS para chegar no útero, e esperam pacientemente o óvulo chegar até eles ~nosso óvulo é uma diva e só chega quando quer, não tem que correr pra ninguém hahahah) até as variações genéticas na formação do sexo do bebê (parte a qual deveria ser mais difundida nas escolas, para todos aprenderem desde cedo que a criança não possui um sexo até a sexta semana, até esse ponto ambos possuem a mesma estrutura sexual ~até porque anatomicamente a vagina não é assim tão diferente de um pênis). Entendendo tal formação você consegue compreender como é fácil ocorrer uma variação nos genes de modo a nascer uma criança com o sexo físico diferente do psicológico, levando a grande "prova" que homossexualidade não é uma doença, não se escolhe ser, você nasce assim e ponto final.

"Dá pra perceber que precisamos falar sobre o hímen, essa coisa mítica na abertura vaginal que ainda pode custar a honra ou até a vida às mulheres em função de tradições antiquadas e falta de informação. É incrível que haja diferença entre mulheres e homens nesse sentido. Que algo tão positivo e bonito como o sexo possa significar a ruína para nós e não ter consequência nenhuma para eles. Quando levamos em consideração que a ideia do hímen e o sangramento a ele associado é baseada em mitos, a coisa fica ainda mais ridícula. "
Nessa parte também aprendemos sobre a nossa anatomia (o tal do ponto G, sobre o hímen, clitóris...) sobre relações sexuais e sobre como Freud foi um infeliz ao propagar a ideia de que o orgasmo clitoriano era errado e que uma mulher que se preze tinha que dar ao parceiro um orgasmo vaginal, o qual é bem raro viu pessoas, não acreditem nessas protagonistas loucas dos livros que gozam loucamente duzentas vezes em uma noite. As autoras nos enganam hahahaha

Aliás, esse é um ponto bem interessante de comentar nessa resenha, como leitora de muitos romances eróticos eu já vi de tudo nas cenas de sexo, e sempre bate aquela dúvida se aquilo é possível, se você é normal por não ser assim e tals. E lendo esse livro eu pude aprender que 90% do que a gente lê é ficção, você acaba dando ótimas gargalhas quando lembra de uma cena de um livro hot em que a autora cita tal coisa que é desmentida nesse livro. É sempre bom lembrar: não se desespere se seu relacionamento não é perfeito igual ao dos livros, se o sexo não é tão louco quanto ou se você não goza loucamente igual as mocinhas virgens dos romances. FICÇÃO. Hahahaha

"A gravidez representa um divisor de águas na vida das mulheres. Podemos passar de temê-la e nos esforçar para evitá-la a desejar que se realize o quanto antes. É a melhor e a pior coisa que pode nos acontecer, dependendo do momento em que estamos na vida e de com quem estamos. Portanto pode parecer estranho escrever uma seção sobre gravidez que seja destinada a todas, mas na verdade é bem simples. O conhecimento sobre como engravidamos é o melhor remédio tanto para quem quer prevenir a gravidez quanto para quem quer ter um filho. "
CONTRACEPTIVOS 

Essa é a parte que com certeza chamou mais a minha atenção, pois eu pude perceber que era extremamente leiga no assunto e pude aprender muito sobre gravidez, aborto e é claro os métodos contraceptivos.

Uma das coisa que nós mulheres sempre ouvimos é como os anticoncepcionais hormonais são um veneno pro corpo, enchem seu corpo de hormônios artificiais, matam muitas mulheres por ano, trazem imensos problemas pra nossa saúde e que é bem melhor não tomar essa porcaria. Bem queridas leitoras, isso é tudo mentira.

As autoras dedicaram muito estudo em cima de tal tema, e tudo tem ali sua referência bibliográfica a cada dado citado, elas explicam detalhadamente como cada método funciona e ainda tem uma tabela com todos os dados para você escolher - JUNTO A UM MÉDICO- qual é a melhor opção para seu caso.

Mas resumindo a ópera, os anticoncepcionais hormonais possuem um hormônio chamado PROGESTINA, que nada mais é do que a progesterona sintética, o hormônio responsável pela gravidez. A que contém no contraceptivo simula para seu cérebro uma gravidez, impedindo seu corpo de ovular e assim de engravidar/menstruar.

Quando você entende como eles funcionam é fácil entender que os efeitos colaterais nada são do que os 'sintomas' de uma gravidez em muito menor escala, como retenção de líquidos, alteração no humor, inchaço nas pernas, manchas na pele, dor de cabeça... 



"É importante pra nós abrandar o alarmismo que tem se difundido. A mídia às vezes dá a impressão de que não conhecemos os efeitos colaterais associados aos contraceptivos hormonais, como se jogássemos roleta-russa com a saúde das jovens. Esse não é o caso. Você pode ter certeza de que a caixinha de comprimidos que você compra na farmácia contém um dos medicamentos mais estudados do mundo. "
E por falar em efeitos colaterais, há uma parte gigante sobre isso no livro, afinal o que mais tem na internet são artigos falsos ou completamente sensacionalistas sobre como é prejudicial usar tais métodos, como se as indústrias farmacêuticas e os médicos estivessem escondendo de nós a verdade. Pois bem, acreditem que eles nos falam tudo que precisamos saber, e que não é porque existe um risco maior para as usuárias que aquilo realmente vai acontecer com você, como é o caso da trombose, por exemplo. 

Eu sempre fiquei meio neurótica com isso, já vi fotos de meninas que perderam dedos, pés, mão, e associaram isso a tomar a pílula anticoncepcional, porém ao ler esse livro aprendi que há opções para quem tem risco de trombose na família ou está acima do peso, e também que esse risco é muito pequeno mesmo (0,0005% a 0,001% - entre 50 a 100 mulheres em 100 mil), sendo que é muito mais perigoso ter trombose na gravidez do que tomando um remédio para evitá-la.

"Em outras palavras, a chance de ter trombose é maior se você ficar grávida sem querer do que se usar a pílula. O aumento hormonal natural do corpo associado à gravidez é muito mais intenso que aquele a que nos submetemos para impedi-la. Esse é um dos motivos mais importantes pelos quais se aceita o risco ligeiramente aumentado de trombose com o uso da pílula. É muito mais perigoso engravidar. "



Essa parte do livro sinceramente é algo que deveria ser conversado mais abertamente com as mulheres, principalmente hoje em dia que temos tanta informações circulando por aí. Ás vezes uma garota deixa de se prevenir com medo dos efeitos colaterais de tal contraceptivo, mas acaba engravidando e tendo sua saúde mais prejudicada por isso, fora o peso de ter que lidar com uma gravidez indesejada, que dependendo da condição que a mulher está naquele momento pode ser um problema, e como no nosso país é muito mais importante amaciar o ego das religiões que veem o aborto como algo hediondo do que salvar a vida de uma mulher, prevenir deveria ser sempre a primeira opção.

"Deveria ser escola da mulher assumir ou não esses encargos, já que recaem sobre ela em tão grande medida. Não existe qualquer outra área política em que achamos tudo bem impor a um cidadão um custo pessoal tão alto para satisfazer as normas morais da sociedade como fazemos ao impor a uma mulher a gestação de uma criança contra sua vontade. "
Foi muito importante para eu saber mais sobre o Aborto nesse livro também, se você sempre teve curiosidade de saber como são feitos (spoiler, não tem nada de pequenos bebês saindo de você pela descarga do vaso), quais países são legalizados e principalmente as implicâncias da proibição de tal ato. É um capítulo curto, porém muito esclarecedor, espero que um dia nosso país consiga ver a importância de tal prática e perceber que em países onde este é legalizado há um menor índice da prática e assim menos crianças em orfanatos, nas ruas, menos mães praticando abortos clandestinos e morrendo por isso....

"A cada ano, 20 milhões de mulheres se veem obrigadas a realizar abortos inseguros, o que representa quase uma gravidez em cada dez em nível mundial. Entre essas mulheres, 50 mil morrem absolutamente sem necessidade, e 6,9 milhões precisam ser tratadas pelos serviços de saúde em função de complicações após abortos perigosos. O acesso ao aborto seguro teria preservado sua vida. Em outras palavras, o aborto legal e seguro é essencial para garantir a saúde da mulher. A proibição do aborto não salva crianças - só prejudica mulheres desesperadas."
PROBLEMAS NAS PARTES ÍNTIMAS

Pra fechar o livro temos um capítulo extremamente informativo sobre doenças, distúrbios, infecções, bactérias.... Em fim, todos os problemas que atingem a vagina e que não são tão difundidos por aí (afinal é mais assustador mostrar a jovens imagens bizarras de DST's do que falar sobre câncer do colo do útero, endometriose, aborto espontâneo, síndrome do ovário policístico, e micoses) e que atingem várias mulheres em várias idades diferentes, e que são extremamente mais comuns que as imagens bizarras que vemos nas escolas. 

As autoras não poupam informações, e com uma linguagem bem fluída e clara você consegue entender claramente o que é cada problema, como identificar os sintomas para procurar ajuda médica quando algo estranho estiver acontecendo com você e como algumas possuem fácil tratamento quando descobertas cedo. Como disse são informações que não são tão passadas para as mulheres - nem mesmo pelos médicos que frequentamos - e que talvez se fossem tais doenças ocorreriam com menos frequência, ou pudessem ser identificadas logo cedo salvando/ melhorando várias vidas.

"Está na hora de falar mais alto sobre nossos sofrimentos. Só assim podemos garantir que as pessoas recebam a ajuda necessária. Será que assim a pesquisa na área das doenças femininas também passará a receber mais recursos, contribuindo para a descoberta de bons tratamentos no futuro? A esperança é a última que morre. "
Enfim, falei demais nessa resenha, mas ainda assim não cheguei nem perto de falar pra vocês o quanto esse livro é importante. Não é um livro para se ler em uma tacada, alguns assuntos são um pouco mais demorados e vale a pena ler com calma para entender cada página, cada informação e reproduzi-las da maneira correta, absorver a verdade e desacreditar os mitos que aprendemos através de gerações. Conhecimento é tudo nessa vida, e quanto mais mulheres conhecerem seu corpo melhor será a qualidade de vida que teremos, quanto mais tais assuntos forem difundidos menos será a pressão social em cima da virgindade (esqueça aquela balela sobre hímen e sangrar na primeira vez) e menos mulheres sofrerão com mutilações e castigos por causa de tais assuntos.

Se um dia tiverem a oportunidade de ler esse livro, leiam! Vocês não vão se arrepender. E lembrem-se que sempre que tiverem uma dúvida sobre algum assunto sobre seu corpo procurem um médico, pois cada mulher é diferente da outra, às vezes o que aconteceu com sua amiga não tem nada a ver com o que você está passando, e o Google na maioria das vezes não é uma fonte confiável de informações sobre questões como a saúde, ainda mais sendo algo tão importante quanto nossa vagina.

Ps: Não tomem os dados ou informações desta resenha como verdade absoluta, posso ter me enganado ou comentado alguma coisa de maneira levemente diferente pela interpretação. 




15 comentários

  1. Oiee Sabrina ^^
    Essa é a segunda resenha desse livro que eu leio hoje, e eu não poderia estar mais curiosa para lê-lo! É uma pena que pouca gente se interesse em conhecer o próprio corpo, né? Eu estou louca para ler esse livro e poder conhecer todas as partes dele mencionadas na resenha, mas eu estou mais louca ainda para gostar da obra e sair indicando...haha'
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dhry!
      Realmente é muito triste que em pleno século XXI com tanta tecnologia e informações que temos muitas mulheres ainda não conheçam seu corpo e achem esse assunto um tabu imenso.
      Espero que tenha oportunidade de ler e indicar para outras mulheres, precisamos espalhar essa palavra kkkkk

      Excluir

  2. Olá! Sobre o primeiro quote eu discordo totalmente! A verdade é que as pessoas têm vergonha de falar sobre sexo e não de fazer.
    Mas, enfim... Sei bem como é esse sentimento de terminar um livro e desejar que todo mundo no mundo inteiro pudesse ler sobre ele. rsrs
    Esse livro é sim muito importante! Ainda existem muitas mulheres que não conseguem sentir prazer no sexo, que nãos e tocam, que não tiveram um orgasmo, que não sabem se proteger, que vivem iludidas com essas relações sexuais narradas nos romances e taus...
    Adorei saber sobre ele e certamente anotei a dica!
    Grata pela sugestão!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A primeira quote é mais no sentido que escondemos muito os aspectos sobre as relações sexuais sabe, porque animais fazem isso o tempo todo e não tem vergonha, já a raça humana não só tem vergonha que quanto mais escondido e puritano puder fazer isso melhor (salvo alguns casos hahaha).

      Mas realmente todo seu comentário é verdade, há muitas mulheres que precisam desse livro, precisam aprender mais sobre seu corpo não só para ter mais prazer, mas para saberem que são normais, que possuem relacionamentos normais, que não são seres que devem esconder tudo sobre sua sexualidade porque mulheres tem que ser 'discretas'.

      Espero que esse livro um dia alcance um público feminino maior.

      Excluir
  3. Oi, Sabrina

    Eu acho excelente a proposta desse livro. Em pleno 2017, quase 2018, e muita gente ainda trata a vagina e a sexualidade feminina como um tabu. Felizmente eu cresci em uma família super aberta e sempre conversamos sobre tudo, mas muitas pessoas não têm essa liberdade.
    Fiquei chocada que o espermatozoide leva 7 horas pra chegar no útero! Hahahahaha


    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Realmente, é um tabu muito grande, eu não tive a mesma sorte que você, cresci em uma família muito fechada sobre isso, não era legal falar, sempre tinha que esconder a menstruação e cresci cheia dos mitos que não se pode lavar a cabeça quando se está menstruada sabe?
      Glória deus que existe a internet pra gente tirar as dúvidas, e livros como esse que mostram a verdade pra gente nos mínimos detalhes.

      Ps: Eu também fiquei kkkkkk Achei que era minutos rapá, quando li sete horas pensei: que bando de bicho lerdo kkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  4. Oi, tudo bem?
    Eu já tinha visto a capa desse livro por aí, mas confesso que não me interessei muito.
    Acredito que seja um livro importante, porque, por incrível que pareça ainda temos muitos tabus em relação ao corpo feminino, principalmente quando o assunto é sexo. Então, acho que é um livro que pode fazer muitas mulheres procurarem conhecer mais o próprio corpo e se entenderem melhor.
    No entanto, não é uma leitura que me atraia. Eu tenho tido pouco tempo para ler e me pareceu que esse livro traz informações que eu poderia encontrar em outras fontes, então, prefiro me dedicar a outros livros que fazem mais meu estilo. Mas não descarto a leitura em outro momento.
    Achei uma dica super válida para mulheres que ainda têm dificuldade em conhecer e entender o próprio corpo ou de falar sobre assuntos tabus, como sexo.
    Ótima resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Realmente é um livro que tem que ter tempo pra ler, porque são muitas informações e é necessário ler com atenção para não entender errado e tals.
      Mas espero que um dia possa ter oportunidade de lê-lo, ou algum outro sobre os mesmos assuntos, sempre é bom conhecer mais o nosso corpo :)

      Excluir
  5. Fala sério Sabrina,
    eu sou muito burra. Já devia ter aprendido que um título diferente não arremete a um conteúdo ruim mas não, primeiro deixei passar a oportunidade de ter o livro vaca, porque não gostei da capa e o título me incomodou mas cheguei aqui, li tua resenha e tive que me chutar mentalmente, okay ano que vem eu compro. Agora a mesma coisa com este, como assim Brasil? Acho esse tipo de abordagem super válida porque como você mesma citou ainda hoje fala-se muito pouco sobre feminilidade e sexualidade feminina que muitos tratam como tabu, e a ignorância tem privado as mulheres de muitas coisas que lhe são de direito.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHAHAHAHA
      Os títulos pregam peça na gente kkkkkk
      Mas esse livro é incrivelmente válido, como você disse as mulheres perdem muito ainda por não entenderem sobre seu corpo, e isso é bem ilógico considerando que temos acesso a tantas informações hoje em dia né?
      Espero que leia o livro esse ano, vale super a pena!

      Excluir
  6. Caramba, só a sua resenha já é um guia completo! Você detalhou muito bem o livro, soube trazer assuntos importantes e com toda a certeza deixou leitoras curiosas e que vão procurar por essa obra, como eu! De fato a maioria dos livros que tratam desse assunto são didáticos demais e não chamam a atenção, essa obra é muito importante e espero poder conferir tudo de pertinho em breve.

    ResponderExcluir
  7. Esse é um dos livros que eu mais quero no momento e tenho certeza que a leitura vai agregar muito. Adorei os quotes que você compartilhou porque dão a ideia exata da opinião sobre o assunto abordado.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Gente, quero muito ler esse livro! As ilustrações são ótimas, e creio que será uma leitura muito informativa e bacana, ao mesmo tempo, pois a linguagem usada na escrita parece ser bem fluida e fácil de compreender. Amei seu post, as fotos, as quotes, tudo! ♥

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu achei esse livro super interessante, principalmente essa parte dos contraceptivos. Não sabia que eles simulavam essa gravidez e agora de fato tudo fez mais sentido. Fiquei apaixonada pela obra e vou correr para ler também. Na verdade, acho que toda mulher deveria realizar essa leitura.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Frase "agora tudo faz sentido" é tudo que eu pensei quando li esse livro kkkkkkk
      Realmente é um livro que toda mulher deveria ler, mesmo que alguns temas possam ser mais batidos para as mais "experientes" é importante se informar corretamente para podermos conhecer melhor nosso corpo

      Excluir