Resenha: Todo Seu (Crossfire # 5) Sylvia Day

Nenhum comentário

Gideon Cross. A coisa mais fácil que já fiz foi me apaixonar por ele. Aconteceu instantaneamente, de forma completa e irrevogável. Casar com ele foi um sonho realizado. Continuar casada com ele é a maior batalha da minha vida. O amor transforma, e o nosso é um refúgio e também a pior tempestade. Duas almas danificadas que se entrelaçaram.
Nossos votos foram apenas o começo. Lutar por esse casamento pode nos libertar... ou nos separar de vez.

Sedutor e comovente, Todo Seu é a última parte da saga Crossfire, uma história de amor que cativou milhões de leitores ao redor do mundo.



*Livro de acervo pessoal da blogueira* 

Eu já cansei de defender a série Crossfire nas redes sociais e aqui no blog, até o livro 4 eu simplesmente amava essa história e defendia ela com a mesma garra que as amantes de Grey o defendem. Porém, eu levei dois anos do lançamento para ler o último livro, e perdi as contas de quanta gente achou ele uma porcaria e vivia dizendo pra mim que encerrou de maneira estranha essa trilogia de 5 livros, mas como fã eu tinha esperanças que iria gostar, tinha esperanças que tudo ia dar certo no final pra mim... DOCE ENGANO.

Eu não sei nem como começar essa resenha, não sei como estrutura-la porque sinceramente meu amor como fã da série fala mais alto que meu lado blogueira, e sinceramente eu não consigo defender uma página dessa história, não consigo nem comparar esse com os outros livros, que são infinitamente melhores e mais bem escritos, então o que vocês lerão aqui é realmente o relato de uma fã que não gostou nadinha como Todo Seu começou eu terminou. 

Primeiro ponto que me incomodou nessa história era como Gideon estava um pé no saco. Sério. Birrento, chorão, fechava a cara por qualquer bobagem que a Eva falava ou fazia. Quando ele chegou ao ponto de brigar com ela porque não tinha 'se casado com sua família' eu simplesmente comecei achar que Sylvia tinha morrido e colocado outro autor no lugar, porque por mais que o Gideon não fosse o homem mais sociável do mundo, o que eu me lembro dele dos livros anteriores não é nem um pouquinho assim. 

A autora encerrou o livro anterior explorando a possibilidade da Cora escrever um livro contando todos os podres do Gideon, e sabe o que aconteceu com esse plot nesse livro? Foi pro lixo. Pois é, a autora simplesmente não deu nenhum foco pra ele e preferiu focar mais na Anne, a psiquiatra que era doida no Gideon. É nesse plot que tudo dá errado na história, personagens morrem, outras explicações idiotas são inseridas ali, problemas são deixados em aberto e o livro simplesmente acaba. 

Não dá pra mensurar a minha frustração ao terminar essa série, sério mesmo. Eva que era uma personagem que eu amava tanto começou a história bem: impondo a Gideon uma melhora no relacionamento deles, para que não resolvessem seus problemas com sexo e sim com tratamento médico, mas terminou o livro como qualquer outra mocinha que após uma notícia trágica vai pra cama com o boy, faz um sexo gostoso e fica tudo bem. Gideon começou essa história como um clone muito louco do boy que eu amava e defendia com unhas e dentes, e terminou da mesma maneira porque sinceramente a falsa mudança que a autora quis passar para o leitor não colou nem um pouco. 

Todo Seu tinha uma promessa muito boa, mas que por contratos para essa série de 3 livros virar 5 desandou completamente. Silvya é uma autora incrível que mora no fundo do meu coração, mas que me decepcionou completamente com uma série que eu amava, e me deixou bem frustada por ter gasto meu tempo pra tudo terminar assim: cheio de pontas soltas e mortes/plots desnecessários. Como fã eu me sinto enganada, como blogueira é óbvio que eu falo para lerem e tirarem suas conclusões, mas se você gosta da série pode acabar descobrindo esse mesmo sentimento meu ao termina-la. 



Nenhum comentário