04 dezembro 2017

Resenha: A Senhora da Magia (As Brumas de Avalon #1) - Marion Zummer Bradley

em 04 dezembro 2017

12 comentários

Em "As Brumas de Avalon", Marion Zimmer Bradley reconta a lenda do rei Artur, descrevendo os seus esforços para unificar a Bretanha contra a invasão Saxônica, a partir da perspectiva das poderosas mulheres do reino de Avalon e Camelot.


*Livro recebido em parceria com editora* 



"Para a maioria dos homens, nosso mundo agora está perdido dentro das brumas do mar do Verão. Mesmo antes que os romanos fosse embora, isso estava começando a acontecer; agora as igrejas cobrem toda a Bretanha, e nosso mundo se afasta cada vez mais."
Durante muito tempo ouvir falar por alto de As Brumas de Avalon, mas a verdade é que quando solicitei esse livro e propus uma leitura coletiva aqui pro blog e canal não sabia o que estava me aguardando. Sabia que era algo relacionado a fantasia, e tolamente imaginei que seria uma leitura rápida a ser concluída em poucos dias - afinal o primeiro livro tem somente 260 páginas. Mas a cada página lida pude compreender porque esse livro se tornou um clássico, porque é tão aclamado entre os leitores e como eu precisaria de atenção total à leitura, que levou uma semana tranquilamente. 

Como diz a sinopse vamos conhecer a história de Arthur pelos olhos de mulheres poderosas daquele Universo. Mas o primeiro livro vai muito além disso. Somos apresentados a história antes de Arthur, como tudo foi arranjado para que aquele que salvaria Avalon do esquecimento tomasse o trono e fosse um homem justo. 

Através de Viviane - a Senhora de Avalon, Igrane sua irmã, e Morgana filha desta conhecemos tal história, somos apresentados àquele Universo de forma majestosa detalhe por detalhe e por isso o livro se torna uma leitura densa em algumas horas, pois temos que entender cada pormenor para seguirmos adiante nos próximos livros. 

A Senhora da Magia tem o foco em Morgana, e é através dela que conhecemos melhor o reino de Avalon e toda magia que ele possui, é um diálogo intenso e muito revelador que nos mostra através de uma religião pagã como o Cristianismo chegou e condenou todas as outras religiões que não seguiam o seu deus. Vemos como os reis baseavam sua tirania nessa religião e em nome dela travavam guerras inúteis que só traziam miséria e morte às terras. É um livro que trás imensas críticas ás religiões cristãs e como elas devastam e oprimem quem não as segue.
"Já não era Morgana, ela não tinha nome, era sacerdotisa, donzela e mãe..."

Foi uma leitura muito grandiosa pra mim, em vários momentos eu queria bater palmas pela coragem das protagonistas, em outras queria abraça-las e confortá-las pelo que tinham que suportar. Não nego que o começo foi um pouco denso demais e que eu estava bem desanimada achando que não iria gostar do livro, mas quando peguei o jeito na história aí tudo fluiu tão rápido que eu não conseguia para mais de ler, principalmente se considerar que cada capítulo termina com um algo a ser concluído, seja um mistério, uma missão ou algo que descobrimos que mudará todo o rumo da história. 


Não dá pra falar muito da história porque é bem curta e qualquer informação estragaria as surpresas pra vocês, mas sinceramente recomendo de olhos fechados essa leitura. Não pense que por ser um livro pequeno você lerá em uma sentada, pelo contrário, é um livro que merece que se dedique tempo à leitura, que absorva cada detalhe e revelação que a trama trás, pois só assim você conseguirá entender os rumos que a história de Morgana e de Avalon tomam. Você irá amar e odiar personagens, mas no final não conseguirá parar de pensar no que acontecerá na próxima história e estará ainda mais curiosa para conferir a história de Arthur por um ponto de vista tão diferente e tão mágico. 

"Em meu tempo, fui chamada de muitas coisas: irmã, amante, sacerdotisa, sábia, rainha. Na verdade, eu me tornei, sim, uma sábia, e pode chegar um tempo em que estas coisas devam ser conhecidas. Mas, sinceramente acredito que serão os cristãos a contarem a última história. Cada vez mais o mundo das fadas se afasta do mundo sobre o qual Cristo estende seus domínios. Não tenho desavenças com o Cristo, apenas com seus padres, que chamam a Grande Deusa de demônio e negam que ela tenha um dia sido poderosa nesse mundo. Na melhor das hipóteses, dizem que o poder dela vinha de Satã. Ou a vestem com o mante azul da Nossa Senhora de Nazaré, que de fato teve poder, à sua maneira, e dizem até que era uma virgem. Mas o que sabe uma virgem a respeito dos sofrimentos e das labutas da humanidade?"



12 comentários:

  1. Sou fã de releituras, sempre me fascinam por mostrar o que eu já conheço por um novo anglo. Já tinha ouvido falar do livro As Brumas de Avalon, mas não sabia do que se tratava, confesso que fiquei tentada a ler.
    Deixo a dica anotada e espero me encantar pela garra das protagonistas de Avalon.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?

    Tenho muita, muita vontade de ler esse livro, e espero que surja uma oportunidade em breve. Esse exemplar da Planeta está lindíssima! Fiquei ainda mais empolgada com a leitura depois de ler sua resenha, suas considerações. As expectativas estão a mil!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi oi!
    As brumas de Avalon está na minha lista a tempos, mas ainda não li. Sou bem curiosa pela autora, que é muito aclamada por essa obra. E claro, ver a lenda do rei Arthur tb será ótimo.
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Vou te confessar que esse livro já está na minha lista de desejados só por causa dessa capa maravilhosa. No entanto, lendo sua resenha, eu fiquei ainda mais interessada. Adoro fantasias, principalmente quando trazem protagonistas femininas fortes e complexas, como parece ser o caso.
    Apesar de você ter achado o início meio lento, deu para ver que foi uma leitura mais do que compensadora para você e fiquei muito animada para ler.
    Adorei a resenha e espero conseguir ler este livro em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Eu não curto releituras, ams essa eu leria e acho que me agradaria muito, porque amo a história original. Acho essa capa uma coisa de outro mundo de tão linda!!!
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oiee Sabrina ^^
    Não sei por que, mas eu nunca gostei (nem senti curiosidade de conhecer) das lendas do Rei Arthur, nunca foi um tema que me chamou a atenção, então eu nunca senti vontade de ler As Brumas de Avalon. Eu adoro livros onde as protagonistas são femininas e são fortes, passam por várias coisas e ainda continuam em pé; isso me inspira muito ♥ mas não sei se leria o livro :/
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Sabrina,
    também costumo ver esse livro com certa frequência mas sempre por alto e por isso não fazia ideia do que se tratava de fato a história mas agora que o vi através de seus olhos fiquei bem interessada na premissa e ansiosa para conhecer mulheres tão fortes como estas. Não fazia ideia da dimensão que este livro abordava e agora que sei nem que seja um pouquinho não consigo deixar de desejá-lo.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  8. Quem nunca ouviu falar desse livro, né? Um clássico, mas, assim como você, não tinha lido esse livro antes. E essa edição está incrível, né? Sou bem suspeito pra falar de personagens fortes, que cativam a gente e nos faz mergulhar nessa história. Acho que darei ma chance ao livro. Uma dúvida: é capa dura? Socorr! Se for, quero muito!

    www.porredelivros.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?

    Também recebi esse livro. Mas você acredita que eu cogitei ler esse livro todo? rsrsr Agora, lendo sua resenha, vou fazer igual a você: leio o primeiro e assim por diante. Gostei da sua resenha e poder conhecer mais dessa obra. Estou bem ansiosa para começar a leitura do livro. Espero que seja uma boa leitura.

    ResponderExcluir
  10. Oiiii,

    Ouço muito sobre este livro é fico sempre muito curiosa para saber um pouco mais, mas de primeira imaginava que por ser um livro relativamente pequeno ele seria de leitura de uma sentada rs, que bom que você alertou sobre a necessidade de uma leitura mais calma, parece ser uma história rica em detalhes que vale a pena apreciar cada minuto da leitura. Vou anotar a dica é ler assim que possível.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  11. Oi.
    Eu li esses livros quando era mais nova. Minha mãe tinha uma coleção composta por 4 livros mas, claro, emprestou o terceiro e não voltou. Lembro que demorei bastante para ler e que no começo não estava conseguindo me prender ao enredo (tinha uns 14 anos), mas minha mãe insistiu que eu continuasse e eu lembro de ter gostado, mas confesso que não lembro muuito da história.
    Estou louca por essa edição, até mesmo para presentear minha minha mãe.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Ola Sabrina lindona já li esse livro há tempos atrás e gostei muito, o que me incomodou um pouco foi a linguagem e a falta de muitos acontecimentos, mas acabei pegando o gosto por toda história e seu contexto. Essa Edição está linda demais. beijos

    Joyce
    Livros Encantos

    ResponderExcluir

TOPO