Resenha: Querido Dane-se - Kéfera Buchmann

38 comentários

Sara tem muitos sonhos, mas também vários problemas para enfrentar. Para começar, seu namorado acabou de uma hora para outra com ela e por WhatsApp. Pouco depois, ela descobriu que o desgraçado está namorando uma socialite linda e admirada. Parou por aqui? Não: Sara, que é estilista de formação, mas trabalha como costureira, atualmente está de plantão na casa dessa socialite, arrumando as roupas dela.
Enquanto lida com o ressurgimento do ex e tenta voltar a achar graça na solteirice, Sara sofre com seu maior medo: fazer trinta anos sem achar a sua cara-metade. Entre lágrimas e muita risada, no entanto, Sara começa a repensar sua vida. E a perceber que está diante de uma pessoa cujos anseios e gostos conhece pouco: ela mesma.

Querido dane-se é a primeira ficção de Kéfera Buchmann, que, sem abandonar o bom humor de sempre, fala sobre autoestima, empoderamento e a importância de compreender os próprios desejos para se tornar alguém feliz.


*Livro recebido em parceria com Editora*

Falar de livros de Youtuber hoje em dia se tornou algo estranho, em grupos de leituras dia sim dia não aparecem leitores criticando livros de youtubers e dizendo que são um lixo, gasto inútil de papel e blá blá blá, e quando se escreve uma resenha de um livro assim é comum ter a frase "não leio livros de youtubers" aos montes nos comentários (bolão da Sabrina, vai ter pelo menos uns 5 assim nessa resenha).

Porém eu sou uma pessoa bem mente aberta, não tenho nada contra youtubers, não acho que eles estão tomando espaço de outros autores nacionais, pelo contrário são as publicações deles em grandes editoras que bancam a publicação de autores menores e movimentam o dinheiro aí dentro daquela empresa, afinal de contas publicar um youtuber é publicar um autor que já tem um grande público e que tem um retorno garantido.

Quando esse novo livro da Kéfera foi lançado foi a mesma conversa, o mesmo falatório e ele está até concorrendo como pior livro do ano em um blog aí (o que né, convenhamos é meio dramático demais até pra mim). Então quando eu recebi esse livro foi uma emoção e tanto, queria conferir um livro da Kéfera, queria ver se era real o falatório de história ruim, e quando iniciei a leitura só pude pensar: quanta inveja esse povo tem só porque a menina faz vídeos pro youtube hahaha!


Querido dane-se é um livro para o público da Youtuber, tenha isso em mente ao iniciar qualquer livro de youtubers, se você não é o público que gosta de vídeos de Minecraft não tem que comprar aquele livro pra criticar, se não é do público do Christian, da Malena, do Venom, Kéfera, etc dificilmente esse livro será pra você e é isso que acontece aqui nessa história.

A história aqui se passa com Jussara (por favor, chame-a de Sara porque Jussara é nome de tia hahaha) ela é bem doidinha, impulsiva e dramática e em todo momento eu só conseguia visualizar a Kéfera nessa história, porque ela conseguiu dar a alma pra personagem e deixar tudo mais engraçado. Se você já assistiu algum vídeo da Kéfera e gostou do humor da Youtuber, provavelmente vai dar altas risadas com a Sara e vai se divertir muito lendo assim como eu.


O livro é todo escrito em forma de diário, um conselho da psicóloga da Jussara para que ela coloque todas suas emoções em um papel, então o livro tem ali uma narrativa mais rápida e sem muitos detalhes, afinal acompanhamos só os dias dignos de nota da Jussara. Achei essa forma de trazer os acontecimentos na história muito bacana, afinal não temos enrolação e drama em excesso, e é super divertido ver como a protagonista que era super contra escrever em um diário passa a conversar com ele como se fosse um amigo, e parece ao leitor que somos esse amigo, que estamos lendo os segredos da personagem e tudo que ela está passando em primeira mão.

Sara é uma costureira que tem o sonho de abrir sua própria marca, mas no ateliê que ela trabalha ela nunca vai conseguir isso porque a dona é uma megera e não lhe dá espaço e oportunidades, mas quando ela começa a costurar para uma cliente do ateliê exclusivamente o mundo começa a mudar, pois ela é uma fofa e Sara sente que finalmente sua vida vai melhorar, até perceber que o boy da cliente é ninguém menos que seu ex que terminou com ela pelo Whatssapp depois de 3 anos juntos.

A partir desse momento vemos as burradas, os momentos de desespero, as tentativas de dar a volta por cima, as alegrias e tristezas de nossa protagonista, como disse é como se fossemos uma amiga com que ela está desabafando, e vamos acompanhando durante as páginas a evolução de uma garota que estava estagnada em seu sonho para alguém disposta a melhorar, a se descobrir, a correr atrás do que quer.


Não vou falar mais sobre a história porque é algo mais corrido e eu poderia deixar um spoiler sem querer, mas eu como uma pessoa que acompanha os vídeos da Kéfera desde o começo posso falar sem sombras de dúvidas que é um ótimo livro para o público dela, é um livro que tem a cara da Kéfera, a alma dela na personagem, e que sem dúvidas os leitores mais jovens vão adorar.

Vi uma crítica em um blog falando que a autora faz analogia ao uso de drogas nesse livro, e sinceramente quanta bobeira! hahaha. Sério, há uma cena em que ela SEM QUERER usa êxtase na balada, e depois no outro dia ela tem uma conversa com um cara que usa drogas e tal, mas isso em nenhum momento é tratado como algo normal, o rapaz sabe que o que está fazendo não é certo, ela oferece ajuda a ele diversas vezes e quando a cena termina ela sabe que tudo que ela não pode é terminar daquele jeito, é o estopim para que ela dê uma sacudida em sua vida.

O trabalho gráfico feito pela Paralela é INCRÍVEL! Senti a alma da personagem em cada página, esse acabamento laranja em todo livro ficou lindo, assim como as palavras marcadas durante a história (meu marido até perguntou pra mim porque eu marquei o livro hahaha). Fora que eu amei o kit distribuído para os blogueiros, vou usar muito esse kit de costura pra levar na bolsa kkkkk


Então, concluindo essa resenha, Querido dane-se é um ótimo livro para jovens e para os que gostam da Youtuber. Você não vai encontrar aqui uma história mega complexa cheia de mensagens inspiradoras, é um livro leve e divertido, ótimo para te tirar da ressaca literária e te fazer dar umas boas gargalhadas. Se você já conhece o trabalho da Kéfera no youtube com certeza vai adorar essa leitura e adorar a Jussara, ops Sara, e vai terminar essa história em poucas horas já querendo que a autora solte mais esse lado criativo em mais livros.

E vamos parar de mimimi porque sinceramente só esse ano li uns 5 livros nacionais aí muito piores que esse que são idolatrados pelas leitoras dos autores nacionais. Youtuber nenhum está roubando seu espaço no sol, pelo contrário: estão gerando mais renda para as editoras para que mais autores nacionais possam ser publicados, para que aquelas EMPRESAS (porque sim, uma editora é uma empresa e não faz caridade) possam continuar publicando nessa crise que estamos. Parem de brigar com o coleguinha do lado e foque seu esforço para conquistar seu próprio lugar ao sol, ver autores e leitores brigando por publicação de livros de youtuber é ridículo, bora ler galerinha e parem de tretar por coisa boba!





38 comentários

  1. Oi!
    Também gosto muito da Kéfera, morro de rir com os vídeos dela.
    Achei muito legal ver essa resenha por aqui pois nos outros blogs só vejo resenhas negativas e acho triste porque a critica é realmente direcionada por ela ser youtuber.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Minha filha assiste a youtuber, acho ela meio desbocada mas não vejo nada de mais em adolescentes lerem livros que youtubers escrevem.
    Vou pensar em dar ele pra ela depois da sua resenha

    ResponderExcluir
  3. Eu acompanhava ela antes, mas da meio que ela virou estrelinha e parei de curtir... sobre os livros não vejo de mais, mas tbm nao sou a favor, pois alguns livros acho bem desnecessarios, mas vc disse algo certo são feitos para o publico deles e o lado bom que com isso nascem novos leitores.
    Gostei da sua resenha, mas acho que não o leria...
    Bruna

    ResponderExcluir
  4. Olha, se você não falasse que o livro é de youtuber eu nem saberia, tão por fora que eu sou desse universo e claro que prefiro assim. Youtuber a parte, eu gostei da premissa do livro, parece divertido e o fato de não conhecer nada sobre a autora pode tornar ainda melhor pelo visto kkk, brincadeira. Se tiver a oportunidade quero ler. Amei sua resenha.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Hahahaha, tá vendo? Se eu não falasse que era uma youtuber ia passar com uma história normal, porque não pode ser assim com todo mundo né?
      Leia sim, é muito divertido, espero que goste!

      Excluir
  5. Olá, estava curiosa para ler uma resenha desse livro. Concordo com você que é a maior bobagem criticar um livro só por ter sido escrito por um youtuber, são livros voltados para um público específico que pode gostar mais deles. Como esse parece ser bem divertido pela sua resenha,fiquei até interessada em lê-lo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É triste né? Espero que um dia o povo pare com essa mania de criticar só porque são youtubers, porque exatamente são livros voltados para o público deles, assim como um CD da Xuxa lançado há anos atrás era pro povo da Xuxa e não pros que gostavam de Forró kkkkkk

      O livro é muito divertido sim, e rapidinho de ler, vale a pena conferir ;)

      Excluir
  6. Olá,

    Eu não sabia que a Kefera tinha lançado outro livro, pelo visto estou muito por fora de lançamentos mesmo. Eu também não tenho nada contra Youtubers, muito menos com as obras que eles vem publicando, muito pelo contrário, acredito que seja um incentivo muito grande dentro da literatura. Eu adorei conhecer essa obra, e para ser sincero, até hoje não li nenhum livro de YOUTUBERS e esse da Kefera parece ser bem legal, sem falar desse trabalho editorial magnífico. Provavelmente em 2018 farei a leitura dessa obra! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Ela não para hahaha, lançou agora na última Bienal do Rio.
      Realmente eles são um incentivo para a literatura, pois chamam aqueles jovens que só ficam no youtube a ler, nem que sejam 100 páginas com letras garrafares, pelo menos estão lendo alguma coisa e tomando incentivo a conhecer outros livros.

      O trabalho gráfico do livro ficou incrível demais, a editora arrasou!

      Excluir
  7. Olá, tudo bom?

    Bom, eu sou sincera ao dizer que não leio esse tipo de livro, mas é porque simplesmente não sou o público deles. Os únicos youtubers que eu acompanho são os booktubers da vida. Infelizmente não seriam livros que eu compraria, pois para que eu teria um livro da vida da Kéfera, por exemplo, se eu não sou admiradora do trabalho dela? Por outro lado, só não acompanho os vídeos deles por falta de tempo, então nem posso opinar se são bons ou não. Mas também não me importo se eles são publicados, já que, como você falou, eles movimentam dinheiro e tem um público para isso, não vejo mal algum - se alguém não quer ler, simplesmente não compre. Porém, se eles começarem a entrar no mundo da ficção, talvez eu me aventure em uma de suas histórias, já que isso é o outro lado da moeda. Será que eu me encaixo nesse bolão? rs
    Sobre esse livro: achei a premissa interessante e bem atual, onde as mulheres sempre se preocupam quando chegam a uma certa idade e não estão em algum relacionamento sério. E terminar por Whats? Sério? E uma mulher em busca de seus sonhos e, apesar dos problemas, é decidida, parece ser interessante. Além disso, achei legal a ideia de la escrever o livro como um diário, pois, como você disse, acaba que não há enrolação e só vemos as partes importates de sua vida. Para um primeiro livro, achei bacana a ideia central e a maneira como foi desenvolvida, mas só lendo para saber se vou gostar, rs.

    Enfim, adorei a postagem e agradeço a indicação :)
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha, não se encaixa não, eu vejo muito preconceito simplesmente por serem youtubers sabe, e isso vai além de gente que faz vídeos engraçados ou de jogos, já aconteceu comigo de resenhar livros da Pam Gonçalves, ou aquele livro O amor nos tempos de Likes e só por comentar que eram youtubers as pessoas já falavam que não iam ler, como se pegasse alguma doença só de tocar no livro kkkkkkk
      Mas a ideia do livro é bacana sim, principalmente se levarmos em conta que ela não tem formação para autora e tals, simplesmente é alguém que teve vontade de escrever e botou a história no mundo, e para o público dela acaba sendo uma ótima maneira de ingressar no mundo da literatura

      Excluir
  8. Eu não tenho nada contra livros de youtubers, dão dinheiro pras editoras afinal (que, convenhamos, não é um mercado fácil). Ainda mais quando o youtuber se lança o desafio de escrever romances, contros, crônicas. O que me incomoda são livros como o do Felipe Neto que só tem fotos, e na verdade nem livro é, né. Mas esses, como o da Kéfera e da Jut Jut e outros tantos por aí, não me incomodam em nada.

    Não acompanho a Kéfera, acho ela um pouco exagerada. Mas nada contra, sabe? O problema das pessoas é não saber deixar pra lá uma coisa que elas não gostam e deixar as pessoas que gostam curtirem. Porque todo mundo acha que pode impôr seus gostos pessoais nos outros, o que tá bem errado, né? Se você não gosta de uma coisa, é só não consumir nada sobre ela e pronto. Eu não sou fã da Kéfera, não vejo os vídeos dela, provavelmente não vou ler esse livro, mas não vou ficar correndo atrás das coisas que ela faz, diz, apresenta pra ficar criticando gratuitamente, isso é uma coisa que eu não vejo sentido algum.

    E fico feliz que você gostou livro, sinal que a Kéfera sabe falar com o público dela e manter esse público engajado (e olha, vindo de uma pessoa formada em Publicidade, nem todo mundo sabe fazer isso).

    Grande beijo,
    Um Metro e Meio de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Exatamente, esse foi bem o ponto da minha crítica, se você não acompanha pra que comprar só pra criticar sabe? Vejo muita gente fazendo isso e fico bem revoltada porque não tem sentido nenhum.

      E como você disse youtuber é dinheiro fácil, imagina se 10% dos 10 milhões de inscritos comprarem o livro a 30/40 reais, é mais dinheiro que alguns internacionais ganham o ano todo, dá para a editora contratar mais autores nacionais, investir em séries grandes, enfim... é um mercado literalmente.

      Excluir
  9. Oi, tudo bem?
    Entao, eu meio que não gosto da Kéfera, mas eu achei esse livro interessante. Não sou de acompanhar o trabalho dela porque acho bobo e não gosto da forma que pessoas idolatram outros, isso não é especial dela, é com todos. Enfim, gostei da história, acho que a kéfera tem um talento imenso e merece colher frutos disso, seja youtuber ou não! Adorei a resenha! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não gosto da idolatria que fazem nos youtubers, mas nem por isso vamos criticar o livro só porque ela faz vídeo pra internet né?
      Realmente, a partir do momento que ela publica um livro de ficção ela é uma autora como qualquer outra e merece colher os frutos disso, espero que venham mais livros dela por aí.

      beijos e obrigado pelos comentários <3

      Excluir
  10. Oiie
    ADorei a resenha. Eu particularmente não tenho problemas com livros de youtubers, apesar de não ter lido nenhum ainda kk acho que toda literatura é válida. Espero conseguir ler esse livro um dia e gostar.
    Bjos, Bya! 💋

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, toda literatura é válida, até mesmo livros de colorir hahahaha.
      Se um dia tiver a oportunidade de ler me conte o que achou ;)

      Excluir
  11. Olá Sabrina, tudo bem?

    Já li alguns livros de Youtubers famosos e, mesmo dando dinheiro para a editora, não é o tipo de contato que quero ter. Sei que este não é o foco de Querido dane-se, que ela resolveu finalmente escrever algo que esteja mais próximo com o conceito de romance que temos em literatura, mas distante de uma autobiografia, mas ainda assim o preconceito existe, inclusive de minha parte. O ranço por diversos autores, do Youtube ou não, me fazem brecar certas leituras.

    Beijos
    @blogodiariodoleitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha, não nego de tenho ranço de alguns também, mas daí é outros 500 kkkkkkk
      Mas é aquele negócio né, você não lê mas também não está criticando gratuitamente só por não gostar, é outro nível isso rsrsrs
      Mas obrigado pelo comentário <3

      Excluir
  12. Concordo contigo, não vejo sentido algum nesse pessoal criticando tanto as obras, é simplesmente não ler algo que não te agrada e pronto, youtuber assim como qualquer um é alguém normal e desse modo também pode ser escritor. Acho essa edição fantástica, está com um preço bom e espero ler logo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, não tem sentido você ouvir uma música de rock pesadão se gosta mesmo de axé se for só para criticar, assim é com os livros, pra que eu vou ler algo que não vai me agradar só para falar mal?
      Qualquer um pode ser autor, o que ele faz da vida fora do livro não é problema de ninguém e esse preconceito com youtuber é sem noção demais hahaha.
      A edição é linda, espero que possa ler um dia

      Excluir
  13. Olá!
    Não acompanho youtubers pois não tenho mais paciência e sim,não aguento mais briga em grupo sobre livros de youtubers.Eu não creio que esses livros abram o mercado editorial nacional,já que os livros nacionais que leio são de editoras pequenas ou de forma independente.
    Parece um livro interessante para que acompanha,para mim tendo uma boa história e escrita é o que vale.Deve ser muito engraçado pois conheço o humor da Kefera e ela é bem divertida.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Acontece que abre sim, porque pensa só, se 10% do público da Kéfera (que tem mais de 10 milhões de inscritos) compram o livro dela a 30 reais, imagina o quanto de dinheiro circula na editora? Eles podem renovar séries, contratar outros livros internacionais, e em editoras grandes (como universo dos livros, novo conceito, planeta) acabam dando espaço para autores nacionais pois eles geralmente não trazem um retorno tão grande imediatamente para a editora, entendeu?
      Acontece que em editoras pequenas GERALMENTE há mais facilidade para publicar, um menor prazo e menor tiragem, e independente é outro papo porque os autores acabam tendo mais autonomia do livro publicado e mais lucro até, porque não precisam pagar a editora, não precisam vender a cota que recebem no desespero para quitar dívidas e podem divulgar tranquilamente na Amazon e tals.

      Mas realmente o livro tendo uma história interessante e bem escrita é o que conta, e esse pode contar que tem sim

      Excluir
  14. Oi, tudo bem?

    Até recebi este livro, mas não vou ler. Não faz o meu estilo, ainda mais porque não sigo a autora e nem vejo os vídeos dela. Não costumo ler livros de youtubers, a única que li até hoje foi a Pam, mas também porque eu já sigo há muito tempo o trabalho dela e acompanho os vídeos, e também porque gostei de um livro dela, e isso fez com que eu quisesse ler mais trabalhos dela. Fora ela, não tem nenhum outro youtubers que eu queira ler. Vou ter que dar para alguém o livro que recebi, não tem por quê eu ficar com ele na estante se não pretendo ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente o ponto que discuti na resenha, você lê livros de youtubers que você acompanha, se não acompanha não faz sentido criticar, certo?
      Espero que a pessoa que você presenteie goste do livro, pois é uma leitura bem divertida ;)

      Excluir
  15. Concordo com você, muitas pessoas fazem críticas duras se baseando simplesmente em seu gosto pessoal. Eu não li nada da Kéfera, mas isso não significa que não tenha talento ou que esteja errada em aproveitar as oportunidades que surgiram, afinal quem não faria o mesmo. Sem contar que o Youtuber atualmente está repleto de canais profissionais encabeçados por atores, cantores, etc que perceberam a oportunidade que esses canais trazem para suas carreiras. Excelente resenha!

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  16. Olá
    Não tenho preconceito em ler livros de youtuber, o livro tem que me chamar atenção como qualquer outro. Infelizmente as pessoas tem muito isso de "Julgar" tudo bem que agora muito youtubers lançaram livros que eu não leria por não curtir o gênero biografia ( por que a maioria escreve ) Mas me interesso por livro como por exemplo da Pam, ela escreve vários tipos de história que cativa o leitor, livros assim me chamam atenção. Concordo com o que você falou referente a editoras quererem os livros desse youtuberes que no final das contas beneficiam autores menores. Agora vamos falar do livro, tenho que deixar claro que eu não gostei dessa capa achei ela meio nada haver, talvez quando eu puder realizar a leitura eu mude de ideia em relação a capa. A premissa realmente é interessante e parece ser aquele livro bem jovial sem muito aprofundamento em personagens. Gostei da dica. Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Oi!

    Muito boa a sua resenha. Eu não tenho interesse em ler o livro, porque não é o tipo de história que atualmente eu busco. Mas acho que para o público alvo, seja realmente muito importante, principalmente sobre algumas questões tratadas. Parabéns pela resenha.

    beijos!

    ResponderExcluir
  18. Oie!
    A edição desse livro é linda! Bem colorida, e as fotos são magníficas. Mas sou parte dessas do bolão, nem porque é de youtuber, mas pelo que você disse de ser específico a um público mais jovem, e eu acho que já passei dessa kkk. Amei o post!

    ResponderExcluir
  19. Nunca li nada da Kéfera, não por antipatia à moça e sim por jamais ter pego algo dela para ler. Bem, quanto a essa polêmica de que os youtubers pegam espaço de outros escritores acho que é balela, acredito que tem leitor o suficiente para todo tipo de livro, mas enfim né! Quanto ao enredo, me pareceu interessante. Mais dia ou menos dia chego a ler algo dela, gosto de tirar minhas próprias conclusões, afinal gosto literário cada um tem o seu. Mas pelo que você relatou é bem capaz de eu gostar rs

    @segredosdetinta

    ResponderExcluir
  20. Olá, Sabrina.
    a maioria das pessoas sentem inveja realmente, pois queriam estar ocupando o lugar dela e fazer tanto sucesso quanto ela faz.
    não leio livros de BIOGRAFIA de youtubers, acho uma perca de tempo para mim, mas quando é uma história fictícia e me chama a atenção, com certeza não irei deixar de ler.
    adorei a história do livro e fiquei com pena da protagonista. irei anotar a dica para futuramente realizar a leitura.

    ResponderExcluir
  21. A arte gráfica do livro está linda, mas não me chamou a atenção em nada. Ri alto de você falar que Jussara é nome de tia, porque eu tenho uma tia que se chama Jussara... hahahahah
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Ooi,
    Eu vou ser clichê e dizer "não costumo ler livros de youtubers" mas isso acontece mesmo porque eles nunca chegaram na minha mão ahahah eu acredito que literatura é sempre válida. Se alguém começou a ler por causa de um youtuber, jogador de futbol, pastor ou sei lá o que, pra mim já vale sabe. Eu gostava bastante do canal da Kéfera e fiquei bem animada quando a notícia sobre esse livro saiu, não li ainda, mas com certeza darei uma chance.

    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  23. Olá!

    Eu também não tenho o menor problema com livros de youtubers, tendo já lidos alguns deles. Ainda não li nenhum da Kéfera, mas mais por falta de oportunidade mesmo do que qualquer coisa. A trama me pareceu mesmo bem divertida, mas acho que não poderia esperar outra coisa de Kéfera, né? Ela parece ser mesmo uma pessoa alto astral e espontânea. Enfim, vou fazer uma nota mental sobre o livro e quando precisar de alguma coisa para superar uma ressaca, já saberei a qual recorrer. Obrigada pela dica!

    Ingrid Cristina
    Blog Catarse Literária

    ResponderExcluir
  24. Olá, tudo bom?
    Não entendo porque tanto preconceito com livros de youtubers também! É simplesmente o que você falou, se não é sua praia é só não ler! #paz hahahaha Eu confesso que tenho muita curiosidade em conferir este livro e conhecer o lado escritora da Kefera. Adorei saber que é uma história despretensiosa, engraçada, fluida e ótima para quando queremos algo leve para nos tirar de uma ressaca literária. Quanto a diagramação do livro, estou apaixonada! A editora mandou bem demais!
    Amei sua resenha e as fotos, espero poder ler este livro em breve ♥
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  25. Oi, Sabrina.

    Quanta polêmica hahahahhah Confesso que eu não leio livros de youtubers pelo simples fato de eu não querer mesmo, mas não é por isso que vou ficar criticando sendo que eu nem li. Essas pessoas viajam hahahhaha Não sabia q esse livro era o primeiro livro de ficção da Kefera. Talvez eu dê uma oportunidade, quem sabe? Enfim, fico feliz que o livro tenha te dado boas risadas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Olá Sabrina...
    Amei sua resenha e principalmente amei as suas considerações!! Eu não curto livros de youtubers que vem contar a sua biografia como se eles estivessem feito grandes coisas na vida com 15 anos de idade. Mas essa ideia da Kefera de partir para ficção achei incrível e é um meio de incentivar os jovens de hoje em dia a ler.
    Eu mesma tenho muita curiosidade de ler esse livro para ter uma opinião propria da historia e nao tenho a menor duvida de a história em si é engraçada.

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  27. Olá Sabrina,
    Não tenho problema com livros de youtubers, acho que eles estão aí para atingir pessoas que autores não youtubers não conseguem atingir e isso é realmente bom. Vejo jovens leitores se formando por livros assim e todo esse blábláblá por conta da profissão do autor me irrita. Eu li o outro livro da Kéfera e não curti muito, primeiro porque não a acompanho, segundo porque não vi motivo para ela ter escrito uma biografia.
    Eu também vi gente falando que o livro faz apologia ao uso de drogas e gostei de saber que não é isso. Acho que apesar dos pesares, essa leitura pode ser agradável e pode ser que eu faça em algum momento.
    Beijos

    ResponderExcluir