Resenha: Cretino Abusado - Penelope Ward & Vi Keeland

18 comentários

Após ser traída pelo ex-namorado – chefe da firma de advocacia em que trabalhava – Aubrey decide que precisa de um recomeço. Deixa tudo para trás e aceita um emprego em uma startup na Califórnia, Estados Unidos, e parte em uma viagem de carro que mudará toda a sua vida.

Em uma parada na estrada, Aubrey conhece Chance, um homem atraente que viajava de moto. Com o corpo perfeito e sotaque australiano, o ex-jogador de futebol era bem convencido e arrogante. Quando sua moto quebra, Chance precisa da ajuda de Aubrey. Ele promete levá-la em segurança até seu destino em troca de uma carona, e os dois decidem seguir viagem juntos.

Aubrey está traumatizada após seu último relacionamento, mas sente uma atração incontrolável por aquele cretino abusado. Apesar da ligação cada vez mais forte entre os dois, Chance guarda um segredo que poderá separá-los para sempre.


*Livro recebido em parceria com Editora Planeta* 


Acho que eu nem preciso falar mais que eu sou apaixonada pelos livros da Penelope Ward, já disse um milhão de vezes nesse blog que os mocinhos dela são os melhores da literatura e que é impossível tu não se apaixonar por eles.

Em Cretino Abusado não foi diferente, mesmo não conhecendo a escrita da Vi Keeland sabia que não iria me decepcionar, e então acabei me apaixonando mais uma vez por uma história extremamente fluída, divertida e sexy.

Não vou revisar a história porque a sinopse já diz tudo que é necessário, então vamos direto ao ponto...

"Stalker, paisagista, babá de cabrito... Adicione passeador de cães à lista de novas ocupações desempenhadas por Chance Baterman durante minha estada em Temecula"
Aubrey é uma personagem cativante, ela está sempre tentando se proteger, mas quando se permite ser feliz você percebe que ela é engraçada, sexy e que é uma pessoa extremamente boa já que sua maior paixão são os animais. Nunca tinha visto uma personagem com tanto amor assim pelos bichinhos, e é claro que isso acrescentou vários pontos pra eu gostar dela.

Já Chance, onde eu encomendo um? O Australiano sexy, modelo de bunda, ex jogador de futebol... Ele vai ganhar seu coração com o jeito leve e divertido que leva a vida, fora seu senso de lealdade, sua imensa capacidade de amar e sua força de vontade para fazer acontecer. É mais um dos mocinhos perfeitos de Penelope, mas é claro que ele também tem seus defeitos... Não. Pera... Não achei nenhum hahahaha
"Você não me engana. Quanto mais você tenta ser boa, mais anseia por ser má."
A questão do amor pelos animais leva ao ponto mais engraçado do livro, quando Aubrey resgata um cabrito surdo e cuida dele com o mesmo carinho que cuidaria de qualquer outro per. As cenas do casal com esse bichinho são simplesmente hilárias e muito amorosas, tirando o enredo completamente do clichê.

Acho que o principal diferencial dessa história é que ela é dividida em suas partes, e isso faz toda a diferença pois a primeira é narrada pela Aubrey e a segunda, dois anos depois, pelo Chance. Essa divisão faz com que entendamos melhor cada um dos personagens e como aquela simples carona para a Califórnia mudou cada um deles. A devoção de Chance para conquistar a Aubrey me encantou muito, sua sinceridade, seu amor incondicional.... Tudo na segunda parte foi o cenário perfeito para que eu me apaixonasse mais por esse personagem, e juro que estava quase batendo na mocinha por ela enrolar tanto ele hhaaha
"Chance era a única coisa que me parecia certa em relação à minha vida naquele momento - a única coisa que fazia sentido."
Narrado em primeira pessoa, Cretino Abusado vai conquistar o coração de toda leitora de romances. O Australiano perfeito e a advogada mãe de cabrito vai levar você a ótimas gargalhadas, muitos sorrisos bobos e uma boa dose de calor com a sensualidade na medida certa desse casal. Se você já conhece a escrita das autoras vai se apaixonar por mais um livro, e se não conhece é uma ótima oportunidade para conferir a escrita dessas duas divas dos romances e mocinhos apaixonantes. 

Mais quotes <3 
"Eu estava mais confusa do que nunca. A única coisa que me parecia cera era: ao final desta viagem, eu ia acabar machucada."
"Às vezes, aqueles que usam os maiores escudos são os que protegem os maiores corações. "

18 comentários

  1. Olá minha linda, já amei a sua resenha, não conhecia o livro mas a forma como você expressou a história aqui me deu uma vontade enorme de ler. Dica mais que anotada aqui. Esse entrará nas próximas leituras.
    Beijocas.

    www.meumundosecreto.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi. Nunca li essa autora, e na verdade não tive muita vontade pois parece apresentar alguns clichês, dos quais eu tenho fugido ultimamente. Mas, pelo que você apresentou, para os fãs do gênero, parece ser um enredo bem gostosinho, e fiquei bem intrigadacom qual seria o segredo que os afasta.

    ResponderExcluir
  3. Apesar de clichê, como qualquer outra história de amor, o livro parece bom. Não é uma leitura que procuraria fazer, mas se tivesse oportunidade a fária, vai que esteja perdendo uma grande história.

    Beijos
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ola, eu estou querendo muito ler esse livro por mais que eu só li o livro da Penélope eu sei que vou amar esse Australiano ex-jogador de futebol principalmente que ele é narrado por ela na primeira parte e dois anos depois por ele.

    ResponderExcluir
  5. Como não se apaixonar pela escrita dessa autora e por cada um dos personagens que ela cria? Meu deus, é amor DEMAIS! Ainda não li esse livro mas sinceramente, leria até a lista de compras dessa autora, é maravilhosa. Só de saber que os personagens amam bichinhos, já me conquistaram.

    ResponderExcluir
  6. Não sou muito de ler New Adult, mas adorei os elogios que você fez para o enredo, principalmente ressaltando o bom humor da narrativa. Espero poder ler em breve.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o livro e nem a autora. E longe de mim crush com sotaque australiano! É muito difícil de entender kkkk Achei muito divertida a paixão da protagonista por animais ao ponto de salvar uma cabra! Eu amo muito bichinhos, mas não sei se teria a mesma coragem.

    http://anneandcia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá Sabrina,
    Ainda não li nada dessa autora, mas sempre leio muitos elogios para suas obras e fico muito feliz por você ter curtido tanto assim essa leitura e a autora. Achei muito legal a divisão da história, pois significa que temos um vislumbre do futuro e, mesmo não gostando tanto assim do gênero, é uma leitura que eu faria.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oii!
    Já tinha visto a capa de relance em algum lugar mas não sabia muito bem sobre a história!
    Fico muito feliz que você tenha gostado bastante da leitura, acho que a história deve ser interessante, na verdade. Infelizmente, esse não é um gênero que me atrai muito, mas fica anotado pra quando eu precisar indicar pra alguem que goste :)))
    Beiijos!

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bom?

    Um protagonista sem defeitos e uma protagonista que ama os animais? Eu preciso desse livro para ontem! A premissa é interessante, pois eu nunca li nada assim, de se conheceram durante uma viagem e seguirem uma aventura juntos. Mesclar a narrativa entre duas partes, em épocas diferentes, e pelos dois personagens também é genial.
    Eu ainda não li um trabalho da Penelope Ward e Vi Keeland, mas a edição está muito bonita, principalmente a capa, rs. E sei que darei mu8itas risadas com o cabrito surdo, mas que também me encantarão os momentos de carinhos que eles trocam com o bichinho.
    Também quero um australiano sexy, modelo de bunda e ex jogador de futebol para mim! <3

    Enfim, adorei a resenha e agradeço a indicação :)
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Confesso que, a princípio, eu não pretendia ler esse livro. Ando um pouco cansada de livros do gênero e, muitas vezes, eles têm parecido ser todos iguais. No entanto, sua resenha acabou despertando minha curiosidade.
    Adorei a descrição dos personagens, que parecem ser muito cativantes. Além disso, achei interessante saber que a segunda metade é narrada pelo Chance dois anos depois. Adoro livros que trazem a perspectiva do homem e o fato dessa segunda parte se passar dois anos depois já me mostrou que esse não é um daqueles livros em que o casal se conhece, se apaixona e se casa em um mês haha.
    Adorei sua resenha e fiquei super curiosa para ler este livro. Dica anotada!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Sabrina

    Eu nunca li nada de nenhuma das autoras e confesso que infelizmente essa obra em questão não chama minha atenção. Peli menos não agora. Estou em um momento onde estou lendo muito suspense/policial e também tem o fato da história não me parecer muito inovadora... a não ser esse lance do cabrito surdo! Hahahaha
    Quem sabe mais pra frente, né?!

    Beijocas
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  13. Olá, tudo bem?

    Só digo uma coisa: QUERO MUITO ESSE LIVRO! hahahah Ainda não conheço a escrita dessas autoras, apesar de ter livros de ambas. Mas essa capa, esse título me deixou com vontade de ler. E sua resenha agora, contribuiu mais ainda por essa vontade.
    Espero que em breve, possa ler esse livro e os outros que tenho!

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi! Só pela resenha me diverti horrores. Modelo de bunda? Sério? kkkk
    Adoro uma leitura divertida e essa parece ser o caso.
    Dica mais que anotada!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oii, tudo bem? Gostei muito da sua resenha e conhecer melhor essa história e seus personagens! Sempre leio comentários bem positivos sobre o estilo da autora e, apesar de não estar muito no clima para o gênero no momento, acho que darei uma Chance, hahahaha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Não conhecia esse livro e já adorei premissa, ando com saudade de romances assim, divertidos, que me faça rir e cheio de clichê rs' a história parece ser bem divertida, adoro essas viagens sem rumo, onde tudo pode acontecer. Já coloquei na lista de desejados, espero ler em breve!

    beijos!
    blogdatahis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Eu confesso que livros assim narrado por duas pessoas é muito cansativo para mim, ainda mais quando o autor não diferencia quase nada um do outros. O que não sei se aconteceu aqui, mas me desanimou um pouco.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Eu gosto muito desse estilo, mas nunca li nada da autora, acredita? Mas ao mesmo tempo eu acredito que já li livros assim demais e estou totalmente desgastada... Mas adorei a sua resenha! Achei super legal essa parte de amor aos animais trazer uma cena cômica, com certeza deixa a leitura muito mais divertida.
    Beijos.

    ResponderExcluir